Notícias (257)

Quina registrou 109 apostas vencedoras, cada ganhador vai receber R$ 47.724,12. A quadra teve 8.855 mil apostas ganhadoras, cada uma vai pagar o prêmio de R$ 751, 29

Ninguém acertou o prêmio principal do concurso 2.158 da Mega-Sena. O sorteio ocorreu nesse sábado (8). De acordo com a Caixa, o valor estimado para o próximo concurso é R$ 80 milhões.

Foram sorteadas as seguintes dezenas: 09 – 27 – 35 – 45 – 46 – 59.

A quina registrou 109 apostas vencedoras, cada ganhador vai receber R$ 47.724,12. A quadra teve 8.855 mil apostas ganhadoras, cada uma vai pagar o prêmio de R$ 751, 29.

O concurso 2.159 será realizado na próxima quarta-feira (12), a partir das 20h (horário de Brasília, no Espaço Loterias da Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Os apostadores poderão fazer seus jogos até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. A aposta simplke, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

Fonte: amnews

O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizando a nomeação, está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).

O governo autoriza a nomeação de candidatos aprovados no concurso público da Polícia Federal. O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizando a nomeação, está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).

De acordo com o decreto, serão nomeados 1.047 candidatos, sendo 500 aprovados e classificados dentro do quantitativo de vagas originalmente previsto para pronto provimento e mais 547 aprovados, que não estavam dentro da quantidade de vagas originalmente prevista.

No dia 14 de abril, em uma postagem no Twitter, o presidente da República escreveu que o governo chamaria mil candidatos aprovados em concurso da PF para compor o quadro da instituição.

“Governo anuncia convocação de mais 1.000 policiais federais. O objetivo é compor gradativamente o quadro de inteligência, como no trabalho da Lava-Jato (combate à corrupção) e outros serviços de segurança nacional dentro do orçamento possível destes primeiros 100 dias de mandato.”

Agência Brasil

Afastamento dele fez parte da operação Fantoche, deflagrada pela Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção

Buega Gadelha retornou na última quinta-feira (23) ao comando da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep). O empresário estava afastado do cargo por decisão da Justiça Federal de Pernambuco desde fevereiro e retorna às atividades após prazo de 90 dias estabelecido em determinação judicial. O afastamento dele fez parte da operação Fantoche, deflagrada pela Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção envolvendo contratos entre empresas ligadas a uma mesma família, o Ministério do Turismo e o Sistema S no valor total de R$ 400 milhões. O presidente da Fiep foi detido em Brasilia(DF), para onde tinha ido participar de um evento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

Buega Gadelha deverá promover nos próximos dias uma coletiva de imprensa para tratar sobre as investigações e o retorno dele ao comando da Fiep. A data do evento ainda não foi confirmada.

Operação Fantoche

De acordo com as investigações, um grupo de empresas sob o controle de um mesmo núcleo familiar vinha atuando de forma contínua e perene, desde o ano de 2002, executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do intitulado sistema ‘S’. Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões decorrentes desses contratos.

Conforme divulgado pela Polícia Federal, o modus operandi empregado pela organização criminosa foi sempre similar e consistia na utilização de entidades de direito privado sem fins lucrativos para justificar celebração de contratos e convênios diretos com o ministério conveniente e unidades do Sistema S, contratos estes, em sua maioria, voltados à execução de eventos culturais e de publicidade superfaturados e/ou com inexecução parcial, sendo os recursos posteriormente desviados em favor do núcleo empresarial por intermédio de empresas de fachada.

A Operação Fantoche é desempenhada com o apoio do Tribunal de Contas da União e, ao todo, conta com a participação de 213 policiais federais e oito auditores do TCU. A Justiça autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores dos investigados. Além de Paraíba e Pernambuco, recebem ações da Fantoche os estados de Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Distrito Federal.

Fonte: PortalCorreio

Canecas, camisetas, bonés e dois livros de sua autoria entrarão na lista. Traficante foi condenado a mais de 300 anos de prisão

Condenado a mais de 300 anos de prisão, Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, planeja os detalhes de um site de vendas próprio. A ideia do traficante, segundo o portal UOL, é oferecer produtos que serão confeccionados por dependentes químicos em tratamento em uma organização não governamental (ONG) ligada a uma igreja evangélica.

De acordo com o Código de Processo Penal (CPP) brasileiro, não existe nenhum tipo de impedimento para que um preso condenado tenha uma marca comercial, tampouco um site.

