Esportes (346)

Galo de Campina Grande parte para as semifinais da Série D e confirma o acesso para a terceira divisão nacional no próximo ano

Em jogo válido pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro, ocorrido na tarde deste domingo (8), no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, o Galo venceu o time do Caxias na partida de volta, com um placar de 3 a 1, avançando para as semifinais e garantindo vaga na Série C de 2019.

O primeiro gol do jogo, aos 16 minutos do primeiro tempo, foi do time da casa. Júnior Alves, no escanteio, subiu sozinho e abriu o placar. Logo em seguida, aos 33 minutos, Brumati aproveitou a cobrança de escanteio feita por Marcelinho e, de cabeça, empatou o jogo no Estádio Centenário.

O segundo tempo começou bem para o time alvinegro. Carlos Copetti marcou o segundo gol aos dois minutos. Na terra dos pampas e com uma temperatura de aproximadamente 13ºC, o clima esquentou em campo e fora dele.

Depois do time trezeano marcar o terceiro gol, aos 39 minutos do segundo tempo, com contra-ataque feito por Dedé, torcedores e jogadores do Caxias agrediram os jogadores reserva do Treze, que ficaram acuados na entrada do vestiário. Houve ainda invasão de campo e, para evitar situações piores, o árbitro encerrou a partida aos 53 minutos.

Com a vitória trezeana, o time parte para as semifinais da Série D e confirma o acesso para a terceira divisão nacional no próximo ano.

*Com Fernanda Figueiredo, do Jornal Correio da Paraíba

Com este resultado, a seleção europeia irá enfrentar o Brasil nas quartas de final do Mundial da Rússia, o confronto contra a Seleção Brasileira será realizado na proxima sexta-feira, ás 15 horas (de Brasília), em Kazan.

A Bélgica mostrou porque é considerada uma das favoritas na Copa do Mundo e garantiu o passaporte para as quartas de final com um gol no último lance da partida. O time de Roberto Martínez saiu perdendo por 2 a 0, mas buscou a virada e bateu o Japão por 3 a 2 nesta segunda-feira. Jan Vertonghen, Marouane Fellaini e Nacer Chadli fizeram os gols da classificação belga. Genki Haraguchi e Takashi Inui fizeram os tentos da equipe nipônica em Rostov.

Com o resultado, a seleção europeia irá enfrentar o Brasil nas quartas de final do Mundial da Rússia. O confronto contra a Seleção Brasileira será realizado na sexta-feira, ás 15 horas (de Brasília), em Kazan. Já os nipônicos voltam para a casa após quase conseguiram sua primeira classificação na história para as quartas.

O jogo


Japão começou surpreendendo os belgas e pressionou a saída de jogo da equipe de Roberto Martínez, dificultando a troca de passes do seu adversário. A estratégia funcionou e, a um minuto. Kagawa finalizou, entretanto, a bola foi para fora. Mesmo com menos posse de bola, os Samurais Azuis iam para o ataque trabalhando com calma.

A equipe europeia encontrava uma marcação fui forte dos asiáticos, que conseguiam bloquear os chutes, e sua primeira oportunidade foi um arremate de fora da área de Witsel aos 15 minutos. Conforme o tempo passou, os Diabos Vermelhos passaram a conseguir ficar com a bola e pressionaram os seus adversários algumas vezes.

Uma das melhores chances da Bélgica foi aos 25 minutos. Após cruzamento, Lukaku recebeu a bola dentro da pequena área, contudo a marcação conseguiu atrapalhar o atacante do Manchester United e o goleiro Eiji Kawashima ficou com a bola, tirando o perigo.

Logo em seguida, aos 26, Hazard recebeu bola de fora e mandou uma bomba. O arqueiro japonês foi bem no lance e espalmou para a lateral. A resposta nipônica veio aos 30 minutos. Nagatomo fez uma boa jogada pela esquerda e cruzou. Inui cabeceou, mas a bola ficou na mão de Courtois.

