Quinta, 30 Agosto 2018 10:33

Dia do triplo homicídio de policiais foi o mais sangrento em agosto no Ceará Destaque

Escrito por  POSTADO ATUAL
Avalie este item
(0 votos)
Imagem da Internet Imagem da Internet

O balanço completo de crimes cometidos no Ceará durante o mês só será divulgado oficialmente pela SSPDS no início de setembro, apesar do cenário atípico, até o dia 27, o mês de agosto representa o menos violento de 2018, com 278 homicídios

O dia de terror em que três policiais militares foram mortos num bar em Fortaleza, no bairro Vila Manuel Sátiro, foi o mais sangrento no Ceará em agosto. De acordo com dados disponibilizados no site da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram registrados 25 assassinatosna até a última quinta-feira (25), sendo o dia mais sangrento do mês.

Na véspera do triplo assassinato, a quarta-feira (24), o Ceará havia registrado seis homicídios, quatro vezes menos. A marca daquele dia representou 9% de todos os homicídios registrados em agosto, considerando dados até a última segunda-feira (27).

O balanço completo de crimes cometidos no Ceará durante o mês só será divulgado oficialmente pela SSPDS no início de setembro. De quinta-feira até domingo (26), houve 79 homicídios no Ceará. Apesar do cenário atípico, até o dia 27, o mês de agosto representa o menos violento de 2018, com 278 homicídios

Policiais assassinados

                                                                                                                                              Três policiais foram assassinados na tarde desta quinta-feira (23), na Vila Manuel Sátiro, em Fortaleza. Um dos militares estava de folga, os outros dois eram aposentados. O crime aconteceu em um bar, na Rua São Manuel. Segundo a nota emitida pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os criminosos chegaram ao local em um veículo, modelo Voyage, de cor preta, e efetuaram disparos na direção dos policiais, que foram atingidos e morreram.

As vítimas foram identificadas como sargento José Augusto de Lima (58 anos), tenente Antonio Cezar Oliveira Gomes (50) e o subtenente Sanderley Cavalcante Sampaio (46), sendo somente o subtenente do serviço ativo. Pela contagem do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 60 agentes de segurança foram assassinados de 2016 a 2018.

 

Fonte:  Tribuna do Ceará 

 

Ler 23 vezes
JR Esquadrias