Os detalhes do negócio ainda não foram divulgados. Mas Fernandinho planeja usar a internet para vender produtos como canecas, camisas, bonés e capas para telefone celular. Tudo com a marca FBM – as iniciais do nome do traficante.

Fernandinho também pretende divulgar dois livros de autoria própria no site. Uma das obras, a monografia de conclusão do curso de teologia que fez à distância, fala sobre Jesus Cristo. Outra é uma autobiografia, na qual ele conta sua trajetória, principalmente, como traficante.

Fernandinho Beira-Mar
O criminoso foi capturado em 2001 nos arredores de um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Atualmente, ele está na penitenciária federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Em 2002, Fernandinho foi condenado a 120 anos de prisão por liderar uma guerra de facções dentro do presídio de segurança máxima de Bangu I, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio. Em decisões anteriores, ele já havia sido sentenciado a quase 200 anos de prisão.

 

Fonte: portal Metropoles / Informaparaíba

Caso uma informação não esteja disponível ou disposta de uma forma a dificultar o seu acesso, a pontuação será zerada e emitido um alerta para a prefeitura

O Tribunal de Contas de Estado (TCE-PB) está desenvolvendo uma ferramenta – a Turmalina – que simula o comportamento humano para fiscalizar o nível de transparência dos sites das 223 prefeituras paraibanas. Trata-se de um mecanismo que confronta os dados disponibilizados pelos municípios e estabelece um ranking de acordo com a acessibilidade dessas informações.

A Turmalina faz uma varredura nos portais das prefeituras e verifica, diariamente, uma série de itens, que podem chegar a 800. O número de itens a serem checados vai depender do tamanho do município. Caso uma informação não esteja disponível ou disposta de uma forma a dificultar o seu acesso, a pontuação será zerada e emitido um alerta para a prefeitura.

Após o alerta, a prefeitura terá um prazo para regularizar a inconformidade, sob pena de multa e outras sanções previstas em lei. A inconsistência pode, inclusive, ter repercussão na prestação de contas do gestor.

Segundo o auditor Josenilton Diniz, a intenção do Tribunal é fazer com o gestor seja proativo e sane as irregularidades com a máxima brevidade. “A ferramenta tem surtido efeito e deixa um grande legado no controle social pra que a sociedade possa fazer o acompanhamento de como são geridos os recursos públicos no nosso estado”, destacou.

Ferramenta em fase de testes

De acordo com o coordenador do Espaço Cidadania Digital do TCE, André Agra, a ferramenta ainda está em fase de testes, mas já criou uma ‘corrida’ entre os gestores para adequar as plataformas dos portais em cada prefeitura.

André Agra explicou que a Turmalina não é um robô fiscal, mas se comporta na perspectiva de desempenhar uma auditoria cidadã. Ele revelou que órgãos públicos de outros estados e até de fora do país já querendo conhecer de perto a ferramenta para implantá-la também. “É um sistema complexo, pois estamos diante do desafio de nos aproximarmos cada vez mais do comportamento do cidadão comum, mas que já está com boa repercussão em todo o país”, comentou.

O que diz a lei

A Lei Complementar nº 131/2009 obriga a União, os estados e os municípios a divulgar seus gastos na internet em tempo real. O descumprimento pode ser denunciado aos Tribunais de Contas dos estados ou ao Ministério Público por qualquer cidadão, partido político, associação ou sindicato.

Por  Alexandre Freire / Portal da Correio

O texto será publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira, 20

O presidente Jair Bolsonaro decidiu sancionar o projeto de lei que livra partidos políticos de uma multa milionária por não destinar o mínimo de 5% do Fundo Partidário para promover a participação política das mulheres, entre 2010 e 2018. A anistia foi assinada na sexta-feira (18/5) e deverá ser publicada no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (20/5). Estima-se que o perdão chegue a R$ 70 milhões, valor dos débitos dos diretórios municipais de quase todas as legendas com o Fisco.

Na prática, o projeto de lei, proposto pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), faz alterações na Lei dos Partidos, incluindo um ponto segundo o qual as siglas que não aplicaram o mínimo de 5% do Fundo Partidário para promover a participação política das mulheres, mas que tenham direcionado o dinheiro para candidaturas femininas, não poderão ter suas contas rejeitadas nem ser alvo de outras penalidades.

