Notícias (1152)

Desacreditou no amor da mãe, no contato com outros seres humanos e na fé evangélica da criação que recebeu na Zona Oeste do Rio

 

Mariana (nome fictício), de 15 anos, sente o peito vazio. Não sabe explicar bem o que é. Só sofre. Desacreditou no amor da mãe, no contato com outros seres humanos e na fé evangélica da criação que recebeu na Zona Oeste do Rio. Entregou-se ao que agora desconhecidos dão a adolescentes; a última, exige o suicídio do jovem. Mariana só está viva porque a mãe conseguiu impedir o fim trágico.

 

— Quem tiver com vontade de entrar no Baleia Azul, não faça isso. Só vai te causar coisas ruins. Em vez de parar sua tristeza, só vai aumentar. E vai acumular, e vai acumular... E quando você vê, já vai estar vazio por dentro e por fora. Apostem numa coisa que você gosta. Talvez numa música de que você gosta. Talvez você se sinta melhor. Porque eu sei o quanto dói, mas não vai ser um jogo que vai te fazer parar de sentir dor. E nem a morte — desabafa a menina.

 

Mariana não está sozinha. Só no Brasil, há, pelo menos, dois casos de morte sob investigação policial, em Mato Grosso e na Paraíba.

 

A delegada interina da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio, Fernanda Fernandes, organiza o rastreamento de redes sociais de pessoas que teriam envolvimento com o Baleia Azul. Já há, pelo menos, mais dois casos na cidade em investigação. Os responsáveis podem responder por associação criminosa, lesão corporal e tentativa de homicídio.

 

Mariana foi internada após a mãe descobrir que ela estava participando do jogo, e já estava na 15ª ordem. A menina teve alta após dois dias e acabou tentando suicídio. A mãe, que abandonou o trabalho por preocupação, conseguiu impedir que o pior acontecesse.

 

A dor da mãe a fez recuar. Vez por outra, Mariana diz que sente vontade de desistir, mas tenta mudar de pensamento. Está em tratamento, e sonha em ser fotógrafa:

 

— Minha mãe me disse que fazia tudo para eu ficar viva. E eu entendi. Às vezes eu penso (na morte), mas aí eu penso no meu futuro — conta a menina.

 

Mensagens

 

O jogo consiste em uma série de 50 desafios, que devem ser cumpridos diariamente e que chegam por meio de mensagens (WhatsApp, Facebook, SMS e outros aplicativos e redes sociais).

 

Tarefas

 

Há desde tarefas simples, como desenhar uma baleia num papel, até outras muito mais mórbidas, como cortar os lábios ou furar a palma da mão. Em outra tarefa, o participante deve “desenhar” uma baleia em seu antebraço com uma lâmina.

 

Desafio mais macabro

 

O 50º desafio é sempre o mesmo: suicídio.

 

Como começou

 

Na Rússia, em 2015, uma jovem de 15 anos se jogou de um edifício. Dias depois, uma adolescente de 14 anos se atirou na frente de um trem. Após investigar, a polícia ligou os fatos a um grupo que participava de um desafio com 50 missões, sendo a última delas acabar com a própria vida.

 

Por extra.globo


 

Dois navios com cargas de petcoke, um derivado de petróleo, e um com carga de trigo estão ancorados há pelo menos dois dias nas imediações do Porto de Cabedelo sem poder atracar no porto. O problema, causado pela maré baixa, pelo baixo calado do porto e pela restrição ao horário noturno, vem afetando o trabalho no local e só deve ser resolvido a partir das 6h30 desta terça-feira (18), momento em que a maré vai estar em preamar, que é quando ocorre nível mais alto da maré cheia, dando segurança para que os navios cheguem ao porto sem risco de encalhe.

De acordo com a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Timóteo, os três navios estão com capacidade máxima que o porto pode receber, de 35 mil toneladas de carga, e a travessia deles ao porto não ocorreu no fim de semana por conta da maré baixa, que causa risco de encalhe.

“Desatracamos um navio na sexta e outro no sábado. Depois, ainda no sábado, chegaram esses outros três navios, mas eles ainda não desatracaram por conta da maré baixa e da nossa restrição ao trabalho noturno, que ocorre faz dez anos. Os navios estão vindo muito pesados e mesmo com o calado atual de 9,14 metros só podemos receber esses navios quando a maré estiver em preamar, para que possamos realizar a operação sem risco de encalhe”, contou Gilmara Timóteo.

