Terça, 06 Fevereiro 2018 23:44

Botafogo/RJ dá vexame, leva virada e é eliminado pela Aparecidense Destaque

Escrito por  Postado por redação
Avalie este item
(0 votos)
Gustavo Ramos cabeceia para as redes, aos 39 do segundo tempo, e elimina o Botafogo Gustavo Ramos cabeceia para as redes, aos 39 do segundo tempo, e elimina o Botafogo

Alvinegro sai na frente, mas perde por 2 a 1 e cai logo na primeira fase

O Botafogo protagonizou um grande vexame neste início de temporada. O Alvinegro foi eliminado da primeira fase da Copa do Brasil ao ser derrotado, de virada, pela Aparecidense por 2 a 1, em partida disputada na noite desta terça-feira, no estádio Anibal Toledo. Agora, a equipe goiana vai enfrentar o Cuiabá, que despachou o Aimoré-RS.

 
O resultado foi justo porque o Botafogo foi um time confuso que conseguiu sair na frente do marcador, mas foi superado pela equipe de Goiás, que mostrou muito mais organização do que o mostrado pelo Alvinegro de General Severiano. Rodrigo Pimpão marcou no primeiro tempo para o time carioca, mas a Aparecidense voltou melhor para a etapa final e acabou conseguindo fazer história ao despachar o Botafogo.
 
O jogo
 
Armado com três zagueiros, o Botafogo começou a partida no ataque. E logo aos seis minutos, o Alvinegro carioca marcou o primeiro gol. João Paulo fez lançamento pelo meio, Rodrigo Pimpão ganhou da zaga e encobriu o goleiro Busatto.  O atacante voltou a marcar depois de longo jejum, pois não fazia gol desde agosto do ano passado.
 
Só depois de sofrer o gol é que a Aparecidense passou a se preocupar com o ataque. Aos 15 minutos, Wagner arriscou de fora da área, Jefferson defendeu parcialmente, mas Nonato que apanhou o rebote, estava em posição irregular. Três minutos depois, após rebatida de Igor Rabello, Thiago Ulisses experimentou de longe, mas mandou para fora.
O Botafogo só voltou a incomodar aos 23 minutos em lançamento de Dudu Cearense para Rodrigo Pimpão que investiu pela direita, mas cruzou errado. Logo depois, o goleiro Busatto teve de sair de soco para evitar a penetração de Brenner. A Aparecidense revidou com um chute perigoso de Wagner que encobriu o travessão defendido por Jéfferson.
 
Aos 30 minutos, o time de General Severiano teve a chance de ampliar em cobrança de falta na entrada da área, mas a cobrança de João Paulo encobriu o travessão.
 
O Botafogo criou outra boa chance aos 35 minutos, quando Felipe Costa falhou ao tentar dominar a bola e permitiu que Rodrigo Pimpão investisse pela esquerda. O atacante cruzou para a entrada de Brenner, mas o goleiro Busato saiu bem e aliviou o perigo. Um minutos depois, após jogada na área goiana, Arnaldo bateu, a bola desviou na zaga e sobrou para Pimpão encher o pé e mandar por cima.
 
Aos 42 minutos, Pimpão recebeu na esquerda e fez lançamento perfeito para Luiz Fernando, livre na área, mas o atacante concluiu muito mal.
 
A Aparecidense voltou mais empolgada para o segundo tempo e logo chegou ao empate, logo aos dois minutos. Everton cruzou e o veterano Nonato se aproveitou da indecisão de Marcelo para cabecar sem chances para Jefferson. Animado com o empate, o time goiano partiu para buscar a vaga e quase complicou a vida do time carioca aos oito minutos em chute de Alex Henrique que obrigou o goleiro do Botafogo a defender em dois tempos, quase permitindo a entrada de Nonato.
 
O técnico Felipe Conceição decidiu trocar o ineficiente Brenner por Kieza para tentar sair do cerco imposto pela equipe goiana, mas o Botafogo encontrava muita dificuldade para pressionar. Logo depois, o treinador alvinegro trocou Dudu Cearense por Rodrigo Lindoso para tentar dar mais mobilidade ao time.
 
Só aos 18 minutos é que o Botafogo voltou a ameaçar em cruzamento fechado de Pimpão que quase surpreendeu o goleiro Busatto.
 
O time carioca encontrava cada vez mais dificuldade para organizar jogadas ofensivas e tentava administrar o resultado, uma vez que o empate garantiria a vaga.
 
Aos 37 minutos, Rodrigo Pimpão reclamou acintosamente de uma falta não marcada pelo árbitro e acabou recebendo cartão vermelho. Logo depois, a Aparecidense marcou o segundo gol. Após cruzamento na área, Gustavo Ramos cabeceou sem chances de defesa para Jefferson.
 
Com um jogador a menos e em desvantagem no placar, o Botafogo partiu de forma desesperada para buscar o gol do empate que evitaria a eliminação, mas apesar do esforço de Carli e Igor Rabello que se mandaram para o ataque, a Aparecidense conseguiu segurar o resultado..
 
APARECIDENSE 2 X 1 BOTAFOGO
 
APARECIDENSE
Busatto; Everton, Felipe, Mirita e Helder; Uederson, Wagner, Tiago Ulisses (Cristian) e Alex Henrique (Gustavo Ramos); Aleilson (Kaio Wilker) e Nonato
Técnico: Márcio Azevedo
 
BOTAFOGO
Jefferson; Joel Carli, Marcelo e Igor Rabello; Arnaldo,  Dudu Cearense (Rodrigo Lindoso), João Paulo, Luiz Fernando (Renatinho) e Gilson; Rodrigo Pimpão e Brenner (Kieza)
Técnico: Felipe Conceição
 
Local: Estádio Anibal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO)
Data: 6 de fevereiro de 2018 (Terça-feira)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Cartão Amarelo: Wagner, Kaio Wilker (Apa);Gilson, Luiz Fernando, Arnaldo(Bota)
Cartão Vermelho: Rodrigo Pimpão(Bota)
GOLS: Rodrigo Pimpão, aos 6min do 1ºT; Nonato, 2, Gustavo Ramos, aos 39min do 2ºT
 
Fonte: Mg.superesportes
Ler 12 vezes
JR Esquadrias