Bolsonaro sancionou o projeto no último dia do prazo — 15 dias após a aprovação no Congresso. O texto quase foi publicado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que foi presidente em exercício durante algumas horas, com a viagem de Bolsonaro a Dallas, nos Estados Unidos, e a ida do vice, Hamilton Mourão, para a China. À Agência EstadoMaia disse que chegou a assinar o texto, mas preferiu não publicá-lo, deixando a decisão para Bolsonaro.

 
A versão sancionada pelo presidente acabou sendo diferente da de Maia, vetando trecho que anistiava "devoluções, cobranças ou transferências ao tesouro Nacional que tenham como causa as doações ou contribuições feitas em anos anteriores por servidores públicos que exerçam função ou cargo público de livre nomeação e exoneração, desde que filiados a partido político."
 

Alterações na Lei dos Partidos

Esta é a primeira vez que um presidente autoriza o cancelamento deste tipo de punição às siglas desde 1995, quando a Lei dos Partidos foi criada. Desde então, ao menos outras 19 alterações foram feitas em benefício às siglas, segundo levantamento do movimento Transparência Partidária: a média é de uma aprovação a cada 14 meses.
 
Em 2000, o Congresso derrubou um veto do então presidente, Fernando Henrique Cardoso, e levou adiante uma anistia que custou aos cofres públicos, em valores corrigidos, aproximadamente R$ 80 milhões. 

 

Fonte .correiobraziliense

Por duas semanas, passageiros serão apenas orientados sobre os limites permitidos. Depois disso, viajante poderá ser barrado na área de embarque

Os passageiros de voos nacionais precisarão ficar atentos às novas regras das bagagens de mão. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) inicia nesta quarta-feira (10)uma campanha de orientação sobre a utilização dessas malas. Depois dessa fase educativa, começa a fiscalização para valer: quem estiver em desacordo será encaminhado de volta ao balcão da companhia área.

No total, 15 aeroportos brasileiros participarão da iniciativa,cada um com duas semanas de adaptação e orientação. Os aeroportos foram divididos três lotes, e o Salgado Filho, em Porto Alegre, faz parte do terceiro grupo, com implementação a partir de 24 de abril.  O pente-fino nas bagagens de mão pretende evitar que volumes com tamanho inadequado sejam embarcados, o que, de acordo com as empresas, tem gerado transtornos nas aeronaves. 

A partir de 13 de maio, quem viajar de Porto Alegre para outro ponto do Brasil e tiver essa bagagem fora do padrão terá de despachá-la no check-in da companhia, com possibilidade de cobrança de taxa, conforme o tipo a franquia da viagem. Guarde as medidas permitidas param a bagagem de mão: 55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade. As medidas seguem os padrões da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês).

Caixa para medir mala

Haverá, em cada aeroporto, um espaço de verificação antes do acesso à área restrita, onde todos passam pelo raio-X. Essa etapa será, basicamente, para aqueles passageiros que fazem o check-in e só carregam a bagagem de mão. Os que forem despachar outras bagagens no balcão da companhia serão orientados e fiscalizados lá mesmo pelos atendentes. Um gabarito padrão para todas as empresas aéreas (caixa com as medidas permitidas para verificar se as malas estão dentro do padrão) será usado para medir o volume.

No Aeroporto Salgado Filho, de 24 de abril a 12 de maio, haverá apenas informação aos passageiros. Aqueles que tiverem, nesse período, bagagens maiores poderão seguir viagem sem problema. Somente a partir do dia 13 de maio os viajantes em desacordo com a norma poderão ser barrados. Vale lembrar que o passageiro pode carregar, ainda, um item pessoal (pasta, mochila e bolsa) que possa ser acomodado embaixo do assento.

Caso flagrado já junto ao embarque, o passageiro será orientado a entrar na fila do despacho de bagagem. O cliente que não estiver com a bagagem dentro das medidas da sua franquia paga de acordo com a tabela da empresa aérea. A cobrança e os processos que permitem ou não o uso do totem de autoatendimento ou aplicativo ficam a cargo da companhia.

