Policial (419)

Rômulo Soares destacou que a decisão se deu também diante da grande repercussão e comoção popular decorrentes do fato e lembrou que o corretor de imóveis responde pelos seus atos não só quando do exercício da profissão.

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba suspendeu a inscrição e instaurou na manhã desta segunda-feira, processo administrativo disciplinar ético contra o corretor de imóveis Gustavo Teixeira Correa, preso preventivamente, acusado de assassinar o taxista Paulo Damião dos Santos, fato ocorrido por volta das 17h30 da última sexta-feira, no bairro do Bessa, em João Pessoa.


“O processo, que será concluído num prazo de 90(noventa) dias contados a partir desta segunda-feira, foi instaurado com fundamento na Legislação que regulamenta a nossa profissão e será julgado pela Comissão de Ética e Fiscalização Profissional (Cefisp) e Turma de Julgamento, que ao final - disponibilizado o princípio universal da ampla defesa e do contraditório - decidirá pela aplicação de sanção que pode ir de uma advertência ao cancelamento da inscrição junto ao Creci-PB”, afirmou o presidente Rômulo Soares.
Nesse período, o registro profissional de Gustavo Teixeira Correa permanecerá temporariamente suspenso.


Rômulo Soares destacou que a decisão se deu também diante da grande repercussão e comoção popular decorrentes do fato e lembrou que o corretor de imóveis responde pelos seus atos não só quando do exercício da profissão, mas também fora dele, sobretudo em relação àqueles que denigram a imagem da categoria junto à sociedade, através de condutas que infrinjam a ética e legalidade.

 

Fonte: Internet

Os motoristas denunciaram que ELAS praticavam o roubo depois de solicitar corridas em aplicativos de transporte

Duas travestis foram detidas suspeitas de roubar motoristas na madrugada deste domingo (17), em João Pessoa. Ao Portal Correio, a Polícia Militar informou que elas alegaram que estavam fazendo programas e as vítimas teriam se negado a pagar.

No entanto, de acordo com a PM, os motoristas denunciaram que elas praticavam o roubo depois de solicitar corridas em aplicativos de transporte. Durante a madrugada, após as denúncias, policiais realizaram diligências e conseguiram localizar as suspeitas.

Elas foram conduzidas à Central de Flagrantes da Policia Civil, no bairro do Geisel, onde prestaram depoimento.

Custódia

Após os esclarecimentos, a dupla aguarda a audiência de custódia para saber se vai responder o processo em liberdade ou presa.

De acordo com a Polícia Militar, o taxista fazia uma manobra na rua em frente de um supermercado quando o corretor se irritou com a demora, houve uma discução e o corretor disparou varios tiros na vitima. 

O taxista  Paulo Damião da Silva, 42 anos, foi assassinado no final da tarde desta sexta-feira no bairro do Bessa, em João Pessoa, por causa de uma manobra. O suspeito do crime é um corretor de imóveis. Até as 19h, a Polícia Militar cercava a casa dele para prendê-lo em flagrante.

De acordo com a Polícia Militar, o taxista fazia uma manobra na rua em frente de um supermercado e o corretor se irritou com a demora. Ele teria descido do veículo e atirado cinco vezes contra a vítima.

O taxista foi socorrido por um amigo para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas ele já chegou morto.

Segundo o coronel Lívio Delgado, a Polícia Militar interditou toda a rua e homens do GATE foram acionados para tentar que o suspeito se renda.

Para o presidente da Assembleia, que compôs a mesa da solenidade, a cerimônia foi um momento de celebração democrática da categoria com a sociedade civil

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Adriano Galdino, participou, na noite desta quarta-feira (13), da solenidade de posse dos eleitos para comandar a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), no triênio 2019/2021. O evento ocorreu no Teatro Paulo Pontes, do Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa.

A nova diretoria da OAB-PB é composta pelos advogados: Paulo Maia (presidente reeleito), João de Deus Quirino Filho (vice-presidente), Felipe Mendonça Vicente (secretário-geral), Anna Caroline Lopes Correia Lima (secretária-geral adjunto) e Laryssa Mayara Alves De Almeida (tesoureira).

