Política (72)

O prefeito de João Pessoa vem comendo o pão que o diabo amassou nas mãos do PSDB do vereador e presidente da CMJP Marcos Vinícius, por não ganhar espaços na prefeitura. 

 

Tratado com insolência pelos tucanos, Cartaxo já viu até a reedição do famoso dedo na cara do Campestre apontado para ele pelo senador Cássio Cunha Lima e também pelo presidente da Câmara para exigir pronto e rápido atendimento aos seus pleitos supostamente nada republicanos.

 
E sem a menor cerimônia, Cássio resolveu o impasse da Câmara com o dedão na cara de Cartaxo e impôs a candidatura de Marcos Vinícius para presidente recorrendo a ameaças de rompimento no acordo feito para 2018.
 
Fato já divulgado pela imprensa falada, escrita e televisada na época  que agora está sendo revelado pelo Jampanews, e que tem testemunhas idôneas que assistiram ao desacato sofrido pelo prefeito antes só suportado por um acovardado José Maranhão cercado de correligionários de Ronaldo naquele episódio degradante no Clube Campestre ainda no século passado quando toda Paraíba viu do que são capazes os caudilhos da Borborema.
 
 O tempo passou rápido e 20 anos depois, o estilo ainda é o mesmo e Cartaxo tem experimentado do remédio amargo dado a José Maranhão e viu crescer na cara o mesmo dedo que o senador apontou em riste para o PT de Dilma e Lula ao assumir a mais recente postura de cruzado indômito em defesa do golpe que destruiu a tenra democracia brasileira e jogou o país na instabilidade política que destrói todas as conquista sociais do povo brasileiro, agravando a crise urdida nos estúdios do Jardim Botânico da Rede Globo.
 
Além de Cássio, o presidente da Câmara dos Vereadores também adotou o estilo agressivo e demolidor do senador, e só se dirige a Cartaxo de dedo em riste exigindo o atendimento de pleitos que fazem a festa tucana na gestão de Luciano. Em tom irônico e acintoso, Marcos Vinícius costuma ameaçar o prefeito: “Você sabe que eu faço”, o quê ninguém sabe só ele e Cartaxo.
 
Os atos de intimidação já haviam sido usados ainda na escolha da Mesa Diretora quando Cartaxo tentou emplacar o nome de Pedro Coutinho para substituir Durval Ferreira na disputa e sofreu verdadeiro ataque de fúria de um descontrolado Marcos Vinícius que, naquela oportunidade já deixava claro como seria as relações entre os Poderes. 
 
A velha harmonia tão enfatizada no tempo de Durval Ferreira - e que teria livrado Cartaxo de uma CPI para apurar onde foram parar as 200 toneladas de detritos da Lagoa -, perdeu-se nas calendas gregas e a relação hoje é de imposição e ameaças que fazem tremer e encolher o prefeito pessoense pagando caro o preço da falta de altivez da qual é acusado pelos insatisfeitos de sua base ainda aliada.
 
Mas nada é tão ruim que não possa piorar e pelos resmungos e murmúrios tempos mais difíceis estariam para chegar e o que ficou acobertado sob as toneladas de lixo removidas por centenas de caminhões pode emergir a qualquer momento revelando o quanto é terrível e potencialmente destruidor o monstro da lagoa.
 
Pelo o que se escuta é de profunda decepção o clima entre aliados do prefeito e muitos já não escondem mais que podem assinar qualquer CPI que venha contra Cartaxo na Câmara. 
 
Imprensado entre o que exigem os tucanos e o que prometeu a muitos aliados, Cartaxo só tem encontrado a parede como refúgio para os ataques e para as cobranças.
 
 

Fonte: Redação com Idelfonso Lins

 

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, participou, neste sábado (8), de atividades no Brejo paraibano. Ao lado da prefeita de Belém, Renata Christinne; do ex-prefeito, Roberto Flávio, de vereadores e auxiliares, o chefe do legislativo estadual concedeu entrevista a uma rádio local e esteve presente no campeonato de futsal de vereadores do Brejo e Curimatau, realizado na cidade de Belém

 

Durante a entrevista, Gervásio falou dos desafios à frente da Casa de Epitácio Pessoa.

 

"Mesmo com uma crise econômica muito forte, estamos cumprindo os compromissos da Casa em dia. Estamos aproximando o povo paraibano cada vez mais da Assembleia", destacou o presidente, que na ocasião falou da reabertura do Parlatório do Povo.

