Segunda, 29 Abril 2013 13:25

Pivô da NBA vira o primeiro atleta em atividade a se assumir gay nos EUA Destaque

Escrito por  UOL Esporte
Avalie este item
(0 votos)

 

O pivô Jason Collins (foto), que defendeu o Boston Celtics e o Washington Wizards na última temporada, tornou-se o primeiro atleta em atividade em uma grande liga dos Estados Unidos a se assumir gay. Em artigo que sairá na edição de maio da revista Sports Illustrated, o jogador se diz aliviado por poder assumir sua sexualidade e espera superar o preconceito para seguir atuando na NBA.

"Não tive a intenção de ser o primeiro atleta assumidamente gay a jogar em uma grande equipe do esporte norte-americano. Mas, uma vez que eu seja, fico feliz em iniciar esta conversa", disse Collins.  "Ninguém quer viver com medo e sempre tive medo de dizer a coisa errada. Não durmo bem, nunca dormi. Tenho sofrido anos de miséria para viver uma mentira".

Aliviado por falar abertamente sobre sua sexualidade, Collins afirmou ter decidido revelar seu segredo após conversar com um ex-colega de quarto de faculdade, o congressista Joe Kennedy, que participou de uma parada gay em Boston em 2012. 

"Lealdade com minha equipe é a verdadeira razão para não assumir mais cedo. Quando assinei um contrato de agente livre com o Boston, em julho, decidi me comprometer com os Celtics e não deixar que minha vida pessoal se tornasse uma distração. Quando fui negociado com os Wizards, o significado político de fazer isso surgiu. Estava pronto para abrir para a imprensa, mas tive que esperar até a temporada acabar", contou o jogador.

O pivô revelou que adotou a camisa 98 nos Celtics e nos Wizards em uma homenagem à comunidade gay. O número é uma referência a um crime ocorrido em 1998, quando um estudante foi sequestrado, torturado e morto em Wyoming por ser homossexual.

Sem contrato após o término da fase regular, Collins tem a esperança de acertar com alguma equipe da NBA. O jogador afirmou nunca ter se relacionado ou sentido atração por algum companheiro de equipe e ressaltou seu comportamento em 12 temporadas para encerrar questionamentos sobre como será a convivência com os demais atletas a partir de agora.

"Já me perguntaram como outros jogadores responderão ao meu anúncio. A resposta é simples: não tenho ideia. Espero o melhor, mas me preparo para o pior. Acreditem em mim, tenho ido a muitos chuveiros em 12 temporadas. Meu comportamento não era um problema antes e não será agora. Ainda respeito o ditado 'o que acontece no vestiário, fica no vestiário. Ainda sou um modelo de discrição", afirmou Collins.

Collins atua na NBA desde 2001, quando foi selecionado pelo Houston Rockets e trocado imediatamente com os Nets. Defendeu o time de Nova Jersey por sete temporadas, antes de atuar por Memphis Grizzlies, Minnesota Timberwolves, Atlanta Hawks, Boston Celtics e Washington Wizards. Manteve médias de 3,6 pontos e 3,8 rebotes por partida.

Ler 136 vezes
JR Esquadrias