Enquanto os belgas chegavam ao ataque e não conseguiram criar tanto perigo na reta final da primeira etapa, o Japão quase abriu o placar aos 44 minutos. Nagatomo cruzou, Osako tentou dominar e a bola foi em direção à meta dos europeus. Courtois foi mal e deixou a bola passar por baixo de sua perna, entretanto se recuperou no lance.

Na volta do intervalo, o time de Akira Nishino foi fatal no contra-ataque. Após roubar bola na entrada da área, Inui toca para Kagawa, que lança nas costas de Vertonghen. O zagueiro belga não consegue fazer o corte e Haraguchi ficou com a bola dentro da área e bateu cruzado.

Os Diabos vermelhos reagiram logo em seguida. Aos quatro minutos, Hazard mandou uma bomba na trave direita da meta japonesa. Contudo, quem voltou a balançar as redes adversárias foi o Japão. Kagawa pegou a sobra de um chute, tirou o marcador e tocou para Inui finalizar no canto esquerdo do goleiro.

A equipe belga ficou atordoada e passou a encontrar dificuldades para chegar ao ataque. Em uma das poucas chances, aos 16, Meunier cruzou da linha de fundo e Lukaku cabeceou muito perto. O terceiro gol japonês quase veio aos 19. Sakai cruzou rasteiro da direita, Courtois tirou com o pé e Osako desperdiça a chance de aumentar.

O time de Roberto Martínez começou a pressionar e marcou o seu primeiro gols aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio, o jogador nipônico tentou afastar, mas o bicão ficou dentro da área e Vertonghen cabeceou tentando colocar a bola no meio, mas ela tomou a direção da meta defendido por Kawashima e entrou encobrindo o goleiro.

O gol do empate saiu aos 28 minutos. Hazard fez um belo cruzamento e Fellaini cabeceou do meio da área. A partida estava em 2 a 2.

Mesmo com o baque sofrido, o Japão não abriu mão da partida. Aos 30, a defesa belga bobeou, Inui fez jogada individual e finalizou bloqueado. Dois minutos depois, Sakai cruzou, Kompany tirou e Kagawa chutou para fora na sobra. Já aos 38, Honda recebeu passe em profundidade, mas arrematou errado.

Se Eiji Kawashima foi mal no lance do primeiro gol belga, ele brilhou aos 40 minutos.Primeiro Chadli cabeceou a queima roupa e o goleiro defendeu. Em seguida, Lukaku cabeceou e o arqueiro japonês voltou a aparecer. Já aos 42, ele defendeu um bom chute de Vertonghen.

Aos 45 minutos, quase veio o gol do triunfo do time de Akira Nishino. Depois de cruzamento, Witsel fez o corte e quase mandou contra sua própria meta. Já aos 48, Honda bateu falta com perigo, mas Courtois defendeu.

O gol da vitória veio em contra-ataque fatal. De Bruyne arrancou da entrada da área do campo defensivo, passou para Lukaku, que deixou Chadli com o gol aberto apenas precisando empurrar.

FICHA TÉCNICA

BÉLGICA 3 X 2 JAPÃO

Local: Arena Rostov, em Rostov (Rússia)

Data: 2 de julho de 2018 (segunda-feira)

Horário: 15h (de Brasília)

Árbitro: Malang Diedhiou (Senegal)

Assistentes: Djibril Camara (Senegal) e El Hadji Samba (Senegal)

Público: 41.466

Cartões amarelos: (Bélgica) Gaku Shibasaki (Japão)

Cartão vermelho: não teve

GOLS: BÉLGICA: Jan Vertonghen, aos 25, Marouane Fellaini, aos 28, e Nacer Chadli, aos 49 do segundo tempo JAPÃO: Genki Haraguchi, aos dois, e Takashi Inui, aos seis da segunda etapa

BÉLGICA: Thibaut Courtois; Toby Alderweireld, Vincent Kompany e Jan Vertonghen; Thomas Meunier, Kevin de Bruyne, Alex Witsel e Yannick Ferreira-Carrasco (Nacer Chadli); Dries Mertens (Marouane Fellaini), Eden Hazard e Romelu Lukaku