Com relação ao calado, a presidente da Companhia Docas afirmou que a última dragagem no porto ocorreu de forma incompleta, em 2009, e que já estão sendo detectados pontos em que o calado está com 9,01 metros, o que compromete a operacionalização dos navios.

“Só podemos receber navios com até 35 mil toneladas de carga e ainda sim precisamos estar com maré cheia para que eles atraquem sem risco de encalhe. Além disso temos a restrição noturna. Não é possível mais que a gente continue com restrições por conta do canal. Precisamos que a dragagem, parada desde 2009, seja completada para que possamos operar com 11 metros de calado, sem necessidade de esperar a maré encher. Isso também possibilitará o recebimento de navios de até 50 mil toneladas”, disse a presidente da Docas.

Ainda segundo Gilmara Timotéo, a conclusão da dragagem do Porto de Cabedelo demanda investimentos de R$ 50 milhões, considerado baixo para a importância do porto para o Estado.

“Com 9,14 metros não dá mais para funcionar. Precisamos dos 11 metros para que possamos triplicar nosso recebimento de carga mensal, que é de 120 mil toneladas, trazidas por até doze navios. É um investimento considerado pouco que o governo Federal necessita realizar para a importância do porto para a economia do estado. O que nos deixa tristes é o investimento Federal em outros portos, como o de Paranaguá que vai receber R$ 384 milhões enquanto nós estamos desde 2009 com uma obra importante incompleta”, concluiu Gilmara Timóteo.

portalcorreio

A medida sucede uma decisão similar tomada em um tribunal de Minas Gerais, além de casos paralelos nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suíça.

Um juiz de São Paulo decidiu nesta semana que um motorista do Uber usando o aplicativo de transporte urbano é funcionário da empresa sediada em San Francisco, ameaçando o modelo de negócios do grupo em um de seus maiores mercados.  O Uber informou que apelará na proxima terça-feira da decisão do juiz Eduardo Rockenbach Pires, do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.

“Ao conectar motoristas e usuários, o Uber cria milhares de oportunidades flexíveis para geração de renda”, disse a empresa em comunicado.

Pires ordenou que o Uber pague ao motorista 80 mil reais, incluindo compensação por feriados, contribuição para um fundo de indenização e 50 mil reais em “danos morais” relacionados a ataques de motoristas de táxi aborrecidos com os preços competitivos do aplicativo.

A medida sucede uma decisão similar tomada em um tribunal de Minas Gerais, além de casos paralelos nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suíça e na corte máxima da Europa, que ameaçam sujeitar o Uber a custos maiores e regulação.

A Câmara dos Deputados no Brasil também ameaçou o modelo de negócios do Uber com um projeto de lei que exige que a empresa e outros serviços de transporte urbano por aplicativo se registrem junto a autoridades municipais como serviços convencionais de táxi.

Mas o presidente Michel Temer prometeu vetar partes da legislação, se aprovada no Senado.

Reforçando os desafios para o Uber, uma investigação da Reuters descobriu um aumento de 10 vezes nos ataques a motoristas em São Paulo no ano passado, incluindo vários assassinatos, após o início dos pagamentos em dinheiro no fim de julho.

Por: Metro

Desde 1984, Cristovam Tadeu e Ruth Avelino eram amigos. “A gente começou no teatro. Começamos a fazer apresentações e shows em bares. Fomos nós quem lançamos Zé Lezin, o Nairon Barreto

Faleceu na manhã deste sábado (7), em seu apartamento, no Centro de João Pessoa, o ator e humorista Cristovam Tadeu aos 54 anos de idade. Ele trabalhava como diretor de Programação e Artístico da Rádio Tabajara AM e FM. Ainda não se sabe a causa da morte, mas a suspeita é que ele tenha sofrido uma parada cardíaca.

A informação foi confirmada pelo irmão dele, Esmeraldo Gomes. Ele disse que Cristovam Tadeu morreu nesta manhã, mas que ainda ninguém sabe a causa da morte. O velório está previsto para acontecer hoje à tarde, a partir das 16h, na Central de velórios São João Batista, no bairro de Tambiá, em João Pessoa. O enterro será às 11h no Cemitério Senhor da Boa Sentença.

Durante todo o dia, após o anúncio do falecimento de Cristovam Tadeu, dezenas de amigos e fãs prestaram homenagens ao humorista, com fotos, mensagens e depoimentos do cotidiano vivido com o amigo. Cris tinha uma legião de amigos e a maioria expressou isso nas redes sociais.