 

"Abrimos o parlatório, um equipamento extraordinário que estava desativado há trinta anos e só era utilizado por políticos. Hoje, as associações, entidades, movimentos de classe ou estudantil podem solicitar e usar esse espaço para reivindicar seus direitos", ressaltou.

 

Gervásio Maia ressaltou ainda o avanço na situação fiscal do Estado, que foi atestada em recente estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro como uma das melhores do país.

 

"O governador Ricardo Coutinho mantém um ritmo diferenciado de trabalho, enquanto estados vizinhos, inclusive do sul e sudeste, estados ricos estão atrasando folha de pessoal e com obras paralisadas a Paraíba tem sido diferente, segue rumo ao desenvolvimento", destacou Gervásio.

 

Gervásio destacou a importância do Orçamento Democrático para o desenvolvimento da Paraíba.

 

"O Orçamento Democrático é extremamente importante para a construção de políticas públicas. O que é debatido e o que é votado, é priorizado pelo Governo e quem ganha com isto é o nosso povo", pontuou o chefe do legislativo paraibano, que participa, logo mais na cidade de Pombal, da segunda plenária popular realizada pelo Governador Ricardo Coutinho.

 

Na ultima sexta-feira (7), Gervásio Maia participou da abertura dos jogos indígenas, na cidade de Rio Tinto e a noite esteve presente na abertura do Orçamento Democrático Estadual na cidade de Cajazeiras. 

 

Assessoria

 

Com Portal Carlos Magno

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, participou, neste sábado (8), de atividades no Brejo paraibano. Ao lado da prefeita de Belém, Renata Christinne; do ex-prefeito, Roberto Flávio, de vereadores e auxiliares, o chefe do legislativo estadual concedeu entrevista a uma rádio local e esteve presente no campeonato de futsal de vereadores do Brejo e Curimatau, realizado na cidade de Belém

 

Durante a entrevista, Gervásio falou dos desafios à frente da Casa de Epitácio Pessoa.

 

"Mesmo com uma crise econômica muito forte, estamos cumprindo os compromissos da Casa em dia. Estamos aproximando o povo paraibano cada vez mais da Assembleia", destacou o presidente, que na ocasião falou da reabertura do Parlatório do Povo.

 

"Abrimos o parlatório, um equipamento extraordinário que estava desativado há trinta anos e só era utilizado por políticos. Hoje, as associações, entidades, movimentos de classe ou estudantil podem solicitar e usar esse espaço para reivindicar seus direitos", ressaltou.

 

Gervásio Maia ressaltou ainda o avanço na situação fiscal do Estado, que foi atestada em recente estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro como uma das melhores do país.

 

"O governador Ricardo Coutinho mantém um ritmo diferenciado de trabalho, enquanto estados vizinhos, inclusive do sul e sudeste, estados ricos estão atrasando folha de pessoal e com obras paralisadas a Paraíba tem sido diferente, segue rumo ao desenvolvimento", destacou Gervásio.

 

Gervásio destacou a importância do Orçamento Democrático para o desenvolvimento da Paraíba.

 

"O Orçamento Democrático é extremamente importante para a construção de políticas públicas. O que é debatido e o que é votado, é priorizado pelo Governo e quem ganha com isto é o nosso povo", pontuou o chefe do legislativo paraibano, que participa, logo mais na cidade de Pombal, da segunda plenária popular realizada pelo Governador Ricardo Coutinho.

 

Na ultima sexta-feira (7), Gervásio Maia participou da abertura dos jogos indígenas, na cidade de Rio Tinto e a noite esteve presente na abertura do Orçamento Democrático Estadual na cidade de Cajazeiras. 

 

Assessoria

 

Com Portal Carlos Magno

 

 Em politica  nunca  diga  nunca, Camila Toscano (PSDB)  e Raniery Paulino(PMDB), em    uma dobradinha na cidade  de Guarabira. 

 Uma  noticia bombastica que vem deixando os Guarabirense de antena ligada é que a deputada estadual Camila Toscano (PSDB) admitiu, em sintonia com o seu pai, o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, se aliar com Raniery Paulino(PMDB), no ano que vem, em uma dobradinha pra ELA disputar a reeleição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e, ELE, ao cargo de deputado federal.Tudo é possivel!
 
O deputado Raniery Paulino, colega de Camila na ALPB, teria dito que havia descartado, na semana passada, de fazer dobradinha com a parlamentar, como todo mundo sabe que a família de ambos historicamente são rivais  em Guarabira, reduto eleitoral dos Paulinos & Toscanos.
 
Já  o ex-governador Roberto Paulino, pai de Raniery, não descartou até  então esta aliança e disse  em bom tom " nas eleições de 2018, tudo pode acontecer".


