Política (266)

As entidades representativas dos auditores de tributos do município de João Pessoa, Sindicato dos Agentes Fiscais (Sindifim) e Associação dos Agentes Fiscais (Afim)  e União dos Servidores Municipais são contrárias à aprovação do Projeto de Lei Complementar que visa Suprimir da Lei Complementar 53/2008 os incisos I e II do Art. 136-A, de acordo com a alteração da LC 104/2016, e dá outras providências , de autoria do Vereador Dinho, que impede o município de negativar os contribuintes devedores.

De acordo com Roberval Leite Figueiredo, presidente da Afim, hoje o único meio disponível é a execução judicial. Se esse projeto de lei for aprovado da forma com está, vai prejudicar a arrecadação do município, porque contribui para manter o índice de inadimplência, e obriga o município a judicializar a cobrança, o que inviabiliza a Procuradoria Geral do município e a própria justiça com a demanda de processos. A desjudicializacão já é política do poder judiciário, com o objetivo de reduzir essa demanda de processos de execução”, disse.

“Esse projeto é um prémio aos maus pagadores e um tapa na cara nos bons contribuintes, que felizmente são maioria em nossa Capital.  A dívida ativa do município hoje está em torno de um bilhão de reais, sendo necessárias ações mais eficientes para resgatar parte desta dívida”, explica José Bráulio Nóbrega, presidente do Sindifim.

Já o presidente da União dos Servidores Municipais, José Antonio de Araújo, está preocupado com a possibilidade desse projeto vir a prejudicar os servidores. “Nos preocupa porque pode afetar as finanças do município e faltar recursos para um reajuste geral no ano que vem para os servidores”, alegou.

Em conversa  com o Vereador Dinho, ele entendeu a situação e propôs marcar uma  audiência pública para tratar  sobre o assunto no começo do próximo ano, assim que os trabalhos legislativos retornarem, após o recesso parlamentar.

“Gostaríamos de agradecer a compreensão dos vereadores Dinho, Marcos Henrique e Bispo Luis, autor e presidentes de comissões, que também pensam que só com o diálogo que se pode resolver a questão”, concluiu Roberval Leite, presidente da Afim.
 

 

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (6/12), que está deixando a política. “Saio totalmente com vergonha. Eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, a nossa saúde.”

Tiririca está no sétimo ano consecutivo de seu mandato. Ele foi o parlamentar mais bem votado nas eleições de 2010, com 1,3 milhão de votos, mas admitiu que se candidatou apenas para tentar ganhar visibilidade como artista. Ultimamente, vinha criticando o Congresso Nacional e dizia não ter o “jogo de cintura” exigido para ser político.

Deputado revelou sua decisão durante discurso em plenário na tarde desta quarta-feira.

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (6/12), que está deixando a política.

“Saio totalmente com vergonha. Eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, a nossa saúde.”

Tiririca está no sétimo ano consecutivo de seu mandato. Ele foi o parlamentar mais bem votado nas eleições de 2010, com 1,3 milhão de votos, mas admitiu que se candidatou apenas para tentar ganhar visibilidade como artista. Ultimamente, vinha criticando o Congresso Nacional e dizia não ter o “jogo de cintura” exigido para ser político.

Segundo a assessoria de imprensa do deputado, ele terminará o mandato em 2018, mas não pretende concorrer à reeleição ou a qualquer outro cargo.

Em 2014, Tiririca foi reeleito com 1,016 milhão de votos. No segundo mandato, votou tanto a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) quanto pela abertura de investigação contra Michel Temer, mesmo com a pressão da direção partidária sobre ele.

O parlamentar voltou a fazer shows como palhaço há cinco meses. O espetáculo conta a história de vida dele e é exibido de sexta a domingo, cada fim de semana em um estado. De segunda à quinta-feira, ele mora em Brasília com a esposa e uma das filhas.

*Ao contrário do que informamos, Tiririca não renunciou ao cargo. Ele cumprirá seu atual mandato até o fim.

Fonte: Metropoles

 

A denúncia recebida pelo TCE aponta o fato de o prefeito Romero Rodrigues Veiga ter indicado Betânia Ligia de Araújo, tia da primeira dama, esposa do gestor em questão, para exercer o cargo de provimento em comissão de Gerente da Vigilância Sanitária, conforme informações extraídas do Sagres acostadas ao processo.

