Quinta, 16 Abril 2020 14:49

CORONAVIRÚS: Consumidores apontam aumento de preços nos alimentos em supermercados e feira - livre de João Pessoa

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)

O que chama mais atenção dos consumidores são os preços de laticínios, frutas, verduras e de ovos que vem gerando maior protesto nas últimas semanas

Em meio à pandemia do novo coronavírus, clientes dos supermercados se deparam com aumentos seguidos dos preços de alguns produtos que fazem parte da cesta básica. As principais reclamações dos consumidores nos últimos dias se referem ao aumento abusivo de alimentos nos supermercados, especialmente de laticínios e derivados e nas feiras livres dos bairros da capital.

De acordo com as reclamações pela internet, diversos consumidores então colocando fotos dos produtos com cupom fiscal mostrando os altos reajustam nos alimentos em várias redes de supermercados de João Pessoa o que se observa é que itens como arroz, feijão, leite, açúcar e café apresentaram reajuste nos preços.

De acordo com o diretor-executiva do PROCON/João Pessoa, Helton René, alguns estabelecimentos estão sendo fiscalizados por suspeita de praticarem preços abusivos. “Realmente houve aumento muito grande de reclamações em geral, principalmente do preço de laticínios e de ovos”.

No inicio do mês de março as principais queixas se davam por conta de preços abusivos de produtos como máscaras e álcool em gel. Já no “final do mês março foi constatado que aumentaram as reclamações junto ao PROCON, referente aos valores dos alimentos.” Muitos estabelecimentos  foram notificados,  mesmo observando que os supermercado compraram seus produtos mais caro das indústrias e distribuidores.

O PROCON da capital ainda analisa as notas apresentadas por vários estabelecimentos, indústrias e distribuidores para verificar se praticaram ou não preços abusivos. Se for confirmado que houve aumento injustificado, os estabelecimentos serão multados de acordo com a lei. Alertou René.

Com essas observações do PROCON muitos supermercados estão pensando melhor antes de comprar seus produtos nas indústrias, fornecedores e distribuidores os preços devem permanecer estáveis por enquanto.

Redação/Internet

 

 

Ler 162 vezes

PUBLICIDADE

JR Esquadrias