A quantidade de furtos cresceu em 12%. Em 2011, foram 1.614 registros e em 2012, 1.811, 197 ocorrências a mais. Em janeiro desse ano, o número de assaltos a turistas registrou menos 14 casos em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram 70 ocorrências contra 84 em janeiro de 2012, uma queda de 19%. Mas os furtos continuam aumentando.

Em janeiro desse ano, foram 313, 13% a mais do que as 276 ocorrências no mesmo mês de 2012. Para o presidente da ABIH-RJ, Alfredo Lopes, episódios de violência com turistas são um retrocesso na política de pacificação do Rio: “Acontecimentos assim representam um sinal amarelo. Sendo em Copacabana, bairro mais famoso do Rio, aumenta a repercussão negativa”.

Operação contra películas escuras apreendeu 34 veículos

No primeiro dia de validade do decreto que proíbe películas escuras nos vidros do Transporte Complementar do Rio (vans e kombis), 34 veículos foram apreendidos em ação que visava coibir a prática.

Profissionais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar lacraram e recolheram os carros irregulares na Rodoviária Novo Rio e na Avenida Atlântica, em Copacabana.

A medida foi determinada pelo prefeito Eduardo Paes depois de uma turista norte-americana ter sido estuprada dentro de uma van com a película, que fazia transporte irregular no trecho Copacabana-Lapa, no último dia 30.

Profissionais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar lacraram e recolheram carros irregulares | Foto: Osvaldo Praddo / Agência O Dia
Profissionais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar lacraram e recolheram carros irregulares | Foto: Osvaldo Praddo / Agência O Dia

A maioria dos veículos foi apreendida por modificação das características originais a fim de transportar passageiros em pé ou irregularidades no licenciamento.

Só um veículo foi flagrado por trafegar com insulfilm. O motorista em questão, além de ter tido o seu carro lacrado e seu cartão de permissão apreendido, foi multado em R$ 1.251,48 e; para voltar a trabalhar, terá que regularizar a situação na secretaria municipal de Transporte.

A maioria das vans e kombis que circulavam pela cidade, no entanto, apresentava resquícios de insulfilm, que aparentava ter sido retirado recentemente.

“Quem desrespeitar o decreto será multado. Se houver reincidência, a permissão do motorista poderá ser cancelada”, disse o coordenador da operação, delegado Cláudio Ferraz.

Foto: Arte: O Dia
Arte: O Dia

Muitos cariocas aprovaram a nova lei. “Tenho filhos que saem à noite e sempre me preocupei com o transporte público”, disse a psicóloga Sandra Leme, 32. Quem não gostou foram os motoristas.

“Será que a exigência de documentação regular e número restrito de passageiros será feita também aos ônibus superlotados?”, questionou o motorista de van Alex Jesus. Outro motorista, que dirigia ônibus clandestino, tentou ultrapassar o bloqueio e foi levado à 17ª DP (São Cristóvão).

Prefeitura vai disponibilizar canal para turista reclamar

A partir de junho, a prefeitura vai disponibilizar um canal de comunicação bilíngue exclusivo aos consumidores turistas. As reclamações vão abranger desde o preço abusivo dos táxis até problemas com hospedagem.

Todas as queixas serão registradas através da central 1746, com sistema interligado a diversas ouvidorias, como associações de restaurantes e hotéis.

De acordo com a secretária municipal de Defesa do Consumidor, Solange Amaral, um grupo de ação rápida — com representantes das secretarias de Transporte, Saúde e Riotur— ficará à disposição dos turistas para qualquer emergência.

“A ideia é dar uma resposta rápida ao turista, como por exemplo em casos de um grande temporal, quando há interrupções de via. Neste caso, temos que dar uma outra alternativa de locomoção e somente pessoas capacitadas, como é o caso do grupo, saberão a necessidade deles”, explica a secretária.

Além do atendimento, a secretaria vai disponibilizar cartilha de direitos ao turista nos locais de grande circulação.

Americana foi oferecida a suspeito de tráfico

Depois de ser estuprada por criminosos dentro de uma van — o crime aconteceu há nove dias —, a turista norte-americana foi oferecida pelo bando a um homem numa favela em São Gonçalo, a quem os bandidos foram entregar um envelope.

“Quer?”, perguntou um dos criminosos ao homem. “Um deles disse isso quando o homem olhou para dentro da van e viu a jovem”, explicou o delegado da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Gilbert Stivanello, que apreendeu o menor envolvido no caso.

O homem teria feito cara de nojo e recusado a "oferta" alegando que a vítima ‘estava estragada’. Segundo o delegado, o fato foi relato pela jovem na Delegacia Especial de Apoio ao Turista (Deat), que investigou o caso.

Jonathan Froudakis de Souza, de 19 anos, o Gordinho; Wallace Aparecido Souza Silva, o Cachorrão ou Tarugo; e Carlos Armando Costa dos Santos, o Baby, ambos de 21 anos, foram denunciados ontem pelo Ministério Público.

Na denúncia, a promotora da 32ª Vara Criminal, Márcia Colonese, pede que eles respondam por estupro, atos libidinosos, extorsão, formação de quadrilha, sequestro relâmpago e corrupção de menor.

POR ANGÉLICA FERNANDES MARIA INEZ MAGALHAES