 

Foi apresentada esta semana ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), uma denúncia de nepotismo, na gestão do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB). Segundo a denúncia, o gestor teria empregado parentes na sua administração, o que fere a legislação vigente.
A denúncia recebida pelo TCE aponta o fato de o prefeito Romero Rodrigues Veiga ter indicado Betânia Ligia de Araújo, tia da primeira dama, esposa do gestor em questão, para exercer o cargo de provimento em comissão de Gerente da Vigilância Sanitária, conforme informações extraídas do Sagres acostadas ao processo.
Da mesma forma, consta na denúncia a contratação de Izabel Maria Veiga de Oliveira, irmã do gestor Romero Rodrigues Veiga, estando descrita em matérias da PMCG publicadas no próprio site da Prefeitura pela Coordenadoria de Comunicação – CODECOM, ocupando o cargo de Coordenadora do Programa Mais Educação, junto à Secretaria de Educação do município de Campina Grande – PB, por nomeação do citado prefeito.
Também consta na denúncia que a Sra. Giovanna Karla Barros Fernandes do Carmo, identificada como cunhada do gestor, exerce o cargo de Assessora Política, cargo em provimento de comissão, lotada no Gabinete do Prefeito.
A denúncia apresenta ainda a Sra. Carine Moura, irmã da primeira dama do município, Micheline Rodrigues, ocupando o cargo de Gerente de Abastecimento Farmacêutico da Secretaria de Saúde de Campina Grande – PB, cargo em provimento de comissão, também nomeada pelo cunhado, o prefeito Romero Rodrigues, como se depreende dos documentos acostados à denúncia.
“Com efeito, de tudo que aqui foram acostados, resta evidente que as pessoas acima referidas, além de estarem enquadradas na proibição legal de nepotismo, estão no exercício dos cargos em que foram nomeadas pelo gestor municipal desde o início de sua primeira gestão, ou seja, desde os primeiros meses do ano de 2013” revelam os autos do processo.
A denúncia foi apresentada ao TCE, com todos os documentos probatórios, pelo corpo jurídico do deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, que entendeu que os atos do tucano prejudicam o bem público.

Fonte:Blog do Dercio

Raniery explicou que ficaria “bem mais à vontade” se o partido, que tem nome lançado à sucessão estadual, não tivesse qualquer vinculação com outras candidaturas.

O deputado Raniery Paulino, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, defendeu nesta quinta-feira a entrega imediata dos cargos ocupados por peemedebistas ou seus indicados no Governo do Estado e na Prefeitura de João Pessoa. Raniery explicou que ficaria “bem mais à vontade” se o partido, que tem nome lançado à sucessão estadual, não tivesse qualquer vinculação com outras candidaturas.

“Temos que levar em conta que não existe ainda candidaturas confirmadas. Mas, eu não tenho indicado em nenhuma prefeitura do Brasil, muito menos no Governo do Estado. E me sentiria bem mais à vontade se o PMDB, que tem o senador José Maranhão lançado para disputar a sucessão estadual, não tivesse vinculação a nenhuma outra candidatura”, sustentou Paulino.

Raniery confirmou que a cúpula do PMDB teria se reunido com o senador José Maranhão para discutir essa situação, mas não sabe o resultado do encontro. Informações de bastidores indicam que o partido deve determinar, nos próximos dias, a entrega dos cargos.

Fonte: blog Vanderlanfarias

“Tenho o apoio do meu partido, de muitos prefeitos e diversas lideranças políticas do Estado, que estão estimulando a minha candidatura (pré) ao governo”, afirmou o senado

O senador Zé Maranhão (PMDB) disse que não abre mão de sua pré-candidatura ao governo nas eleições do ano que vem, sem levar em consideração se será a primeira, segunda ou terceira via entre os possíveis adversários na sucessão governamental-2018.

“Tenho o apoio do meu partido, de muitos prefeitos e diversas lideranças políticas do Estado, que estão estimulando a minha candidatura (pré) ao governo”, afirmou o senador.