Para o presidente da Assembleia, que compôs a mesa da solenidade, a cerimônia foi um momento de celebração democrática da categoria com a sociedade civil. “A OAB tem uma história política muito forte no país. É uma instituição que sempre defendeu a democracia. Portanto, estive aqui para prestigiar o presidente Paulo Maia e toda a sua equipe que foi eleita para que a Ordem dos Advogados continue a pregar a liberdade e todos os seus fundamentos, que são os pilares da sociedade brasileira”, pontuou.

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, ressaltou que a ocasião representou a importância da garantia dos direitos e do trabalho para eliminação de injustiças sociais. “É um dia que se celebra a democracia, porque quando nós respeitamos as instituições há uma normalidade democrática e o Brasil vive esse cenário de que é preciso fortalecer determinados aspectos da vida em sociedade, respeitando, tolerando, promovendo a paz e o encontro, e não o confronto. Então, para mim, é uma alegria pessoal, mas também que compartilho com a diretoria, os conselheiros e toda a sociedade paraibana”, afirmou.

De acordo com o deputado estadual Wilson Filho, a entidade dos advogados no Brasil será fundamental para a atuação dos profissionais da categoria na Paraíba.

“Para mim, foi muito importante ter participado deste momento em que nós prestigiamos não apenas a posse do presidente Paulo Maia, mas de toda uma equipe de advogados que venceram as eleições com propostas para ajudar a categoria. Eu acho que os advogados do nosso estado precisam muito de um apoio cada vez maior da OAB e eu tenho certeza que essas pessoas, que iniciam uma nova gestão, estão capacitadas para que isso aconteça”, comemorou.

Já a deputada estadual Camila Toscano destacou a relevância da parceria da Assembleia com a OAB. “Eu sei a importância da advocacia para a justiça social e da defesa dos direitos dos advogados pelo presidente da instituição. Eu tenho um vínculo muito grande com a OAB não só pelo meu trabalho enquanto advogada, mas, como deputada, fizemos a lei que cria o Dia da Mulher Advogada. Eu acredito que todos os Poderes têm que andar de mãos dadas, cada um na sua autonomia e sua independência, mas sempre um do lado do outro”, finalizou.

Além da diretoria, tomaram posse os novos membros do Conselho Seccional; da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-PB); do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da OAB-PB; e da Nova Escola Superior da Advocacia (ESA).

Também participaram da solenidade os deputados estaduais Cabo Gilberto Silva, Doutora Paula e Júnior Araújo; o presidente nacional da OAB, advogado Felipe Santa Cruz; o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos; o diretor do Foro da Justiça Federal na Paraíba (JFPB), juiz federal Bruno Teixeira de Paiva; e autoridades locais.

 

Fonte: Agência ALPB

A droga foi encontrada em meio a um carregamento de melões no interior de um container que seguiria para a Europa (Holanda).

 

A Polícia Federal, em operação conjunta com a Receita Federal, realizou na noite do ultimo dia (13/2), a apreensão de 2,07 toneladas de cocaína, a maior apreensão da droga no Porto de Natal, no Rio Grande do Norte. Ela foi encontrada em meio a um carregamento de melões no interior de um container que seguiria para a Europa (Holanda).  O embarque da carga, distribuída em 1.832 tabletes da droga, aconteceria na manhã desta quinta-feira.

As investigações agora terão prosseguimento com o objetivo de se identificar a autoria desse crime de tráfico internacional de drogas, cuja pena varia de 7 a 25 anos de reclusão.

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal do RN.

