Mundo (102)

O corpo do garoto de 2 anos arrastado por um jacaré, na noite da  ultima terça-feira, em um lago na Walt Disney World, foi encontrado na tarde desta quarta-feira. As buscas vinham sendo feitas na região por helicóptero e barcos. Inicialmente a informação foi veiculada pela emissora de TV americana CNN.
 

Melissa Graves, mãe de Lane: corpo encontrado intacto na água.
Melissa Graves, mãe de Lane: corpo encontrado intacto na água. Foto: Reprodução/Facebook/KathyRae Photography


Jeremy Demings, xerife de Orange County, informou que mergulhadores encontraram um corpo intacto na água. Será feito o exame de autópsia, mas não há qualquer motivo que leve a crer que o corpo não seja do menino, cujo nome, até então não divulgado, é Lane Graves, filho de Melissa e do publicitário Matt Graves.



Matt Graves, pai de Lane Graves.
Matt Graves, pai de Lane Graves. Foto: Reprodução/Linkedin


Os pais, católicos, receberam a notícia na companhia de um padre e, apesar de arrasados com a notícia, ficaram aliviados com o fato de a busca não ter se prolongado. 

O xerife também informou que não tem dúvidas de que o menino tenha se afogado após o ataque do animal.

 

 

 

 

Matt com o filho Lane em seu colo: tragédia na Disney.
Matt com o filho Lane em seu colo: tragédia na Disney. Foto: Reprodução

 

 

Lane Graves tinha apenas dois anos: atacado por jacaré na Flórida.
Lane Graves tinha apenas dois anos: atacado por jacaré na Flórida.                                                                                   Foto: Reprodução/Facebook

 

Entenda o caso

 

Na ultima  terça-feira à noite, às 21h16, o menino estava na beira de um lago no Disney's Grand Floridian Resort & Spa perto de Orlando, na Flórida, com o pai, quando foi atacado por um jacaré. Segundo a polícia, o pai tentou desesperadamente salvar o menino, mas não conseguiu. A mãe também entrou na água, mas o animal foi mais rápido que os dois que estariam acompanhados de uma outra criança.

O lago na Disney não tem placas alertando para a presença de jacarés. Há apenas uma sinalização de que é proibido nadar. Em abril, uma outra família foi perseguida por um jacaré no mesmo lago, mas eles não se machucaram.

As buscas continuaram nesta quarta-feira. Durante as buscas quatro jacarés foram encontrados e sacrificados.

 

Buscas atravessaram a quarta-feira em busca de garoto arrastado por jacaré.
Buscas atravessaram a quarta-feira em busca de garoto arrastado por jacaré.

 

A família é de Nebrasca, nos Estados Unidos. Psicólogos ficaram com a família durante a noite para dar apoio.

A Disney decidiu fechar todas as praias artificiais numa medida que chamou de "excesso de cautela". O Grand Floridian é um resort de alto luxo de propriedade da Disney. É um dos três hotéis na linha do monotrilho da Disney, a apenas uma estação do Parque Magic Kingdom.

Mais cedo, o diretor da Florida Fish and Wildlife, agência governamental que cuida do meio ambiente, Nick Wiley, disse que é extremamente raro que pessosa sejam atacadas por jacarés, e que eles trabalham com a Disney para remover os animais.

"Temos jacarés toda a água na Flórida e eles se deslocam, então é difícil saber onde eles estarão", explicou Nick Wiley.

Família também foi perseguida

Uma família de Liverpool, na Inglaterra, afirmou que, há poucas semanas, foi perseguida por um jacaré no mesmo lago da Disney onde um menino de 2 anos foi arrastado por um animal nesta terça-feira à noite.

Carl Davies, de 34 anos, e Karen Davies, de 37, contaram ao jornal “Daily Mirror” que estavam sentados na beira do lago do Disney Polynesian Village Resort, na Flórida, com seus dois filhos pequenos quando o enorme jacaré apareceu. Esse resort fica às margens do mesmo lago que o Disney's Grand Floridian Resort onde o menino sumiu.

 

Carl Davies e sua família: perseguidos no parque
Carl Davies e sua família: perseguidos no parque Foto: Reprodução

 

Eles se preparavam para assistir a queima de fogos do parque Magic Kingdom quando a filha de 8 anos anos ouviu um enorme barulho na água. Momentos depois, eles viram uma enorme forma escura sair do lago na frente deles e uma família canadense que estava ao lado deles gritou: “Jacaré”.

“Ele ficou na nossa frente a uns dez metros de distância. Ele saiu para fora da água e tivemos que correr. Estava escuro como um breu”, disse. Segundo Carl, havia uma placa dizendo para turistas não entrarem no lago, mas nenhum aviso sobre o perigo de jacarés. Eles escaparam sem ferimentos, mas a filha do casal ficou com muito medo de ir à praia no resto das férias. O caso aconteceu em abril deste ano.