Fonte:RedePBnewS

 

 Projeto de lei 4330/04 foi aprovado por 230 votos contra 203 e permite que empresas subcontratem para todos os setores

Sobre o projeto de terceirização aprovado em 22 de março de 2017.

 Veja os votos de cada deputado aqui.

A Câmara aprovou na noite da ultima quarta-feira (22), por 230 votos a favor e 203 contra, emenda aglutinativa alterando alguns pontos do projeto que regulamenta a terceirização, o PL 4.330/04. A emenda manteve no texto-base a possibilidade de terceirizar a atividade-fim, o que permite que empresas possam subcontratar para todos seus setores de atividade.

A emenda foi aprovada com apoio de partidos como, por exemplo, PSDB, PMDB, DEM, PSD e Solidariedade, entre outros, enquanto que PT, PCdoB, PSB, PV, PDT, Pros e Psol ficaram contrários à proposta

Veja abaixo como votou cada deputado, conforme lista disponível no site da Câmara dos Deputados:

DEM
Alexandre Leite SP Sim
Carlos Melles MG Sim
Claudio Cajado BA Sim
Eli Côrrea Filho SP Sim
Elmar Nascimento BA Não
Hélio Leite PA Sim
Jorge Tadeu Mudalen SP Sim
José Carlos Aleluia BA Sim
Mandetta MS Não
Marcelo Aguiar SP Sim
Mendonça Filho PE Sim
Moroni Torgan CE Não
Onyx Lorenzoni RS Sim
Osmar Bertoldi PR Sim
Paulo Azi BA Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Não
Total DEM: 16   
PCdoB
Alice Portugal BA Não
Aliel Machado PR Não
Carlos Eduardo Cadoca PE Não
Daniel Almeida BA Não
Davidson Magalhães BA Não
Jandira Feghali RJ Não
Jô Moraes MG Não
João Derly RS Não
Luciana Santos PE Não
Orlando Silva SP Não
Rubens Pereira Júnior MA Não
Wadson Ribeiro MG Não
Total PCdoB: 12   
PDT
Abel Mesquita Jr. RR Não
Afonso Motta RS Não
André Figueiredo CE Não
Dagoberto MS Não
Damião Feliciano PB Não
Félix Mendonça Júnior BA Sim
Flávia Morais GO Não
Giovani Cherini RS Não
Major Olimpio SP Não
Marcelo Matos RJ Não
Marcos Rogério RO Não
Mário Heringer MG Sim
Pompeo de Mattos RS Não
Roberto Góes AP Não
Ronaldo Lessa AL Não
Sergio Vidigal ES Não
Subtenente Gonzaga MG Não
Weverton Rocha MA Não
Wolney Queiroz PE Não
Total PDT: 19   
PEN
André Fufuca MA Sim
Junior Marreca MA Não
Total PEN: 2   
PHS
Adail Carneiro CE Não
Diego Garcia PR Não
Kaio Maniçoba PE Sim
Marcelo Aro MG Sim
Total PHS: 4   
PMDB
Alberto Filho MA Sim
Aníbal Gomes CE Sim
Baleia Rossi SP Sim
Cabuçu Borges AP Sim
Carlos Bezerra MT Sim
Carlos Henrique Gaguim TO Sim
Carlos Marun MS Sim
Celso Jacob RJ Sim
Celso Maldaner SC Sim
Celso Pansera RJ Sim
Daniel Vilela GO Sim
Danilo Forte CE Sim
Darcísio Perondi RS Sim
Dulce Miranda TO Não
Edinho Bez SC Sim
Edio Lopes RR Sim
Eduardo Cunha RJ Art. 17
Fernando Jordão RJ Sim
Flaviano Melo AC Sim
Geraldo Resende MS Sim
Hermes Parcianello PR Não
Hildo Rocha MA Não
Hugo Motta PB Sim
Jarbas Vasconcelos PE Não
Jéssica Sales AC Sim
João Arruda PR Não
João Marcelo Souza MA Sim