 

O ministro disse que um dos objetivos do projeto de lei é tirar das ruas os criminosos reincidentes ou comprovadamente membros de facções criminosas.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu no ultimo dia (14), mais rigor na punição do condenado por crime de homicídio. "A redução da taxa de homicídios passa por adoção de politicas públicas complexas. Muitas delas envolvem medidas puramente executivas, como melhorar as investigações [policiais] e restauração de áreas urbanísticas degradadas. Mas um fator fundamental é, sim, retirar o criminoso homicida de circulação", defendeu Moro ao participar, em Brasília, de evento organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Moro detalhou aos participantes do evento o Projeto de Lei Anticrime que o governo federal encaminhará ao Congresso Nacional, nos próximos dias, propondo mudanças em vários pontos da legislação a fim de endurecer o combate a crimes violentos, como o homicídio e o latrocínio, e também contra a corrupção e as organizações criminosas.

"Para isso [implementação da lei], precisamos ter um tribunal mais efetivo. Um tribunal que não leve dez, 20 anos, para condenar alguém que cometa um homicídio, por exemplo".

Reincidentes

O ministro disse que um dos objetivos do projeto de lei é tirar das ruas os criminosos reincidentes ou comprovadamente membros de facções criminosas.

"Não estamos querendo que o autor de pequenos crimes, mesmo que reincidente, permaneça na prisão. Não se trata de endurecer as penas para os ladrões de maçã ou de chocolate, mesmo que reincidentes. Estamos falando de crimes violentos e de criminosos perigosos", disse o ministro, pouco antes de reconhecer a baixa resolução de crimes.

Moro reafirmou que o pacote de medidas anticrimes deve ser apresentado ao Congresso Nacional já na próxima semana. "Estávamos esperando o reestabelecimento do presidente [Jair Bolsonaro]", que, ontem (13), recebeu alta médica do Hospital Albert Einstein, onde passou 18 dias se reestabelecendo da cirurgia para retirada da bolsa de colostomia.

Quanto ao crime organizado, Moro defendeu que as lideranças das facções, quando presos e condenados, cumpram a pena inicialmente em regime fechado, em isolamento. "A estratégia exitosa em relação à criminalidade organizada passa pelo isolamento de suas lideranças", defendeu.

O ministro voltou a justificar a iniciativa do governo federal de endurecer a lei contra o crime argumentando que a corrupção, o crime organizado e o crime violento são o maior problema do país em termos se segurança pública, já que estão inter-relacionados.

Reunião

Além de Sergio Moro, participam da reunião técnica da Comissão Judicial Nacional de Acompanhamento e Aperfeiçoamento da Legislação Penal e Processual Penal, que tem apoio da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), o presidente da Ajufe, Fernando Mendes, ex-presidentes da entidade e juristas especialistas em direito penal e processo penal. Ao longo do dia, os debatedores analisarão cada trecho do pacote anticrime e devem apresentar sugestões para a proposta.

 

Fonte: Defato/Agencia Brasil

Após o incêndio com morte no alojamento do Flamento desta vez foi no alojamento do Bangu/RJ o fogo começou por problemas no aparelho de ar-condicionado, que gerou faíscas que caíram no colchão

Outro incêndio com jogadores de futebol como vítimas ocorreu na tarde desta segunda-feira no Rio de Janeiro. Três atletas da categoria de base do Bangu descansavam no alojamento da CDA (Comissão de Desportos da Aeronáutica), em Campo dos Afonsos, na zona oeste carioca, quando o local começou a pegar fogo. Eles conseguiram escapar e foram encaminhados para o Hospital da Aeronáutica, que fica a poucos metros de lá.

A assessoria de imprensa do Bangu informou que a situação dos atletas não exige maiores cuidados e que dois deles devem ser liberados ainda nesta segunda-feira. A terceira vítima, por ter inalado bastante fumaça, foi encaminhado para o CTI. Coincidentemente, o aparelho de ar-condicionado produziu faíscas, que caiu no colchão dos garotos. Com isso o incêndio começou.

O incidente com jogadores do Bangu ocorre poucos dias depois de uma tragédia com outro time carioca, o Flamengo. Na sexta-feira, um incêndio no alojamento das categorias de base do clube causou a morte de dez garotos e deixou outros três feridos. Os jogadores de 14 a 17 anos dormiam em um contêiner. A possível causa do incêndio é um curto circuito no aparelho de ar condicionado.