 

 

 

Sem preconceito e respeitando o amor do filho por outro homem, dona Quitéria Albuquerque, de 44 anos realizou o sonho de Jeferson e do marido dele.

Ele e o parceiro, Julien, que é francês, queriam ter um filho e Quitéria aceitou fazer uma inseminação artificial.

A mãe/avó recebeu o sêmem de Julien, o companheiro do filho dela.

Deu certo. O bebê chamado “Ezra” – que em hebraico significa “ajuda”  nasceu esta semana no Rio de Janeiro.

A família está radiante!

Jeferson e Julien estão na cidade maravilhosa, mas moram em Paris, onde barriga de aluguel é proibido.

Agora com Ezra no colo eles pretendem voltar a viver na França.

Dona Quitéria, a avó/mãe disse que também vai e junto com avó francesa as duas querem ajudar Jefferson e Julien a cuidar do bebê nos primeiros meses.

Jefferson, Quitéria e Julien dias antes do parto - Foto: reprodução / SBT

Jefferson, Quitéria e Julien dias antes do parto – Foto: reprodução / SBT

Com informações do SBT/UOL

 

VE

 

Veja como o bem vai e volta. Um casal que já tem 3 filhos adotou mais 6, por compaixão e amizade.

Stephanie Culley e Donnie Culley, da Virgínia, nos Estados Unidos, tinham uma amiga, Beth Laitkep, de 39 anos, que estava com câncer terminal.

Beth pediu ao casal para cuidar dos filhos quando ela morresse: “Ela olhou para mim e disse : ’Você pode fazer isso por mim? Você pode fazer isso?’”, contou Stephanie para a rede “CBS”.

Eles atenderam ao apelo, formaram uma nova grande família e acabaram de ter uma grande surpresa.

Ajuda

Claro que ninguém está preparado para receber em casa e criar 6 filhos a mais, do dia para a noite.

Depois que adotou os filhos, a família Culley teve que pedir ajuda: criou no início do mês uma página para arrecadar dinheiro no GoFundMe.

E o bem que eles fizeram voltou rapidamente.

A história dos Culley comoveu tanta gente, que em 2 semanas a campanha arrecadou mais de 57 mil dólares, mais de 205 mil reais, valor que vai ajudar na educação, roupas e alimentação dos novos filhos.

História

Beth era solteira. Ela morreu em maio e deixou seis filhos com idades entre 2 anos e 15 anos.

As duas amigas trabalharam juntas no Wal-Mart e se conheciam desde a adolescência, mas não se viam há muitos anos.

Quando os médicos disseram, no último mês de abril, que não havia mais opções de tratamento, ela pediu para a amiga cuidar da crianças.

“Eu disse a ela que eu os amava, e que eu nunca seria capaz de amá-los como ela, mas eu faria o melhor que pudesse”, disse.

Stephanie disse que o marido, ao saber do pedido, fez uma longa pausa antes de dizer: “Vamos fazer o que temos que fazer”.

Os novos filhos

Os Culley adotaram Will, de 15 anos, Selena, de 14 anos, Jaxon, de 11 anos, Dallas, de 10 anos, Lily, de 5 anos, e Ace, de 2 anos.

Uma das filhas de Beth, Selena, disse que se sente em casa com a nova família. “Tem sido realmente mais fácil do que alguém esperaria porque temos um ao outro e isso só se sente em casa. Ela era uma mãe realmente boa e sei que éramos tudo para ela”, disse Selena para a “CBS”, aos prantos.

Os Culleys têm a custódia temporária dos filhos da amiga, e têm uma audiência no próximo dia 19 de julho para decididr a guarda permanente.

Os Culley com 7 dos 9 filhos - Foto: Reprodução/ Gofundme

Os Culley com 7 dos 9 filhos – Foto: Reprodução/ Gofundme

História se repete

Em julho do ano passado outro caso semelhante.

Antes de morrer, também em decorrência de um câncer no cérebro, Elizabeth Diamond pediu à amiga Laura Ruffino que cuidasse de suas quatro filhas: Lilyan, Ella, Samona e Tara, que têm entre 5 e 12 anos.

Laura e o marido, Rico, que já tinham duas filhas, atenderam ao pedido e, agora, a família tem oito integrantes.

Com informações do Extra e CBS

 

Um veículo que vem sendo chamado de ônibus do futuro está em testes em Qinhuangdao, província de Hebei, China.

A novidade pretende acabar com o tráfego intenso das grandes cidades do país, e tudo de uma maneira bem original.

Hoverbus, que também é denominado como Ônibus de Tráfego Elevado, vai circular em trilhos que passarão pela mesma rua onde os carros se locomovem.

Ele terá capacidade para transportar 1.200 passageiros, e vai passar por cima dos carros.

Bai Zhiming, engenheiro-chefe do projeto, disse que o veículo funcionária de forma parecida ao metrô, mas com um quinto a menos do custo do transporte subterrâneo.

Ele deve estar pronto para circular em apenas um ano.

Pagina 8 de 8

PUBLICIDADE

JR Esquadrias