José Fogaça RS Sim
José Priante PA Sim
Josi Nunes TO Não
Laudivio Carvalho MG Não
Lelo Coimbra ES Sim
Leonardo Picciani RJ Sim
Leonardo Quintão MG Sim
Lindomar Garçon RO Sim
Lucio Mosquini RO Sim
Manoel Junior PB Sim
Marcelo Castro PI Sim
Marcos Rotta AM Sim
Marinha Raupp RO Sim
Marquinho Mendes RJ Sim
Marx Beltrão AL Não
Mauro Lopes MG Sim
Mauro Mariani SC Sim
Mauro Pereira RS Sim
Newton Cardoso Jr MG Sim
Osmar Serraglio PR Sim
Osmar Terra RS Não
Pedro Chaves GO Sim
Rodrigo Pacheco MG Não
Rogério Peninha Mendonça SC Sim
Ronaldo Benedet SC Sim
Roney Nemer DF Não
Saraiva Felipe MG Sim
Sergio Souza PR Sim
Silas Brasileiro MG Sim
Simone Morgado PA Não
Soraya Santos RJ Sim
Valdir Colatto SC Sim
Veneziano Vital do Rêgo PB Não
Walter Alves RN Sim
Washington Reis RJ Sim
Total PMDB: 62   
PMN
Antônio Jácome RN Não
Dâmina Pereira MG Sim
Hiran Gonçalves RR Não
Total PMN: 3   
PP
Afonso Hamm RS Sim
Arthur Lira AL Sim
Beto Rosado RN Sim
Cacá Leão BA Sim
Conceição Sampaio AM Não
Covatti Filho RS Sim
Dilceu Sperafico PR Sim
Dimas Fabiano MG Sim
Eduardo da Fonte PE Sim
Esperidião Amin SC Sim
Ezequiel Fonseca MT Sim
Fernando Monteiro PE Sim
Iracema Portella PI Sim
Jerônimo Goergen RS Sim
José Otávio Germano RS Sim
Julio Lopes RJ Sim
Lázaro Botelho TO Sim
Luis Carlos Heinze RS Sim
Luiz Fernando Faria MG Sim
Marcelo Belinati PR Não
Marcus Vicente ES Sim
Mário Negromonte Jr. BA Sim
Missionário José Olimpio SP Sim
Nelson Meurer PR Não
Odelmo Leão MG Sim
Renato Molling RS Sim
Ricardo Barros PR Sim
Roberto Balestra GO Sim
Roberto Britto BA Sim
Ronaldo Carletto BA Sim
Sandes Júnior GO Sim
Total PP: 31   
PPS
Alex Manente SP Sim
Arnaldo Jordy PA Não
Carmen Zanotto SC Sim
Eliziane Gama MA Não
Hissa Abrahão AM Não
Marcos Abrão GO Sim
Moses Rodrigues CE Não
Raul Jungmann PE Não
Roberto Freire SP Sim
Rubens Bueno PR Sim
Sandro Alex PR Sim
Total PPS: 11   
PR
Alfredo Nascimento AM Não
Altineu Côrtes RJ Sim
Anderson Ferreira PE Não
Bilac Pinto MG Sim
Cabo Sabino CE Não
Capitão Augusto SP Sim
Clarissa Garotinho RJ Não
Dr. João RJ Sim
Francisco Floriano RJ Não
Giacobo PR Sim
Gorete Pereira CE Sim
João Carlos Bacelar BA Sim
Jorginho Mello SC Sim
José Rocha BA Não
Laerte Bessa DF Sim
Lincoln Portela MG Não
Lúcio Vale PA Sim
Luiz Cláudio RO Abstenção
Magda Mofatto GO Sim
Marcio Alvino SP Sim
Maurício Quintella Lessa AL Sim
Miguel Lombardi SP Sim
Milton Monti SP Sim
Paulo Feijó RJ Sim
Remídio Monai RR Sim
Silas Freire PI Não
Tiririca SP Não
Wellington Roberto PB Não
Zenaide Maia RN Não
Total PR: 29   
PRB
Alan Rick AC Sim
André Abdon AP Não
Beto Mansur SP Sim
Celso Russomanno SP Não
César Halum TO Sim
Cleber Verde MA Não
Fausto Pinato SP Sim
Jhonatan de Jesus RR Abstenção
Jony Marcos SE Não
Marcelo Squassoni SP Sim
Ronaldo Martins CE Abstenção
Sérgio Reis SP Não