Dos três sobreviventes, apenas Cauan Emanuel recebeu alta do hospital nesta segunda-feira e se recupera em casa. Outro garoto, Francisco Dyogo, continua internado, mas está bem e não corre risco de morrer. O caso de Jonathan Ventura é mais grave. Como ele inalou muita fumaça e teve cerca de 30% do corpo queimado, continua internado em estado grave.

por terra

A ação recebeu o nome de Desmasc, uma referência à palavra desmascarado, já que o suspeito Alysson Honorato de Araujo, 33 anos, sempre usava nome falso para não ser descoberto pela polícia.

Um trabalho da Força Tarefa da Secretaria da Segurança e da Defesa Social da Paraíba (Sesds), realizado pela Polícia Civil, por meio do Grupo de Operações Especiais (GOE) com o apoio do setor de inteligência e Instituto de Polícia Cientifica da Paraíba (IPC), nesta segunda-feira (11), resultou no cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça contra um assaltante procurado nos Estados do Rio Grande do Norte (RN) e Pernambuco (PE).

A ação recebeu o nome de Desmasc, uma referência à palavra desmascarado, já que o suspeito Alysson Honorato de Araujo, 33 anos, sempre usava nome falso para não ser descoberto pela polícia. As investigações, que terminaram com a prisão do suspeito, começaram após o GOE receber informações de policiais da Força Nacional que estão em missão no município de Mossoró (RN). Eles informaram que Alysson podia estar morando na cidade de Rio Tinto, no litoral norte da Paraíba.

Policiais do Grupo de Operações Especiais foram até o local e por meio de imagens comprovaram a informação. Como Alysson foi preso em flagrante na Paraíba em 2015, por ter participado de um furto a agência do Bradesco em João Pessoa, as digitais dele foram confrontadas com as enviadas pelo Rio Grande do Norte, onde ele foi condenado por roubo qualificado. No IPC foi constatado que Alysson era o homem que os policiais procuravam.

O foragido da Justiça do Rio Grande do Norte foi preso no município de Mamanguape, quando caminhava na rua. “Aqui no Estado, Alysson usava o nome falso de Ageu Emanoel Morais Correia, chegou a apresentar aos nossos policiais na hora da abordagem documentos com este nome. Ele estava morando na Paraíba desde 2015 e era dono de um supermercado no município de Baia da Traição. Mesmo respondendo em liberdade pelo crime de furto qualificado a banco, ninguém desconfiava que ele fosse um foragido da Justiça. Alysson é um homem investigado por vários crimes em Pernambuco, por um roubo ao banco Itaú, e em Camaragibe, por latrocínio, roubo seguido de morte. Agora, ele também vai responder na Justiça por uso de documento falso. Nesta terça-feira (12) vamos encaminhar o suspeito para a audiência de custódia na cidade de Mamanguape”, concluiu a delegada do GOE, Karina Torres.

Fonte: Parlamentopb

Crime aconteceu na manhã desta terça-feira, em Mangabeira, a vitima conduzia um carro com placas de Caaporã  que foi atingida por  tiros na cabeça. Suspeitos fugiram

Um jovem morreu e mais duas pessoas ficaram feridas na manhã desta terça-feira (29) em um tiroteio registrado em Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa. A vítima conduzia um carro com placas de Caaporã e foi atingida por tiros na cabeça. O crime foi praticado por dois homens em uma moto. Os suspeitos fugiram.

No automóvel, estavam ainda duas crianças, a mãe do motorista e a companheira dele. Esta última também acabou ferida pelos tiros. Além da mulher, um motociclista que passava pelo local foi baleado. Os dois feridos foram socorridos para o Hospital Ortotrauma do bairro, situado a poucos metros do local do crime.

Já o motorista do carro, e possivelmente principal alvo do atirador, morreu na hora. Até a publicação desta matéria, não havia informações sobre motivações e autoria do crime.

 

Fonte: portal correio

Pagina 1 de 30
JR Esquadrias