A orientação e implementação nos aeroportos  

Grupo 1: Aeroporto Juscelino Kubitschek (Brasília/DF, Aeroporto Afonso Pena (Curitiba/PR), Aeroporto Viracopos (Campinas/SP), Aeroporto Aluízio Alves (Natal/RN).
Período de orientação ao passageiro: de 10 a 24 de abril
Início da triagem: 25 de abril

Grupo 2: Aeroporto de Confins (Belo Horizonte/MG), Aeroporto Pinto Martins (Fortaleza/CE), Aeroporto Guararapes - Gilberto Freyre (Recife/PE), Aeroporto Luís Eduardo Magalhães (Salvador/BA), Aeroporto Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro (Belém/PA).
Período de orientação ao passageiro: de 17 de abril a 1º de maio
Início da triagem: 2 de maio

Grupo 3: Aeroporto Santa Genoveva (Goiânia/GO), Aeroporto Salgado Filho (Porto Alegre/RS), Aeroporto de Congonhas (São Paulo/SP), Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/SP); Aeroporto RIOGaleão - Tom Jobim (Rio de Janeiro/RJ), Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ).
Período de orientação ao passageiro: de 24 de abril a 12 de maio
Início da triagem: 13 de maio

Bagagem de mão nos voos nacionais

As medidas: 55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade

O que se pode levar: cosméticos sólidos, mamadeiras e alimentos infantis, medicamentos essenciais (podem ser carregados desde que tenham até 100 ml), itens pessoais como documentos, carteira e outros acessórios pequenos, aparelhos eletrônicos de uso pessoal. 

Nos voos internacionais: há restrições para líquidos. Todos (gel, pasta, creme, aerossol e similares) devem ser conduzidos em frascos de até 100 ml em embalagem plástica transparente. Se passar de 100 ml, o produto é descartado. A embalagem deve ser apresentada na inspeção de embarque, permitida uma embalagem por passageiro. Tanto para voos nacionais quanto internacionais não se pode levar objetos pontiagudos que possam ser usados para causar ferimentos.

Cenários a partir de 13 de maio no Salgado Filho

Situação 1

Passageiro com bagagem de mão e outra a ser despachada
 Após o check-in, é preciso ir ao balcão da companhia aérea para despachar a bagagem maior.
– Nesse momento, como já ocorre hoje, os atendentes irão conferir as medidas da bagagem de mão do passageiro. Um gabarito (caixa com as medidas permitidas para verificar se as malas estão dentro do padrão) será usado para medir o volume.
– Caso esteja fora das medidas, será necessário despachar o volume e, eventualmente, pagar por isso conforme o tipo de passagem comprada.

Situação 2

Passageiro somente com bagagem de mão
 Após o check-in, o passageiro não precisa entrar na fila para despachar bagagem, podendo ir direto para a área de embarque.
– Antes de acessar esse setor do aeroporto, onde está o raio-X, uma equipe fará uma triagem visual e também com uso de gabarito. No caso de bagagem fora do padrão, o passageiro será informado de que tem de ir ao balcão de despacho de bagagem da companhia.
Atenção: se isso acontecer e o passageiro estiver em cima da hora do voo, pode perder a viagem. O alerta é que a antecedência será fundamental para evitar esse tipo de transtorno.

As regras da bagagem de mão e despachada

Gol

Bagagem de mão
 

É permitido levar gratuitamente uma bagagem de mão de até 10 quilos. 
Tamanho: 35 x 25 x 55 centímetros (comprimento x largura x altura). 
Também é permitido artigo pessoal como bolsa, notebook ou sacola com compras do free shop, por exemplo.

Bagagem despachada
Peso: até 23 quilos
Tamanho: 50 x 28 x 80 centímetros

Tarifa light e promo: não inclui bagagem gratuita
Tarifa plus: inclui uma bagagem gratuita
Tarifa premium economy (para voos internacionais) e max (para voos nacionais): inclui duas bagagens gratuitas

Valores em voos nacionais 
Primeira bagagem: (tarifas light e promo) R$ 60 nos canais digitais e R$ 120 no balcão de check-in.
Segunda bagagem: R$ 100 nos canais digitas e R$ 140 no balcão de check-in.
Terceira a quinta bagagem (cada): R$ 130 nos canais digitais e R$ 220 no balcão de check-in.

Valores em voos internacionais
Primeira bagagem (tarifas light e promo): R$ 60 nos canais digitais e R$ 120 no balcão de check-in.
Segunda bagagem: R$ 115 nos canais digitais e R$ 230 no balcão de check-in.
Terceira a quinta bagagem (cada): R$ 300 nos canais digitais e R$ 600 no balcão de check-in.