Total PRB: 12   
PROS
Ademir Camilo MG Não
Antonio Balhmann CE Sim
Beto Salame PA Não
Domingos Neto CE Não
Dr. Jorge Silva ES Não
Givaldo Carimbão AL Não
Leônidas Cristino CE Não
Miro Teixeira RJ Não
Rafael Motta RN Não
Ronaldo Fonseca DF Sim
Valtenir Pereira MT Não
Total PROS: 11   
PRP
Alexandre Valle RJ Não
Marcelo Álvaro Antônio MG Não
Total PRP: 2   
PRTB
Cícero Almeida AL Não
Total PRTB: 1   
PSB
Adilton Sachetti MT Sim
Átila Lira PI Não
Bebeto BA Não
César Messias AC Sim
Fabio Garcia MT Sim
Fernando Coelho Filho PE Sim
Flavinho SP Não
Glauber Braga RJ Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Heráclito Fortes PI Sim
Janete Capiberibe AP Não
João Fernando Coutinho PE Não
José Reinaldo MA Sim
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Sim
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Sim
Luciano Ducci PR Não
Luiz Lauro Filho SP Sim
Luiza Erundina SP Não
Maria Helena RR Não
Paulo Foletto ES Sim
Rodrigo Martins PI Não
Stefano Aguiar MG Não
Tadeu Alencar PE Não
Tenente Lúcio MG Sim
Tereza Cristina MS Sim
Vicentinho Júnior TO Sim
Total PSB: 29   
PSC
Andre Moura SE Sim
Eduardo Bolsonaro SP Sim
Erivelton Santana BA Não
Irmão Lazaro BA Não
Júlia Marinho PA Sim
Marcos Reategui AP Não
Pr. Marco Feliciano SP Não
Professor Victório Galli MT Sim
Raquel Muniz MG Sim
Silvio Costa PE Sim
Total PSC: 10   
PSD
Alexandre Serfiotis RJ Não
Átila Lins AM Sim
Cesar Souza SC Sim
Danrlei de Deus Hinterholz RS Não
Delegado Éder Mauro PA Não
Evandro Rogerio Roman PR Sim
Fábio Faria RN Sim
Fábio Mitidieri SE Sim
Felipe Bornier RJ Sim
Fernando Torres BA Não
Francisco Chapadinha PA Sim
Goulart SP Sim
Herculano Passos SP Sim
Heuler Cruvinel GO Sim
Indio da Costa RJ Sim
Irajá Abreu TO Sim
Jaime Martins MG Sim
João Rodrigues SC Sim
Joaquim Passarinho PA Sim
José Carlos Araújo BA Sim
Júlio Cesar PI Não
Marcos Montes MG Sim
Paulo Magalhães BA Não
Rogério Rosso DF Abstenção
Rômulo Gouveia PB Sim
Silas Câmara AM Sim
Sóstenes Cavalcante RJ Sim
Walter Ihoshi SP Sim
Total PSD: 28   
PSDB
Alexandre Baldy GO Sim
Alfredo Kaefer PR Sim
Antonio Imbassahy BA Sim
Arthur Virgílio Bisneto AM Sim
Betinho Gomes PE Não
Bonifácio de Andrada MG Sim
Bruna Furlan SP Sim
Bruno Araújo PE Sim
Bruno Covas SP Sim
Caio Narcio MG Sim
Carlos Sampaio SP Sim
Célio Silveira GO Sim
Daniel Coelho PE Não
Delegado Waldir GO Não
Domingos Sávio MG Sim
Eduardo Barbosa MG Sim
Eduardo Cury SP Sim
Fábio Sousa GO Sim
Geovania de Sá SC Não
Giuseppe Vecci GO Sim
Izalci DF Sim
João Castelo MA Sim
Lobbe Neto SP Não
Luiz Carlos Hauly PR Sim
Mara Gabrilli SP Não
Marco Tebaldi SC Sim
Marcus Pestana MG Sim
Max Filho ES Não
Miguel Haddad SP Sim
Nelson Marchezan Junior RS Sim
Nilson Leitão MT Sim
Nilson Pinto PA Sim
Otavio Leite RJ Sim
Paulo Abi-Ackel MG Sim
Pedro Cunha Lima PB Não
