Sexta, 05 Maio 2017 15:53

Polícia prende quadrilha acusada de semear terror em assaltos a banco em cinco estados Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Seis homens foram presos nesta sexta-feira (5) suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em assaltos a bancos e carros ­fortes em todo o Nordeste. As prisões realizadas pela Polícia Civil da Paraíba aconteceram nas cidades de Salgueiro e Cabrobó, região do Sertão de Pernambuco, durante a Operação Conceptus. Segundo a polícia, grupo realiza a prática criminosa que é conhecida como “novo cangaço”, quando atuam com muita violência. Os suspeitos agiam nos estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará, Alagoas e Bahia.

De acordo com o delegado Glauber Fontes, foram seis meses de investigação e a operação contou com a participação de 60 policiais civis e militares dos dois estados. “O Grupo Tático Especial (GTE) iniciou as investigações trocando informações com as polícias pernambucanas e conseguiu identificar parte da quadrilha. Os presos são considerados perigosos e agem em várias cidades do Nordeste”, afirmou o delegado.

Ainda conforme Fontes, a modalidade de crime que eles são adeptos é conhecida por “novo cangaço”, onde as abordagens são marcadas por muita violência, e envolvem a exposição de armas de fogo e explosivos, quase sempre espalhando pânico por toda a cidade onde realizam os crimes.

Dentro dos crimes cometidos pela quadrilha está a explosão da agência do Banco do Brasil da cidade de Conceição (PB), ocorrida no mês de agosto do ano passado.

A quadrilha também é suspeita de participação na explosão e roubo de uma carro­forte na cidade de Petrolina (PE) ocorrido há 15 dias e também ao ataque ao posto de atendimento do Bradesco, na cidade de São Sebastião do Umbuzeiro em abril deste ano.

Os presos foram identificados como José Ari Dantas da Silva (Ari), Tony César Lacerda Leite, Osvino Cordeiro Cruz (Vinva), Arnaldo Assis da Silva; Pedro de Alcântara de Sá Filho (Canto), Humberto Lopes Santana Júnior (Júnior Cabeção). Todos foram localizados e presos na cidade de Salgueiro (PE) e estão presos em uma Unidade Prisional da cidade pernambucana, onde aguardam as decisões da Justiça. Os presos vão responder pelos crimes de organização criminosa e roubo majorado.

Por portaldolitoralpb

Ler 56 vezes
JR Esquadrias