Sábado, 09 Março 2019 22:16

OPERAÇÃO CALVÁRIO III – LIVÂNIA ATACA EX-ASSESSOR E NEGA TER COMPRADO “IMÓVEL MODESTO” COM PROPINA DA CRUZ VERMELHA

Escrito por  POSTADO ATUAL
Avalie este item
(0 votos)
O dinheiro, segundo o flagrante do Ministério Público do Rio de Janeiro, foi entregue a Leandro por Michele Cardozo, secretária particular de Daniel Gomes da Silva, chefe da organização criminosa, desbarata na Operação Calvário.
A secretária Livânia Farias (Administração) emitiu nota, na tarde deste sábado (dia 9), através de seus advogados, rebatendo declarações do seu ex-assessor Leandro Nunes Azevedo ao Gaeco (Grupo Atuação Especial Contra o Crime Organizado). Leandro, como se sabe, relatou que Livânia comandou a operação em que ele foi flagrado num hotel do Rio de Janeiro, recebendo R$ 900 mil, supostamente de propina.
O dinheiro, segundo o flagrante do Ministério Público do Rio de Janeiro, foi entregue a Leandro por Michele Cardozo, secretária particular de Daniel Gomes da Silva, chefe da organização criminosa, desbarata na Operação Calvário. O dinheiro seria, conforme força tarefa das investigações, desviado da Cruz Vermelha gaúcha que, somente na Paraíba, movimentou mais de R$ 1 bilhão em oito anos.
Leandro revelou também ao Gaeco que Livânia teria adquirido, com dinheiro de propina, um imóvel em Sousa, pagando em dinheiro vivo, no valor de R$ 400 mil. Na nota, os advogados de Livânia dizem que ainda não tiveram acesso ao depoimento e atacam diretamente o seu ex-assessor de ter proferido “infundadas e caluniosas acusações contra a pessoa Livânia, o que lhe causa surpresa e indignação”.
CONFIRA TRECHO DA DELAÇÃO DE LEANDRO…
 
CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA DE LIVÂNIA…
acerca de informações divulgadas pela imprensa no dia de hoje (9), a defesa de Livânia Maria da Silva Farias vem a público esclarecer o seguinte:
  1. Até o presente momento não teve acesso ao depoimento prestado pelo Sr. Leandro Nunes Azevedo, no qual teriam sido feitas infundadas e caluniosas acusações contra a pessoa Livânia, o que lhe causa surpresa e indignação.
  2. Já foi solicitado ao Poder Judiciário acesso ao conteúdo do depoimento que vem sendo divulgado.
  3. Que repudia, com absoluta veemência, a leviana insinuação de que um modesto imóvel, localizado na cidade de Sousa, tenha sido adquirido por Livânia com recursos de origem ilícita.
  4. Por fim, ressalta que está – e sempre esteve – à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários.
Solon Benevides e Sheyner Asfora
CONFIRA O IMÓVEL…

 
Fonte: Blog de Helder Moura
Ler 7 vezes
JR Esquadrias