Quarta, 25 Março 2020 11:19

Bilionários: o que os mais ricos estão fazendo em resposta à pandemia de coronavírus Destaque

Escrito por  Forbes
Avalie este item
(0 votos)
Bill Gates está doando milhões de dólares para ajudar na pesquisa de vacinas e doenças

Sheldon Adelson

O magnata dos cassinos está fechando as propriedades da Las Vegas Sands Corp. na Strip –o Venetian e o Palazzo– até pelo menos 1 de abril. A empresa afirmou em comunicado que não haverá demissões ou licenças e todos os funcionários serão pagos durante o fechamento temporário.

Bernard Arnault

O magnata dos artigos de luxo está convertendo três das fábricas de perfume da LVMH para fabricar desinfetante para as mãos. O produto será distribuído gratuitamente às autoridades francesas e ao maior sistema hospitalar da Europa.

Marc Benioff

O fundador da Salesforce tuitou em 15 de março que a Salesforce e a revista “Time”, de sua propriedade, continuarão pagando trabalhadores por hora, apesar de fechar todos os escritórios.

Gayle Benson

Três dias depois que a estrela do New Orleans Pelicans, Zion Williamson, prometeu pagar 30 dias de salário a todos os funcionários do Smoothie King Center, a proprietária bilionária do Pelicans anunciou em um comunicado em 16 de março que salários dos funcionários do que trabalham apenas dias de jogo serão pagos mesmo com as partidas adiadas. Ela também doou US$ 1 milhão para um fundo que será distribuído aos necessitados por meio da Greater New Orleans Foundation.

Arthur Blank

O proprietário da equipe da NFL Atlanta Falcons e da equipe da MLS Atlanta United recompensará os funcionários por hora no estádio Mercedes-Benz, embora um plano específico não tenha sido anunciado.

Michael Bloomberg

O bilionário da mídia lançou uma iniciativa de US$ 40 milhões para impedir ou retardar a disseminação do Covid-19 em países de baixa e média renda. A Bloomberg Philanthropies tem parceria com a Organização Mundial da Saúde e a organização global de saúde Vital Strategies.

Richard Branson

Os funcionários da companhia aérea Virgin Atlantic, do bilionário britânico, foram convidados em 16 de março a tirar oito semanas de férias não remuneradas devido a uma redução de 80% nos voos. A parlamentar trabalhista Kate Osborne, que foi diagnosticada com coronavírus, chamou a ação de “desgraça absoluta” no Twitter.

Brian Chesk

O CEO do Airbnb anunciou no sábado, 14 de março, que permitirá que os hóspedes em todo o mundo cancelem sem incorrer em taxas até 14 de abril.

Yvon Chouinard

Na sexta-feira, 13 de março, sua fabricante de roupas para ambientes externos, Patagonia, fechou todas as lojas e escritórios, mas disse que continuará pagando seus funcionários.

Mark Cuban

Cuban é dono do Dallas Mavericks, que está oferecendo reembolso total aos funcionários pelas compras de café da manhã ou almoço feitas em estabelecimentos locais independentes na região de Dallas. Cuban confirmou à Forbes que os funcionários da arena do American Airlines Center serão pagos como se a temporada não tivesse sido interrompida.

Michael Dell

O gigante da empresa de tecnologia que leva seu nome doou US$ 284 mil (2 milhões de yuans) para fornecer suprimentos médicos, como máscaras cirúrgicas, para hospitais na China. A Dell também está doando US$ 853 mil (6 milhões de yuans) em serviços de TI para o Center for Disease Control and Prevention, na província de Hubei. A empresa também reservou US$ 3 milhões em fundos e doações em tecnologia para ajudar os esforços de combate à Covid-19 em todo o mundo.
Jack Dorsey
O bilionário do Twitter postou em 18 de março que está “enviando dinheiro para as pessoas” por meio do aplicativo Cash, pedindo aos usuários que respondam com sua “cashtag”.

Bill Gates

O cofundador da Microsoft anunciou em 5 de fevereiro que a Fundação Bill e Melinda Gates doaria US$ 100 milhões para ajudar na detecção, isolamento e tratamento global. Mais da metade será destinada ao desenvolvimento de vacinas, tratamento e diagnóstico.

Dan Gilbert

O Fundo Comunitário Quicken Loans e a fundação da família Gilbert estão doando US$ 1,2 milhão combinados para ajudar nos esforços de combate ao novo coronavírus em Detroit. Gilbert é o proprietário majoritário do Cleveland Cavaliers, da NBA, que anunciou que está “desenvolvendo um plano de compensação para continuar pagando a equipe por hora”.

Ken Griffin

Em 4 de fevereiro, a Citadel, empresa do bilionário, prometeu contribuir com US$ 7,5 milhões para ajudar a província chinesa de Hubei, o epicentro do surto de coronavírus.

Marian Ilitch

O proprietário da Little Caesars Pizza criou um fundo de US$ 1 milhão para cobrir os salários de um mês para a equipe de meio período dos jogos cancelados dos Detroit Red Wings, Detroit Pistons e Detroit Tigers. O fundo também se aplica a funcionários afetados pelo adiamento de shows e outros eventos na Little Caesars Arena e Fox Theatre.

Jeremy Jacobs

O proprietário do Boston Bruins da NHL não anunciou planos de pagar funcionários por hora para a Delaware North, empresa de serviços alimentícios que fornece concessões em mais de 50 arenas esportivas, incluindo TD Garden, que é propriedade do Jacobs e é onde os Bruins jogar. Os Bruins e o Delaware North não responderam ao pedido de comentários da Forbes a tempo de serem publicados.