Também presidente do PMDB da Paraíba, Zé vem cumprindo agenda de candidato ao Palácio da Redenção. Neste final de semana, além de diversos contatos político-eleitoral, ele participou da convenção do possível aliado PSDB.

Estava no evento dos tucanos ao lados de outros pré-candidatos da oposição, os prefeitos Luciano Cartaxo (PSD-Campina Grande) e Romero Rodrigues (PSDB-Campina Grande) e do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Fonte: marconeferreira

“Estaremos preparados para dar continuidade a esse excelente trabalho que Luciano Cartaxo está realizando, melhorando a qualidade de vida dos moradores de João Pessoa e transformando nossa Capital na melhor cidade para se morar no Brasil”.

De olho na possibilidade de ocupar a cadeira de prefeito de João Pessoa no próximo ano, o vice-prefeito Manoel Junior (PMDB) revelou que não disputará nenhum cargo nas eleições de 2018 e deve apoiar outros políticos. Entre os nomes que com certeza terão o seu apoio está o do próprio prefeito da capital, Luciano Cartaxo (PSD), cotado para ser o candidato ao Governo do Estado na chapa de oposição.

“Na verdade, dos meus colégios eleitorais, alguns deles ainda estão me esperando, mas eu não serei candidato a deputado federal, devo apoiar outros amigos que estejam dentro da aliança que apoiará nossos candidatos ao governo e ao Senado”, disse.

Em caso da confirmação da candidatura de Luciano Cartaxo (PSD) a algum cargo eletivo, Manoel Junior assume a prefeitura de João Pessoa já a partir de abril de 2018. Ele disse que o intuito é dar seguimento à gestão de Cartaxo.

“Estaremos preparados para dar continuidade a esse excelente trabalho que Luciano Cartaxo está realizando, melhorando a qualidade de vida dos moradores de João Pessoa e transformando nossa Capital na melhor cidade para se morar no Brasil”, finalizou o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior.

Segundo Manoel Junior, o grupo que representa a oposição ao governador Ricardo Coutinho deve traçar uma estratégia para conseguir derrotar o candidato socialista nas eleições. “A estratégia é combater um projeto que envelheceu e não corresponde às demandas da Paraíba na segurança pública, saúde, habitação e educação, que será um dos pilares fundamentais de nosso governo”, relatou.

Sobre André Amaral na Câmara

Manoel Junior também falou sobre a atuação de seu sucessor na Câmara Federal, o peemedebista André Amaral. Ele disse que o colega de partido está fazendo uma boa atuação, representando os paraibanos em Brasília.

“É um jovem inteligente, que tem muita mobilidade dentro do parlamento, já conquistou várias amizades, vem representando a Paraíba muito bem e tem feito um trabalho importante, inclusive em favor da juventude e eu espero que ele renove seu mandato para continuar representando os paraibanos”, disse o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior

 

Fonte: portalcorreio

São 513 deputados eleitos pra representar o povo brasileiro mas só representam os interesses de seus protegidos.

Tiririca, um recordista de votos, fez nesta semana uma revelação chocante sobre as eleições de 2018. Ninguém imaginaria que ele diria algo tão impactante depois de viver dois mandatos como deputado federal. 

Resultado de imagem para TIRIRICA

 
O deputado Tiririca fez uma das mais profundas análises sobre a política brasileira jamais feita por nenhum outro deputado com doutorados e mestrados. Sua simplicidade explica da maneira mais correta o atual cenário político do Brasil.

 

Desisto! Este lugar não é para mim. 513 deputados eleitos pra representar o povo mas só representam os interesses de seus protegidos. Meu povo está sofrendo pensando se vão ter dinheiro pra fazer compra no final do mês e estes caras só pensando se vão se reeleger para um próximo mandato.

É gente que não tem talento pra fazer outra coisa na vida. Gente que se perder o mandato não consegue emprego em nenhuma empresa séria. Graças a Deus eu tenho o dom da palhaçaria. Graças a Deus tenho saúde e força para trabalhar fora da arte também. Não me envergonharia de trabalhar como pedreiro ou pintor novamente. Me envergonharia de ter que trocar favor ou pedir dinheiro pra salvar mandato de bandido.