Azul 

Bagagem de mão
É permitido levar gratuitamente bagagem de mão de até 10 quilos. Tamanho: 35 x 25 x 55 centímetros (comprimento x largura x altura). 
Também é permitido levar um artigo pessoal, como bolsa, notebook ou sacola com compras do free shop, por exemplo. 

Bagagem despachada
Peso: até 23 quilos
Tamanho: dimensão máxima de 158 centímetros (altura x largura x comprimento)

Valores em voos nacionais
Tarifa MaizAzul: inclui uma bagagem gratuita
Tarifa Azul: não inclui bagagem
Para incluir uma bagagem: R$ 60 pelos canais digtais ou call center e R$ 120 no aeroporto 

Valores em voos internacionais
Classe econômica: duas bagagens gratuitas 
Azul Business: três bagagens gratuitas

Latam

Bagagem de mão
É permitido levar gratuitamente uma bagagem de mão de até 10 quilos. Tamanho: 55 x 35 x 25 centímetros (altura x largura x comprimento). 
Também é permitido levar um artigo pessoal, como bolsa, notebook ou sacola com compras do free shop, por exemplo. 

Bagagem despachada
Peso: até 23 quilos
Tamanho: dimensão máxima de 158 centímetros (altura x largura x comprimento)
A inclusão ou não de bagagem despachada varia de acordo com as tarifas e as rotas dos voos.

Valores nacionais
Tarifas promo e light: a bagagem custa R$ 59 por trecho, válido para compras feitas até 3 horas antes do embarque e R$ 120 se a compra for efetuada no check-in. 
Tarifas plus: inclui uma bagagem gratuita
Tarifa top: inclui duas bagagens gratuitas

Valores em voos internacionais
P
ara voos entre países da América do Sul, os valores variam de acordo com a rota e custam a partir de US$ 20 para bagagem despachada. A tarifa plus inclui uma bagagem gratuita e a tarifa top inclui duas bagagens gratuitas. Para voos com origem e destino na Europa (exceto voos de/para o Reino Unido), os valores variam entre US$ 55 para volumes adquiridos até 6 horas antes do voo e US$ 75 se adquiridos com menos de 6 horas de antecedência. A tarifa plus inclui uma bagagem gratuita e a tarifa top inclui duas bagagens gratuitas. 

Avianca

Bagagem de mão
É permitido levar gratuitamente uma bagagem de mão de até 10 quilos. Tamanho: 35 x 55 x 25 centímetros (largura x altura x profundidade).
Também é permitido levar um artigo pessoal, como bolsa, notebook ou sacola com compras do free shop, por exemplo. 

Bagagem despachada
Peso: até 23 quilos
Tamanho: dimensão máxima de 158 centímetros (altura x largura x comprimento)

Valores em voos nacionais
Tarifa promo: não inclui bagagem
Tarifa economy: inclui uma bagagem gratuita
Tarifa flex: inclui duas peças gratuitas
Até 6 horas antes do voo:
Primeira bagagem: R$ 60
Segunda bagagem: R$ 100
Terceira ou demais: R$ 130 cada

A partir de 6 horas até o fechamento do check-in
Primeira bagagem: R$ 120
Segunda bagagem: R$ 140
Terceira ou demais: R$ 220 cada

Voos para a América Latina
Tarifa promo: inclui uma bagagem gratuita
Tarifas economy e flex: inclui uma bagagem gratuita
Tarifas business promo e business: inclui duas bagagens gratuitas 

Até 6 horas antes do voo
Primeira bagagem: US$ 40
Segunda bagagem: US$ 60
Terceira ou demais: US$ 80

A partir de 6 horas até o fechamento do check-in
Valor por bagagem: US$ 100

Três aplicativos que ajudam a controlar

1- Momondo
O aplicativo mede, por meio de realidade aumentada, as dimensões da bagagem e informa quais são os limites da companhia aérea contratada, assim, você já fica sabendo se a mala pode ir na cabine. O app está disponível para iOS e Android.

2- Latam Airlines
O app cria uma caixa virtual de 35 cm de largura e 55 cm de comprimento e, se a mala couber dentro da caixa virtual, ela está aprovada para se levada na cabine. O app está disponível para iOS e Android. 

3- Kayak
Para medir a bagagem é preciso primeiramente escanear o chão (para ajudar na calibragem das medições), e depois mover a câmera ao redor da mala para capturar o tamanho, a partir disso, o app faz cálculo e dá as medidas de comprimento, largura e altura. 