A comadre e amiga de atividades artísticas de Cristovam, Ruth Avelino, lamentou o ocorrido. “Ele sempre acordava cedo, 5h, mas foram passando as horas e nada dele se levantar. A filha dele, de 18 anos, com que ele morava, estranhou a demora e foi até o quarto, mas já o encontrou morto. Muito triste... Ainda não se sabe de que ele morreu. O corpo foi levado para SVO (serviço de verificação de óbito) da Universidade, mas a família suspeita que tenha sido do coração”, comentou a amiga. A filha de Ruth Avelino, Cecília Avelino, era afilhada de Cristovam Tadeu. “Ela não mora aqui e me ligou arrasada... É a vida”, lamentou.

No Facebook de Cristovam mutios amigos fizeram questão de esternar a tristeza, mas, acima de tudo, gratidão pelo amigo que sempre vivia para alegrar as pessoas. Muitos lembraram com carinho os personagens que Cris imitava, entre eles, Ariano Suassuna e o ex-acrebipos da Paraíba, Marcelo Carvalheira.

Desde 1984, Cristovam Tadeu e Ruth Avelino eram amigos. “A gente começou no teatro. Começamos a fazer apresentações e shows em bares. Fomos nós quem lançamos Zé Lezin, o Nairon Barreto. Ele começou conosco. Cristovam era como se fosse um irmão para mim. Era o meu compadre”, relatou a amiga.

Fábio Cardoso

 

 

“No Dia do Jornalista, comemoro a excelente notícia da confirmação do amigo Tião Lucena na Sec. Executiva da Comunicação." Luiz Tôrres.

O secretário de Comunicação Institucional da Paraíba, Luís Tôrres, anunciou, na noite da  ultima sexta-feira (7), por meio das redes sociais, que o jornalista Tião Lucena será o novo secretário executivo de Comunicação do Estado, substituindo Célio Alves.

“No Dia do Jornalista, comemoro a excelente notícia da confirmação do amigo Tião Lucena na Sec. Executiva da Comunicação. Vamos juntos, Tião!”, postou Tôrres no Twitter.

Tião Lucena é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá. Nos três primeiros desempenhou as funções de repórter, editor político, editor do interior, chefe de reportagem e secretário de redação. Também foi vice-presidente da API e diretor do Sindicato dos Jornalistas.
Também procurador do Estado, Tião é polêmico, administra um blog de política na internet e, recentemente, bateu boca com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) através das redes sociais.

Portal Correio

 Esse apoio da CNA à decisão do STF e, por extensão o governo, deixou as entidades do setor produtivo indignadas, afirma o presidente da Asplan, Murilo Paraíso

Omovimento de protesto contra a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural - Funrural, que deverá culminar com uma manifestação marcada para o dia 1ª de maio, em Brasília, ganha adesões Brasil afora. A iniciativa pretende reunir na capital federal representantes de entidades ligadas ao agronegócio para protestar contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar a União a cobrar o Funrural dos produtores rurais do país. A Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) é uma das entidades que apoiam a ação.

A Orplana, que reúne as associações de canavieiros do Centro-Sul, deve também apoiar a iniciativa, tanto que o presidente Eduardo Romão já está consultando as bases e as associações regionais para tomar uma decisão sobre a participação da entidade no evento. Pessoalmente, o dirigente já tornou pública sua indignação com a situação imposta pelo STF, com o aval da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA).

 Esse apoio da CNA à decisão do STF e, por extensão o governo, deixou as entidades do setor produtivo indignadas, afirma o presidente da Asplan, Murilo Paraíso que desde a divulgação do acórdão tem se colocado contra a decisão, em função de o imposto onerar os custos do produtor, já que o Funrural é uma contribuição social cobrada ao produtor rural em percentual sobre o valor bruto de suas receitas. Quem recolhe esta contribuição é a empresa para quem o produtor vendeu, mas o contribuinte é o produtor, recaindo sobre ele o ônus da taxação. 

Sobre a cobrança do Funrural

No dia 03 de fevereiro de 2010, o STF considerou a contribuição do imposto inconstitucional e determinou que a cobrança destes valores fossem suspensas para aqueles que entrassem na justiça, bem como a devolução dos valores que os produtores pagaram nos últimos 5 (cinco) anos. Contudo, a decisão do STF, no último dia 30, decidiu pela constitucionalidade do fundo e a volta de sua cobrança, o que gerou grande descontentamento e preocupação no setor agroindustrial, inclusive porque além da volta da cobrança da taxa, os valores não recolhidos nos últimos cinco devem ser cobrados pelo governo de forma retroativa. Para agravar a situação, a CNA ao invés de ficar do lado dos produtores apoiou  a medida em função de parte do recolhimento da taxa ser direcionada diretamente para ela, através do Serviço de Aprendizagem Rural-Senar.