O sistema ta viciado. Tem gente em Brasília que está há mais de 20 anos emendando um mandato no outro. Ficando milionário com o empobrecimento do povo. Não quero mais concorrer a nenhum cargo político. Não quero ficar perto de deputado que faz dancinha pra comemorar a impunidade. Quero ficar perto de minha família e de Deus. Durante 8 anos não faltei nenhum dia as sessões aqui em Brasília. Deixei de abraçar meus filhos no dia do aniversário para estar aqui trabalhando sério, enquanto isso via deputado faltar a semana inteira e ficar postando frase de efeito no facebook.

Chega! Para mim não dá mais. Vou orar para que o Brasil encontre um presidente que bote moral nos deputados. Chega de presidente que passa a mão na cabeça de gente interesseira e sem compromisso com o Brasil.

Deus tenha misericórdia de nós!”

Deputado Francisco Everardo (Tiririca).

Fonte: folhadopoder

A presidente Ivonete Ludgério (PSD) informou aos manifestante que o PL não se encontrava na Casa e por isso não seria votado.
 
Sob o comando do Stiupb e do Sintab, sindicalistas invadiram a Câmara de Campina Grande e tumultuaram a sessão dessa quarta-feira (25). Como pretexto de obter informações sobre um projeto do Poder Executivo que não se encontrava na Casa, eles depredaram o patrimônio, desligaram a energia do prédio, agrediram verbalmente e ameaçaram servidores e jornalistas que estavam no exercício da função. A CMCG vai acionar as entidades na justiça. Mesmo com o tumulto, os vereadores votaram e aprovaram mais de 250 requerimentos em beneficio da população.                                          
                                                                                                                                       “Tentamos prestar todas as informações desde o momento em que eles ocuparam o auditório, mas ficou claro que a intenção era apenas tumultuar a sessão”, declarou Ivonete.

                                                                                                                                           De acordo com os representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb) e do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), o protesto foi organizado para obter informações sobre o Projeto de Lei 561/2017, de autoria do Poder Executivo, que trata sobre programas de Parcerias Público-Privada para serem aplicadas no município. Mas esse projeto havia sido devolvido para a Prefeitura no dia 16 de outubro.

A presidente Ivonete Ludgério (PSD) informou aos manifestante que o PL não se encontrava na Casa e por isso não seria votado. Mesmo assim continuaram com o protesto. Depois a mesma informação foi passada através de ofício diretamente aos dirigentes dos sindicatos, mas o protesto prosseguiu. “Tentamos prestar todas as informações desde o momento em que eles ocuparam o auditório, mas ficou claro que a intenção era apenas tumultuar a sessão”, declarou Ivonete.

Ameaças e depredações

Funcionários da Divisão de Imprensa da CMCG, além de jornalistas da cidade que cobriam a sessão, foram ameaçados por vários manifestantes. Eles também sofreram agressões verbais de toda natureza. Tudo foi registrado em vídeos e o material vai ser anexado ao processo judicial que será aberto contra as duas entidades e seus respectivos representantes. O presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, não quis comentar sobre o assunto, afirmando que não respondia pelos atos dos agressores.

Com murros e pontapés, os manifestantes forçaram a parede de vidro que divide o auditório do Plenário da Casa de Félix Araújo em vários momentos. Como resultado, danificaram três aparelhos de TV do auditório, além de dois roteadores, forçando assim a interrupção da transmissão da sessão que ocorria ao vivo pela internet. Eles ainda desligaram parte da energia do prédio para interromper a sessão. Ao termino do protesto, foram verificadas depredações em três poltronas do auditório e na parede do Plenário.

“Lamentável o que observamos aqui. Numa sessão em que debatemos e aprovamos mais de 250 requerimentos em benefício da população, dois sindicatos tentaram interromper o trabalho dos vereadores sem uma justificativa plausível, pois não estávamos votando nada que tivesse relação com eles”, declarou a presidente Ivonete Ludgério.

Por: Dirp./CMCG com araujoneto

O alerta foi publicado no diário do TCE  e o documento foi emitido pelo conselheiro Marcos Antonio da Costa, relator das contas de 2017 da Prefeitura Municipal de Campina Grande.

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) emitiu alerta ao prefeito Romero Rodrigues por gastos com pessoal acima do limite, tanto por parte do Executivo quanto pelo ente municipal, o que também inclui a Câmara.