 

Fonte: gauchazh.clicrbs

 

 

 De janeiro a março de 2019, foram 9.506 licenças, contra 8.646 no mesmo período do ano passado, segundo dados da Polícia Federal (PF) obtidos via Lei de Acesso à Informação.

Após o primeiro decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro sobre a posse de armas, editado em janeiro, o número de registros para civis no Brasil aumentou 10% este ano. De janeiro a março de 2019, foram 9.506 licenças, contra 8.646 no mesmo período do ano passado, segundo dados da Polícia Federal (PF) obtidos via Lei de Acesso à Informação.

Na avaliação dos grupos pró-armas, o crescimento registrado foi pequeno e o decreto assinado em janeiro se mostrou limitado. Com a medida desta semana, que estendeu o direito ao porte a 20 categorias, a aposta é de que haverá uma corrida às lojas de armas.

 

 

Veja as dezenas do sorteio: 21 - 23 - 37 - 44 - 46 - 48. Quina teve 496 apostas ganhadoras; cada um levará R$ R$ 35.200,20.

 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena, realizado às 20h (horário de Brasília) desta quarta (8) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 21 - 23 - 37 - 44 - 46 - 48.

A quina teve 496 acertadores; cada um levará R$ 35.200,20. Outros 32.880 apostadores acertaram a quadra; cada um receberá R$ 758,57.

O próximo concurso (2.150) será no sábado (11). O prêmio está acumulado em R$ 275 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

 

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

 

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

 

 A Fátima é ótima, é a mulher dos meus sonhos. Estou com ela há 19 anos. É um presente de Deus pra mim, eu pedi e ele me deu“.

Completando 50 anos na Globo, Cid Moreira é o dono da voz mais famosa do Brasil. Apesar de continuar como contratado da emissora, o jornalista de 91 anos, que já não aparece mais na programação do plim plim, dedica uma parte do seu tempo para fazer publicações no seu Instagram.

Em entrevista à coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Cid falou sobre sua carreira e sobre sua vida amorosa com Fátima Sampaio.

Sobre estar há tanto tempo na Globo, Moreira afirmou: “Eu sempre trabalhei em grandes empresas. Antes de ir para a Globo, peregrinei pelos canais de televisão da época, como a TV Rio, TV Tupi e TV Excelsior. Eu caminhei pelas emissoras até chegar na Globo onde me firmei há 50 anos”. O veterano ainda revelou: “Um dos motivos que fiquei foi que ela nunca atrasou pagamento, em cinquenta anos. Em outros canais que eu trabalhei isso era um drama. Acredito que esse é um item positivo”.

Moreira ainda contou um pouco do caminho que passou para chegar onde está hoje. São fases da vida. Comecei no rádio em minha terra, Taubaté, em São Paulo. E, de lá, fui para a Bandeirantes, onde fiquei dois anos. Depois, fui para Mayrink Veiga, emissora que foi cassada na época da revolução. Eu saí um ano antes da cassação (1963). Também tive uma breve passagem pelo teatro como narrador na peça ‘Como Vencer na Vida Sem Fazer Força’, numa versão de Carlos Lacerda, governador do Rio de Janeiro na época. O espetáculo era com Moacyr Franco e Marília Pêra”.

Há quase 20 anos ao lado de Fátima, Cid se declarou: “Sim. Ela é ótima. A Fátima é a mulher dos meus sonhos. Estou com ela há 19 anos. É um presente de Deus pra mim, eu pedi e ele me deu“.

O jornalista ainda falou um pouco sobre sua vida sexual. “Minha vida sexual, por enquanto, é normal. Primeiro, porque sou vegetariano e isso já desde os 33 anos, então como muita fruta, me alimento bem. Tenho em casa um salão que dividi ao meio, numa parte tenho aparelhos para musculação e, na outra, faço pilates. Também tenho duas saunas. Eu me trato muito e me exercito muito. Isso ajuda meu desempenho. Até aqui está tudo funcionando (risos). Tem gente bem mais nova que já está batendo pino. Tem cara que vicia em Viagra e já viu né… Eu nunca precisei de Viagra. Nunca tomei e nem vou tomar”, garantiu.

 Fonte: RD1

Pagina 5 de 19

PUBLICIDADE

JR Esquadrias