Quarta, 24 Maio 2017 13:17

Paraíba treme com a prisão do dono da Via Engenharia

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Dados revelam que a construtora fez doação na ordem de R$ 3.343.544,00 à campanha a reeleição do governador Ricardo Coutinho em 2014.Empresa responsavel pelas obras do antigo "Dede" hoje Vila Olímpica Parahyba e o Centro de Convenções de João Pessoa, além também das obras de recuperação do Estádio Almeidão.

 Como de costume, à Polícia Federal acordou mais cedo. Bateu á porta do dono da Via Engenharia, Fernando Márcio Queiroz e dos ex-governadores José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz, também do ex-vice-governador Tadeu Filippelli. A operação aconteceu em Brasília.

Você pode estar perguntando o seguinte: o que a Paraíba tem a ver com isso? A pergunta não seria pertinente assim se a Via Engenharia não tivesse realizada a quantidade de obras no Governo Ricardo Coutinho. Por isso, a prisão dele causou um grande reboliço no Estado.

Dados revelam que a construtora fez doação na ordem de R$ 3.343.544,00 à campanha a reeleição do governador Ricardo Coutinho em 2014. A Via Engenharia foi a empresa que fez o maior volume de doação, cujos valores citados neste parágrafo ocorreu em seis parcelas, de acordo com o registro.

As obras se referem as maiores do atual governo, a exemplo do antigo Dede, hoje Vila Olímpica Parahyba e o Centro de Convenções de João Pessoa, além também das obras de recuperação do Estádio Almeidão.

Conforme foi noticiado, essa obra (Almeidão) estava orçada em R$ 18 milhões, mas depois da conclusão, o Governo do Estado fez um anuncio de aplicação na ordem de R$ 28 milhões em recursos federais. Por isso, a Paraíba tremeu quando foi divulgada a prisão do majoritário da Via Engenharia.

A operação que prendeu Fernando Márcio Queiroz é batizada de Panatenaico, que se fundamenta nas delações premiadas de três executivos da Andrade Gutierrez, Rogério Nora de Sá, Clóvis Renato Peixoto e Flávio Gomes Machado Filho. A Via é uma empresa especialista em construir ou recuperar estádios de futebol.

Na ação da Polícia Federal a denúncia de desvios de dinheiro público na reconstrução do Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Fonte: blog.marconeferreira

Ler 416 vezes

PUBLICIDADE

JR Esquadrias