Pedro Vilela AL Sim
Raimundo Gomes de Matos CE Não
Rocha AC Não
Rogério Marinho RN Sim
Samuel Moreira SP Sim
Shéridan RR Sim
Silvio Torres SP Sim
Vitor Lippi SP Sim
Total PSDB: 43   
PSDC
Aluisio Mendes MA Sim
Luiz Carlos Ramos RJ Sim
Total PSDC: 2   
PSOL
Cabo Daciolo RJ Não
Chico Alencar RJ Não
Edmilson Rodrigues PA Não
Ivan Valente SP Não
Jean Wyllys RJ Não
Total PSOL: 5   
PT
Adelmo Carneiro Leão MG Não
Afonso Florence BA Não
Alessandro Molon RJ Não
Ana Perugini SP Não
Andres Sanchez SP Não
Angelim AC Não
Arlindo Chinaglia SP Não
Assis Carvalho PI Não
Assis do Couto PR Não
Benedita da Silva RJ Não
Beto Faro PA Não
Bohn Gass RS Não
Caetano BA Não
Carlos Zarattini SP Não
Chico D Angelo RJ Não
Décio Lima SC Não
Enio Verri PR Não
Erika Kokay DF Não
Fabiano Horta RJ Não
Fernando Marroni RS Não
Gabriel Guimarães MG Não
Givaldo Vieira ES Não
Helder Salomão ES Não
João Daniel SE Não
José Airton Cirilo CE Não
José Guimarães CE Não
José Mentor SP Não
Leo de Brito AC Não
Leonardo Monteiro MG Não
Luiz Couto PB Não
Luiz Sérgio RJ Não
Luizianne Lins CE Não
Marco Maia RS Não
Marcon RS Não
Margarida Salomão MG Não
Maria do Rosário RS Não
Merlong Solano PI Não
Moema Gramacho BA Não
Nilto Tatto SP Não
Paulão AL Não
Paulo Pimenta RS Não
Paulo Teixeira SP Não
Pedro Uczai SC Não
Professora Marcivania AP Não
Reginaldo Lopes MG Não
Rubens Otoni GO Não
Ságuas Moraes MT Não
Sibá Machado AC Não
Valmir Assunção BA Não
Valmir Prascidelli SP Não
Vander Loubet MS Não
Vicente Candido SP Não
Vicentinho SP Não
Waldenor Pereira BA Não
Weliton Prado MG Não
Zé Carlos MA Não
Zé Geraldo PA Não
Zeca do Pt MS Não
Total PT: 58   
PTB
Alex Canziani PR Sim
Antonio Brito BA Sim
Arnaldo Faria de Sá SP Não
Arnon Bezerra CE Sim
Cristiane Brasil RJ Sim
Deley RJ Não
Eros Biondini MG Não
Jorge Côrte Real PE Sim
Josué Bengtson PA Sim
Jovair Arantes GO Sim
Jozi Rocha AP Sim
Luiz Carlos Busato RS Sim
Nelson Marquezelli SP Sim
Nilton Capixaba RO Sim
Pedro Fernandes MA Não
Ricardo Teobaldo PE Não
Ronaldo Nogueira RS Não
Sérgio Moraes RS Sim
Walney Rocha RJ Sim
Wilson Filho PB Não
Zeca Cavalcanti PE Não
Total PTB: 21   
PTC
Brunny MG Não
Uldurico Junior BA Não
Total PTC: 2   
PTN
Bacelar BA Não
Christiane de Souza Yared PR Não
Delegado Edson Moreira MG Sim
Renata Abreu SP Sim
Total PTN: 4   
PV
Dr. Sinval Malheiros SP Não
Evair de Melo ES Sim
Evandro Gussi SP Sim
Fábio Ramalho MG Sim
Leandre PR Sim
Sarney Filho MA Não
Victor Mendes MA Sim
William Woo SP Sim
Total PV: 8   
Solidaried
Arthur Oliveira Maia BA Sim
Augusto Carvalho DF Não
Augusto Coutinho PE Sim
Benjamin Maranhão PB Sim
Carlos Manato ES Sim
Elizeu Dionizio MS Sim
Expedito Netto RO Não
Genecias Noronha CE Sim
JHC AL Não
Laercio Oliveira SE Sim
Lucas Vergilio GO Sim
Paulo Pereira da Silva SP Sim
Zé Silva MG Sim
Total Solidaried: 13   
 