O TCE aponta um aumento de mais de 75% nas contratações por excepcional interesse público em apenas oito meses, de janeiro a agosto.

O alerta foi publicado no diário do TCE desta segunda-feira (23) – veja a baixo o documento emitido pelo conselheiro Marcos Antonio da Costa, relator das contas de 2017 da Prefeitura Municipal de Campina Grande.

Em agosto o número de servidores contratados por excepcional interesse público representou 89,80% do número de servidores efetivos. De janeiro a agosto, ocorreu aumento de 75,54% no número de contratados por excepcional interesse público, passando de 3.802 para 6.674 contratados.

De acordo com o Relatório de Acompanhamento da Gestão (veja aqui), foram constatados os seguintes fatos: déficit na execução orçamentária; ausência de registro individualizado das receitas financeiras de aplicação dos recursos do FUNDEB; gastos com pessoal acima do limite de alerta, tanto por parte do Executivo quanto pelo ente municipal;  ausência de pagamento regular das obrigações patronais devidas ao RPPS; e ausência de pagamento regular das obrigações devidas ao RGPS.

Segundo o relatório, caso o prefeito não adote medidas de prevenção ou correção das falhas apontadas, poderá ser emitido um Parecer Prévio contrário a aprovação das contas anuais do exercício de 2017.

Fonte: portal 1001noticias

Emocionado e surpreso por tamanhas demonstrações de afeto, o deputado Manoel Ludgério prometeu retribuir a homenagem com mais trabalho e dedicação pela cidade de São Domingos.

Em sessão especial marcada pela emoção e inúmeras manifestações de carinho, o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) foi homenageado, na manhã dessa segunda-feira (23), com o título de Cidadão Honorário de São Domingos do Cariri. A comenda teve origem em uma propositura do vereador Ananias Ferreira (PSDB), presidente da Câmara Municipal de São Domingos. A homenagem coincidiu com o aniversário do deputado e atual Chefe de Gabinete da Prefeitura de Campina Grande.

A entrega do título foi prestigiada por autoridades locais, como a prefeita Inara Marinho, e a prefeita de Barra de Santana, Cacilda Lopes de Andrade, além de vereadores e líderes políticos de vários municípios do Cariri. Alguns vereadores campinenses também participaram das homenagem, como João Dantas, Janduy Ferreira, Aldo Cabral, Pimentel Filho, Renan Maracajá, Saulo Germano, Alexandre do Sindicato, Rui da Ceasa, Luciano Breno e a presidente Ivonete Lufgério.

“Manoel é um amigo desde sempre. Está sempre presente conosco e trabalhando, enquanto deputado estadual, pela cidade de São Domingos. Então ele já é são dominguense de coração, mas agora se torna de forma oficial, por tudo que fez pela nossa população e por todos nós”, declarou o vereador Ananias, ao explicar os motivos que levaram o Poder Legislativo local a aprovar por unanimidade a honraria ao deputado.

Todos os vereadores locais, além de secretários e demais autoridades usaram a tribuna para agradecer principalmente pelos projetos já desenvolvidos por Manoel Ludgério para cidade. Representando toda a família que também se fez presente, a vereadora Ivonete Ludgério destacou as qualidades de bom pai e esposo. A filha Anna Eloysa Ludgério também usou a tribuna e, de improviso, emocionou a todos ao agradecer ao pai por todos os exemplos dados, não só como homem público, mas como cidadão.

A prefeita de São Domingos, também responsável direta por várias homenagens que seguiram após a sessão, disse que o título foi mais que merecido e que o Legislativo local estava de parabéns. “Eu queria somente agradecer a Manoel por tudo que ele fez e faz por nosso município. Essa homenagem é mais que merecida”, declarou.

Emocionado e surpreso por tamanhas demonstrações de afeto, o deputado Manoel Ludgério prometeu retribuir a homenagem com mais trabalho e dedicação pela cidade de São Domingos. “Fico muito feliz hoje, por estar completando 50 anos no cronograma da vida, mas recebo esse registro de nascimento que me torna oficialmente filho de São Domingos do Cariri”, disse.

Fonte:Simoneduarte

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Pagina 10 de 19
JR Esquadrias