Jim Justice

O governador bilionário da Virgínia Ocidental cancelou aulas até pelo menos 27 de março e proibiu funcionários do estado de viajar. Ele está satisfeito com a resposta do presidente norte-americano, Donald Trump, à pandemia de Covid-19. “Para aqueles que o criticam, é injusto e eles devem ser chutados”, disse à Forbes.

Ted Leonsis

Proprietário dos Wizards da NBA, dos Capitals da NHL e dos Washington Mystics da WNBA, Leonsis anunciou que pagará todos os 500 funcionários programados para trabalhar na agora fechada Capital One Arena em Washington, DC, até o final de março.

Jack Ma

O cofundador do Alibaba prometeu US$ 14 milhões para ajudar a desenvolver uma vacina contra a Covid-19. Em 13 de março, ele anunciou que também está doando 500 mil kits de teste e 1 milhão de máscaras para os EUA, com a primeira remessa saindo de Xangai em 15 de março.

Elon Musk

Na manhã de sexta-feira, 13 de março, Musk enviou um e-mail aos funcionários da SpaceX dizendo que eles são mais propensos a morrer em um acidente de carro do que por coronavírus, segundo o “Buzzfeed News”. Na semana anterior, ele tuitou que “o pânico com coronavírus é burro”.

Robert Pera

O CEO da Ubiquiti Networks e proprietário dos Memphis Grizzlies pagará todos os funcionários por todos os jogos perdidos durante toda a temporada. Isso não abrange todos os colaboradores da arena, como trabalhadores de concessão, pagos por um fornecedor terceirizado.

J.B. Pritzker

O governador bilionário de Illinois limitou aglomerações a menos de 50 pessoas, fechou escolas e encerrou o serviço de refeições em bares e restaurantes. No entanto, a primária democrata de Illinois ontem (17), no mesmo dia da primeira morte do estado por Covid-19, não foi adiada.

VEJA TAMBÉM: Trump quer enviar cheques de US$ 1.000 a norte-americanos para frear impacto econômico do coronavírus

Antony Ressler

O bilionário de private equity e proprietário majoritário do Atlanta Hawks disse ao “Atlanta Journal-Constitution” que os funcionários da State Farm Arena, onde os Hawks jogam, ainda seriam pagos.

Sheryl Sandberg

A diretora de operações do Facebook fez parceria com outros bilionários da tecnologia –incluindo Scott Cook da Intuit, Aneel Bhusri da Workday e o investidor Reid Hoffman– para levantar um fundo de banco de alimentos de emergência no valor de US$ 7 milhões para a área da baía de São Francisco. Sandberg e seu noivo Tom Bernthal doaram o primeiro US$ 1 milhão.

Herb Simon

O magnata imobiliário e proprietário dos Pacers da NBA está dando auxílio financeiro a trabalhadores de meio período do Bankers Life Fieldhouse, de acordo com Bob Kravitz, do “The Athletic”.

Jerry Reinsdorf

O proprietário do Chicago Bulls da NBA e do Chicago White Sox da MLB está se unindo a Rocky Wirtz, proprietário do Chicago Blackhawks da NHL, para pagar os 1.200 funcionários que trabalham em dias de jogo no United Center durante o restante da temporada originalmente programada.

Masayoshi Son

Em 10 de março, o CEO da SoftBank quebrou um hiato de três anos no Twitter para dizer que estava “preocupado” com o coronavírus. Em um segundo tuíte, ele prometeu doar um milhão de testes gratuitos. Depois que sua proposta foi criticada por sobrecarregar instalações médicas e profissionais de saúde, Son afirmou que havia reconsiderado seu plano. Um porta-voz da SoftBank confirmou ao “Business Insider” que Son havia desistido da ideia. No dia 12 de março, ele tuitou que doaria um milhão de máscaras para asilos e profissionais de saúde.

Donald Trump

O primeiro presidente bilionário dos EUA declarou o coronavírus uma emergência nacional em 13 de março. O governo Trump subestimou repetidamente a gravidade do surto de Covid-19 e demorou a implementar testes para o vírus. Quando perguntado em uma coletiva de imprensa, o presidente Trump se recusou a assumir qualquer responsabilidade pela implantação com falhas.

Joe Tsai

O executivo da Alibaba e proprietário do Brooklyn Nets da NBA tuitou em 14 de março que funcionários horistas no Barclays Center, onde os Nets jogam, serão pagos ao longo de maio como se a temporada estivesse acontecendo.

Eric Yuan

O fundador da Zoom Video Technologies está disponibilizando gratuitamente seu software de videoconferência para uso ilimitado em todas as escolas afetadas na China, Japão, Itália e EUA.

Mark Zuckerberg

A Chan Zuckerberg está trabalhando com a UC San Francisco e a Universidade de Stanford para quadruplicar a capacidade de testes e diagnósticos da Bay Area –incluindo a compra de duas máquinas de diagnóstico aprovadas pelo FDA. Ontem (17), o Facebook anunciou uma doação de US$ 100 milhões para ajudar pequenas empresas afetadas pela pandemia. A gigante de mídia social também se comprometeu a conceder US$ 20 milhões em doações à Fundação das Nações Unidas, Organização Mundial da Saúde (OMS) e Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC)

 

Fonte: FORBES

 

Ler 3 vezes

PUBLICIDADE

JR Esquadrias