 
 
 
 

 

Fontes que acompanham as investigações dão como certo que o relator se posicionou a favor da chapa e contra uma possível retirada da responsabilidade de Temer

Por gazetadopovo

O julgamento da ação que apura se a chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014 pode começar na próxima semana, informou nesta segunda-feira (27) a assessoria de imprensa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nesta segunda, o relator da ação, ministro Herman Benjamin, encaminhou aos outros seis integrantes da Corte Eleitoral um relatório final de 1.086 páginas que resume os principais pontos do processo. Benjamin decidiu enviar o documento aos colegas em formato impresso, com utilização de papel reciclado, “por questão de segurança” - na prática, uma forma de evitar vazamentos.

“Reitero a V. Exa. que os autos estão disponíveis, em sua integralidade, em arquivo virtual do Tribunal Superior Eleitoral, com livre acesso aos ministros da Corte, mediante login e senha de acesso restrito. Requeiro, assim, a inclusão do feito em pauta para julgamento, nos termos da legislação”, escreveu Herman Benjamin ao presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes.

Também nesta segunda, Benjamin telefonou para Gilmar com o intuito de comunicá-lo que está finalizando o voto. Fontes que acompanham as investigações dão como certo que o relator se posicionpi a favor da cassação da chapa Dilma/Temer e contra uma “divisão” de responsabilidades, que faria com que ambos fossem julgados separadamente - como quer Temer.

Os depoimentos de delatores da Odebrecht colhidos pelo TSE neste mês deram gravidade à ação, na avaliação de ministros da Corte ouvidos reservadamente pela reportagem. Mesmo assim, nos bastidores, cinco ministros ressaltam que é necessário considerar a estabilidade política do país no julgamento da ação.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo publicada na última quinta-feira (23), Herman Benjamin disse que não aceita que o “argumento poderoso dos fatos seja derrotado por fundamentos que não têm sustentação, exceto no jogo do poder”, “porque isso descaracteriza o Estado de Direito”.

Sessões extraordinárias

Durante a conversa com Benjamin por telefone, Gilmar Mendes informou que, com o processo incluído em pauta, convocará sessões extraordinárias para o julgamento.

Nesta quarta-feira (29), termina o prazo para a manifestação final do Ministério Público Eleitoral - a data do julgamento deverá ser marcada apenas depois de o MPE encaminhar ao TSE suas alegações finais.

Benjamin vinha manifestando nos bastidores o desejo de levar o caso ao plenário antes da saída do ministro Henrique Neves, que deixará a Corte Eleitoral em 16 de abril.

Segundo a reportagem apurou, Gilmar Mendes já tinha uma viagem internacional marcada para Portugal para o próximo mês, mas cogita reorganizar a agenda com a inclusão do processo em pauta.

No último dia (21), Benjamin encerrou a fase de instrução do processo - etapa em que são coletadas as provas e realizados os depoimentos que vão embasar o julgamento.

O dilema gira em torno do processo de licitação para contratação da empresa (agência de publicidade) responsável pela gestão desse tipo de mídia.

Quem pensa que a queda de braço entre o presidente Marcus Vinicius (PSDB) e o ex-presidente Durval Ferreira (PP) acabou, após a eleição da nova Mesa Diretora, está redondamente enganado. Os dois mal se cumprimentam e, nos bastidores, trocam adjetivos nada amigáveis, testemunhados apenas por graduados assessores e vereadores mais próximos. Um dos alvos da disputa seria a divulgação institucional da Câmara Municipal por sites e blogs de notícias, emperrada desde janeiro, quando Vinicius assumiu a cadeira até então ocupada por Durval.

O dilema gira em torno do processo de licitação para contratação da empresa (agência de publicidade) responsável pela gestão desse tipo de mídia. Marcus Vinicius estaria há mais de uma semana aguardando visita de Durval para assinar documentação prorrogando a antiga licitação até maio, fato que permitiria a retomada da divulgação pelo menos nos próximos 60 dias. Durval, por sua vez, estranha o fato de até agora o novo presidente não ter providenciado um novo processo licitatório para evitar a paralisação dos serviços e garante que não há como retomar a antiga licitação.

As alegações mútuas não ocorrem publicamente, mas sim diante e através de aliados e assessores. Como no filme “Fúria de Titâs”, de Louis Leterrier, a plateia assiste à batalha silenciosa de “semi-deuses” boquiaberta, ansiosa por um desfecho final que garanta a regularização da divulgação institucional e o retorno da tão sonhada paz à Casa de Napoleão Laureano.

 

Indagado como via a enquadrada do PMDB ao senador Lira, que no último domingo participou de solenidade com o governador Ricardo Coutinho (PSB), no bairro do Bessa, em João Pessoa / PB), Gervásio disse que prefere não entrar nas discussões internas do partido. 

O presidsente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia Filho (PSB), declarou, na última terça-feira (14), que as portas do PSB estão abertas para os dissidentes do PMDB, em especial o deputado federal, Veneziano Vital do Rego, o senador Raimundo Lira e os representantes da família Mota, em Patos.

Indagado como via a enquadrada do PMDB ao senador Lira, que no último domingo participou de solenidade com o governador Ricardo Coutinho (PSB), no bairro do Bessa, em João Pessoa / PB, Gervásio disse que prefere não entrar nas dicussões internas do partido, mas observou que não vê como a legenda abrigar no mesmo palanque para eleições estaduais de 2018 lideranças do partido com o PSDB de Patos e Campinha Grande, por exemplo, por isso, entende ser natural uma aproximação com os socialistas no pleito.