ASSESSORIA

 

Dom Marcelo Pinto Carvalheira foi colaborador de dom Helder Câmara durante o regime militar no Brasil. Velório aconteceu na Igreja da Sé, em Olinda.

 

Arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Pinto Carvalheira morreu aos 88 anos, no sábado (25), no RecifePernambucano, o arcebispo foi um dos colaboradores de dom Helder Câmara durante o regime militar no Brasil. O corpo de dom Carvalheira foi velado na Igreja da Sé, em Olinda, neste domingo (26).

De acordo com a Arquidiocese da Paraíba, Dom Marcelo estava com a saúde debilitada, tendo sido diagnosticado anteriormente com pneumonia e também por causa da idade, e morreu indo para um hospital, ainda no carro que o conduzia.

A Aquidiocese de Olinda e Recife lamentou o falecimento e lembrou que ele foi preso e torturado na defesa dos líderes católicos na época do regime militar. Dom Carvalheira ocupou a vice-presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de 1998 a 2004, teve livros publicados e morava em Olinda.

 
 

Arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Carvalheira morre aos 88 anos no Recife

A missa de corpo presente de dom Marcelo Carvalheira aconteceu na Igreja da Sé. Depois, o corpo foi levado para a Catedral da Luz, em Guarabira (PB), onde foi velado durante a noite.

Na segunda (27), accontece uma missa em Guarabira e logo após o corpo é levado para João Pessoa, com chegada prevista para às 9h30, segundo a Arquidiocese da Paraíba. O velório acontece na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves. A Missa de Exéquias, seguida do sepultamento, está marcada para às 16h.

Repercussão                                                                                               O governador Paulo Câmara divulgou nota lamentando o falecimento de Dom Marcelo Carvalheira. No texto, lembrou que o arcebispo emérito "foi um pastor que sempre esteve ao lado dos mais pobres, dos injustiçados, principalmente os do Nordeste brasileiro". A parceria com dom Helder também foi ressaltada, destacando que "ara todos nós, fica o exemplo de fé, perseverança e humildade de Dom Marcelo".

O vigário geral da Arquidiocese da Paraíba, monsenhor Virgílio Bezerra de Almeida, lamentou a morte do arcebispo emérito. “Agora, no dia da Anunciação, do Martírio de Dom Oscar Romero, Dom Marcelo faz sua Páscoa e no céu vai encontrar Dom Helder, Pe. Ibiapina e muita gente do povo de Deus”, afirmou.                                                                                                                                  

História

Dom Marcelo Pinto Carvalheira foi o primeiro bispo da Diocese de Guarabira (PB). Tendo sido ordenado sacerdote em Roma, em 1953, foi nomeado bispo auxiliar da Paraíba em outubro de 1975, e ordenado bispo aos 47 anos em dezembro de 1975 pelas mãos de Dom Helder Câmara, Dom Aloísio Lorscheider e Dom José Maria Pires.

Em novembro de 1981, aos 53 anos, foi designado bispo da recém criada Diocese de Guarabira. Em 29 de novembro de 1995 foi designado para ser Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba.

Como bispo e arcebispo, foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral da CNBB Nacional (1987-1991 e 1995-1998), responsável pelo setor Leigos e CEBs; Vice-Presidente da CNBB Nacional (1998 a 2004). Participou do Sínodo dos Bispos sobre os Leigos e da Quarta Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, em Santo Domingo. Foi delegado à Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a América por eleição da Assembleia da CNBB e confirmado pelo Papa João Paulo II (1997).

 

"Hoje esse Moro resolveu prender um blogueiro. Ele que mande me prender, eu recebo a turma dele na bala", diz o pedetista no vídeo

 

O ex-ministro da Integração Nacional no governo Lula, Ciro Gomes (PDT) - que também é pré-candidato a presidente para as eleições de 2018 - gravou um vídeo, na última terça-feira, no qual desafia o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a prendê-lo. Gomes afirma que, se isso vier a acontecer, ele receberá a "turma" de Moro "na bala".

