Imprimir esta página
Sábado, 23 Maio 2020 21:18

Traficante que exibiu cabeça de rival em vídeo é encontrado morto em Angra Destaque

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)

As investigações da 166ª DP apontam ainda que o grupo acusado da morte de Fabio foi o mesmo que gravou um vídeo em uma casa também na Sapinhatuba I

Identificado pela Polícia Civil como o homem que aparece em um vídeo segurando a cabeça de um traficante rival em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, José Ewerton Hora da Silva, de 20 anos, foi encontrado morto na madrugada do último dia 19. A suspeita da polícia é de que o jovem, investigado por fazer parte do tráfico de drogas no município, tenha sido assassinado. O corpo foi encontrado com marcas de tiros por policiais militares no bairro Belém, em Angra.

No dia 10 do mês passado, a 166ª DP (Angra dos Reis) concluiu o inquérito que apurou a morte do traficante Fabio Souza da Silva, que teve a cabeça exibida em vídeo que circulou nas redes sociais no ano passado. José Ewerton e outros nove suspeitos de fazerem parte do tráfico em Angra foram indiciados pelo assassinato e tiveram as prisões pedidas à Justiça. Segundo as investigações, o criminoso foi morto em meio à uma guerra entre facções criminosas rivais na comunidade conhecida como Sapinhatuba I.

José Ewerton é o único que aparece no vídeo, exibindo a cabeça do rival. No entanto, a polícia concluiu que ele estava acompanhado de outros nove comparsas que também foram indiciados, como Júnior Gertrudes de Oliveira, conhecido como Juninho corta cabeça e Calebe de Souza Gonçalves.

As investigações da 166ª DP apontam ainda que o grupo acusado da morte de Fabio foi o mesmo que gravou um vídeo em uma casa também na Sapinhatuba I. Na filmagem, eles exibem armas e bebidas alcóolicas. Todos foram indiciados pela Polícia Civil por associação para o tráfico. Eles também foram denunciados pelo Ministério Público estadual e tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Alguns integrantes do grupo já foram presos, como Bernardo Gomes da Silva, capturado pela PM no último dia 20. Três deles ainda continuam foragidos. São eles Juninho corta cabeça, Marcelo Frederico Ferreira Reis e Rafaela Rodrigues da Silva. O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 1 mil por informações sobre o paradeiro de cada um deles. A 166ª DP também é responsável pelo inquérito que apura a morte de José Ewerton.

A delegacia também tem outros inquéritos abertos para apurar vídeos feitos por traficantes de Angra. As investigações são abertas para identificar os criminosos que aparecem nas gravações e ajudam a comprovar a participação deles no tráfico do município.

Fonte: Da  Internet

 

 

Ler 55 vezes