"Como podemos imaginar Veneziano no palanque do prefeito Romero Rodrigues em Campina Grande. A família Mota no palanque de Dinaldino em patos,. Então, esse é o caminho natural", afirmou.

Apesar das declarações, Gervásio disse que o PSB só irá pensar em política em 2018. "O momento é de administrar, e continuar trabalhando em prol da Paraíba", sustentou. 

A medida faz parte da estratégia do PMDB visando reforçar a tese de lançamento de candidatura própria ao Governo do Estado em 2018, segundo revelou uma fonte do partido.

A Executiva estadual do PMDB se reúne na próxima segunda-feira para tentar acabar com as divergências entre os senadores Raimundo Lira e José Maranhão. A data foi confirmada através de convocação assinada pelo presidente do partido na Paraíba, na tarde desta segunda-feira. Para o mesmo dia, Maranhão anunciou um “pacote” de filiações de várias lideranças políticas, incluindo deputados e prefeitos. A medida faz parte da estratégia do PMDB visando reforçar a tese de lançamento de candidatura própria ao Governo do Estado em 2018, segundo revelou uma fonte do partido.

De olho no comando peemedebista, o ex-governador Roberto Paulino trabalha pela reunificação partidária. Paulino defende a candidatura própria, mas não descarta a renovação da aliança com o PSB, do governador Ricardo Coutinho. Sobre isso, Maranhão não admite nem comentários. “Nossa intenção é manter a aliança que fizemos em 2016. Se o PMDB achar que devemos ter candidato ao Governo do Estado, meu nome está à disposição do partido”, afirmou o senador, assumindo publicamente a intenção de disputar novamente o Palácio da Redenção.

O encontro da próxima segunda-feira pode se transformar num divisor de águas no PMDB. De um lado, Maranhão interessado, agora de forma clara, em concorrer à sucessão estadual. Do outro, o senador Raimundo Lira disposto a tudo em busca de espaço que lhe garanta a disputa pela reeleição. E Lira sabe que só tem chances se levar o partido para uma aliança com Ricardo Coutinho.

Se levarmos em conta os últimos fatos envolvendo os dois parlamentares dentro do PMDB, não é difícil prever quem vencerá essa queda de braço. O problema agora é saber como o perdedor vai encarar a derrota e se continuará no partido.

 

A estimativa do governo federal é que o eixo leste beneficie 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios da PB e PE

Desde que as águas do Rio São Francisco chegaram ao município de Monteiro, muito vem se discutindo a paternidade da obra, mas para o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Vinícius (PSDB), “há muito mais que um pai na maior obra de infraestrutura hídrica do Brasil e um registro importante é a atuação dos ex-ministros Cícero Lucena e Fernando Catão que idealizaram o Eixo Leste”.

A estimativa do governo federal é que o eixo leste, inaugurado nesta sexta-feira (10), beneficie 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios da Paraíba e de Pernambuco, O PRESIDENTE Michel Temer prometeu ainda, em visita ao município de Floresta/PE, que até o fim do ano será inaugurado o Eixo Norte, que está 94,52% concluído e visa complementar o abastecimento da região metropolitana de Fortaleza, no Ceará.

 
“Há que se reconhecer que os governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff foram responsáveis pela execução de boa parte da obra, mas se tratando do Eixo Leste, é importante lembrar que foram os ex-ministros Cícero Lucena e Fernando Catão que criaram esta proposta de dividir a transposição em dois eixos, barateando a obra e permitindo que a água tivesse maior abrangência no território nordestino”, avaliou Marcos Vinícius.
Recentemente em entrevista a um programa de TV local, o ex-senador, e “defensor incansável” da transposição, Marcondes Gadelha, deu declarações que corroboram o registro de Marcos Vinícius. “Eles (Cícero Lucena e Fernando Catão) dividiram o projeto em dois eixos”. E completou: “O projeto original era um eixo só o Eixo Norte, com isso houve uma revolução ao trazer água diretamente para Boqueirão e inclusive por baratear a obra”.

Marcos agradeceu ainda o empenho do governo de Michel Temer para a conclusão do Eixo Leste, o que se deve também, segundo ele, a atuação do vice-presidente do Senado Federal, senador Cássio Cunha Lima (PSDB). 

 
“Temos convicção que a defesa intransigente, das obras de transposição do Rio São Francisco, feita pelo senador Cássio foi um ingrediente decisivo para que as águas do “Velho Chico” chegassem à Paraíba”, concluiu o presidente do Legislativo pessoense.
Pagina 1 de 6
JR Esquadrias