                                                                                                                                              As declarações foram gravadas em vídeo no dia em que a Polícia Federal cumpriu, em São Paulo, mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva contra o blogueiro Eduardo Guimarães, que edita o site Blog da Cidadania.                                                                                        

                                                                                                                                              "Hoje esse Moro resolveu prender um blogueiro. Ele que mande me prender, eu recebo a turma dele na bala", diz o pedetista no vídeo.

O ex-ministro faz críticas constantes à atuação de Moro. Gomes chegou a sugerir no ano passado que, caso o ex-presidente Lula seja preso no âmbito da Operação Lava-Jato, ele poderia "sequestrar" o petista e levá-lo a uma embaixada com pedido de asilo para que ele possa se defender “de forma plena e isenta”.

                                                                                                                                                                                                                           — Pensei: se a gente formar um grupo de juristas, a gente pode pegar o Lula e entregar numa embaixada. À luz de uma prisão arbitrária, um ato de solidariedade particular pode ir até esse limite. Proteger uma pessoa de uma ilegalidade é um direito — disse Ciro ao GLOBO.                                                                                                                                                                          O “Blog da Cidadania” tem Guimarães como único colaborador e traz notícias próprias, notícias de outros sites e análises do autor sobre política, com viés de esquerda, publicadas desde 2010. O portal se identifica como integrante do “Movimento dos Sem-Mídia”. Guimarães foi candidato a vereador pelo PCdoB, em São Paulo, em 2016, mas não se elegeu. Na nota divulgada no dia das buscas, a assessoria da Justiça Federal escreveu considerar o blog “veículo de propaganda política”. Mencionou que em seu cadastro no TSE, Guimarães se identificou como comerciante.


O Globo


 

O diretor do Carrefour nos Bancários, João Emanuel Silva, informou que as lojas Carrefour receberam, na segunda-feira (20), uma orientação da matriz para que fossem segregadas todas as mercadorias das fábricas investigadas

O Carrefour informou que na quarta-feira (22), retirou das unidades de João Pessoa mercadorias de duas das 21 fábricas investigadas na Operação Carne Fraca da Polícia Federal. Segundo a rede, foram retirados 102 quilos na unidade dos Bancários e 99 quilos na unidade do Bessa. A informação foi divulgada pelos Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon) e Procon de João Pessoa, que realizaram audiência nesta quarta. Veja abaixo orientações e cuidados alertados pela autoridades.

O diretor do Carrefour nos Bancários, João Emanuel Silva, informou que as lojas Carrefour receberam, na segunda-feira (20), uma orientação da matriz para que fossem segregadas todas as mercadorias das fábricas investigadas. Ainda segundo o diretor, a identificação das fábricas ocorreu pelo Selo de Inspeção Federal (SIF). Os produtos eram das fábricas BRP, em Mineiros, no estado de Goiás, e da JBS, no município de Lapa, no Paraná. Ele ressaltou que, até o momento, não houve determinação para a retirada dos produtos, mas o Carrefour já fez a retirada preventiva. Além disso, o Carrefour bloqueou preventivamente o recebimento de produtos das fábricas investigadas nos seus centros de distribuição.

Quanto ao procedimento de segregação, foi explicado que o produto é separado, ainda dentro do frigorífico da loja e identificado como mercadoria impossibilitada de venda. O diretor informou ainda que o único fornecedor local de produtos de origem animal é a fábrica Mauricéa, com sede em Pedras de Fogo (PB) e em Pernambuco. Que os produtos bovinos, carpinos e suínos vêm de outros estados.

Ainda de acordo com o diretor, o Carrefour tem um meio de comunicação de recall próprio, no qual é feito um monitoramento de qualquer indício de comercialização de mercadoria que possa ser nociva à saúde pública. Quando isso é identificado, as unidades recebem o alerta da matriz e têm duas horas para saber se a loja tem o produto e fazer a retirada dele, se encontrado. Segundo o diretor, as lojas têm 24 horas para quantificar a mercadoria e informar a matriz. Caso esses prazos não sejam cumpridos, as unidades recebem uma notificação interna.

Ele explicou também que a identificação do produto pontuado é feito in loco tanto na área de venda quanto no depósito. “Tanto na loja quanto no depósito existe uma separação por segmento de mercadoria, facilitando a identificação”, declarou João Emanuel.

O diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, requisitou uma cópia da documentação recebida pelas lojas Carrefour, com a determinação da segregação dos produtos investigados na Operação Carne Fraca.

Glauberto Bezerra disse ainda que o MP-Procon já oficiou à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério das Justiça, para que informe quais lotes nos quais foram encontradas irregularidades. Ele disse ainda que a rede Extra de supermercados vai encaminhar ao MP-Procon ofício ainda hoje informando a retirada dos produtos que possam ter das fábricas investigadas.

O promotor destacou ainda que há presteza por parte das redes de supermercados em adotar medidas preventivas assim que houve a operação da Policial Federal.

Agevisa

Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) informou nesta quarta-feira (22) que vai intensificar as ações fiscalizatórias para ampliar a segurança sanitária da população no consumo de carnes e derivados em todo o estado. A informação é da diretora-geral Maria Eunice Kehrle dos Guimarães.

Ela informou que, em observância à legislação vigente, a Vigilância Sanitária é responsável pela fiscalização em estabelecimentos que comercializam esses produtos, tais como frigoríficos, supermercados, distribuidoras etc., sendo as áreas de abate e produção de responsabilidade dos órgãos da Agricultura.

Durante as fiscalizações de responsabilidade da Vigilância Sanitária, Tatiane Lucena disse que, uma vez constatadas irregularidades nos produtos, estes são retirados imediatamente de circulação, e, a depender das irregularidades identificadas, são aplicadas sanções administrativas, previstas na legislação sanitárias, que vão da advertência, multa, apreensão e inutilização dos produtos até a interdição dos estabelecimentos.

No caso de infrações como, por exemplo, adulteração na data de validade, reembalagem irregular, acondicionamento em temperatura inadequada e venda de produtos sem comprovação de procedência, as responsabilidades recaem sobre os estabelecimentos que comercializam (supermercado, frigorífico, por exemplo).

Com relação às alterações derivadas do processo industrial, como os apontados pela Operação Carne Fraca, estas são comunicadas ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e demais órgãos competentes, para que estes tomem as medidas cabíveis.

Orientações

Segundo o diretor-técnico de Medicamentos e Alimentos da Agevisa, César Santos, em face da gravidade das denúncias feitas pela Polícia Federal, a orientação na Paraíba é que tanto a Agevisa quanto as Visas Municipais intensifiquem as fiscalizações em suas respectivas áreas territoriais de competência.

Quanto aos cuidados que devem ser tomados pela população, ele observa que as pessoas devem consumir produtos de procedência segura, ou seja, que possuam certificação dos órgãos da agricultura. “Além disso, é de suma importância que se observe no momento da compra se os produtos apresentam indícios de avaria, como por exemplo: alteração da cor, de textura ou de odor”, ressaltou. E acrescentou: “As carnes íntegras devem possuir coloração avermelhada, textura não pegajosa, além de não possuírem cheiro desagradável”.

Neste momento, a orientação da Vigilância Sanitária é no sentido de que sejam priorizados produtos in natura, evitando-se produtos embalados e, sobretudo, aqueles ultraprocessados, a exemplo de salsichas e linguiças.

Portal Correio

Participação dos governadores Wellington Dias, do Piauí; Camilo Santana, do Ceará; Paulo Câmara, de Pernambuco; e Ricardo Coutinho, da Paraíba, além do ex-ministro Ciro Gomes, da deputada federal Luísa Erundina, dentre outras autoridades.

 

Os ex-presidentes Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff vão se banhar nas águas da transposição do rio São Francisco, em visita à Paraíba no próximo dia 19 de março, Dia de São José. A informação foi confirmada pela Direção Estadual do Partido dos Trabalhadores - PT, que está organizando a visita.

 

Além de Lula e Dilma, a "Inauguração Popular" da transposição, como está sendo chamado o evento, terá a participação dos governadores Wellington Dias, do Piauí; Camilo Santana, do Ceará; Paulo Câmara, de Pernambuco; e Ricardo Coutinho, da Paraíba, além do ex-ministro Ciro Gomes, da deputada federal Luísa Erundina, dentre outras autoridades.

 

 

 

Pela programação definida pelo PT da Paraíba, Lula, Dilma e comitiva chegarão à cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, às 11hs, acompanhados de lideranças dos movimentos sociais/populares, artistas e intelectuais. Os dois vão se banhar nas águas do Velho Chico e plantar árvores.

 

Ao meio dia, eles farão uma caminhada até o Centro da cidade, local onde será realizado "o maior ato popular da história política da Paraíba", segundo os organizadores. O ato político terá início às 12h30. Após o término do ato, eles retornam a São Paulo.

 

Há a possibilidade também da presença do cantor e compositor Chico Buarque e do Frei Leonardo Boff.

 

Portal Carlos Magno

Pagina 1 de 83
JR Esquadrias