Técnico: Roberto Martínez

JAPÃO: Eiji Kawashima; Hiroki Sakai, Maya Yoshida, Gen Shoji e Yuto Nagatomo; Takashi Inui, Gaku Shibasaki (Hotaru Yamaguchi), Genki Haraguchi (Keisuke Honda) e Makoto Hasebe; Shinji Kagawa e Yuya Osako

Técnico: Akira Nishino

 

 

Fonte: Df.superesportes

Foi a partida mais dura da seleção brasileira até agora, onde México não esperou o Brasil; começou o jogo pressionando, marcando o Brasil na frente e dificultando a saída de bola.
A seleção brasileira encontrou um adversário difícil e ousado, mas venceu o México por 2 a 0 e avançou às quartas de final da Copa do Mundo. Neymar abriu o placar e Firmino, já nos minutos finais, garantiu a classificação. O Brasil espera o vencedor de Bélgica e Japão, que se enfrentam ainda hoje, em Rostov.

Foi a partida mais dura da seleção brasileira até agora. O México não esperou o Brasil; começou o jogo pressionando, marcando o Brasil na frente e dificultando a saída de bola. O sistema defensivo brasileiro, no entanto, fez uma partida segura e, apesar dos 30 minutos iniciais de pressão, a bola quase não chegou ao goleiro Alisson.

A partida marcou ainda o despertar de Willian. O meio campista fazia uma Copa apagada até o final do primeiro tempo de hoje. Na segunda etapa, finalmente fez o que se esperava dele. Com jogadas em velocidade pela direita e cortando para o meio, Willian abriu a defesa mexicana e participou do primeiro gol, dando a assistência para Neymar abrir o placar.

O jogo

O começo do jogo mostrou um México mais ofensivo, mais presente na área brasileira. O time mexicano marcava a saída de bola do Brasil na origem, dificultando o trabalho dos armadores das jogadas da seleção brasileira. O time do técnico Juan Carlos Osorio começou a partida mais ofensivo e perigoso; e o Brasil perdia a bola com facilidade. O México cercava a área brasileira mas o goleiro Alisson trabalhou pouco. Os chutes e jogadas próximas ao gol eram neutralizados pela defesa brasileira.

Aos 24 minutos, o Brasil finalmente entrou na área com perigo. Neymar entrou na área pelo lado esquerdo e tentou cruzar para o meio, mas Ochoa afastou parcialmente. O Brasil tentou outra finalização em sequência, com Philippe Coutinho, mas a bola subiu demais.

Após esse ataque, o Brasil voltou à área mexicana com Coutinho e Gabriel Jesus. Os dois tabelaram, Gabriel Jesus bateu para o gol, mas Ochoa espalmou. A partir dos 30 minutos, a seleção brasileira ficou mais solta no jogo, mas o México estava bem armado na defesa e continuava controlando a partida.

Segundo tempo começa com gol

O Brasil começou o segundo tempo mais perigoso. Aos dois minutos, Coutinho tabelou com Neymar e bateu forte para o gol; Ochoa defendeu. Aos cinco, o Brasil chega ao gol, com Neymar. Ele começou a jogada na entrada da área, deu um toque de calcanhar para Willian, que entrou pela esquerda e cruzou rasteiro. Neymar se jogou e empurrou a bola para o fundo do gol.

O Brasil quase ampliou aos 13 minutos, com Paulinho. O volante recebeu na entrada da área e bateu para o gol, mas Ochoa espalmou. Depois do gol, o Brasil melhorou no jogo, se soltando mais com Neymar e, principalmente, com Willian. O camisa 19 do Brasil começava a se soltar no jogo.

Mesmo melhor do que no primeiro tempo e na frente do placar, o jogo era difícil para o Brasil. Por várias vezes a defesa não conseguia sair jogando e precisava afastar com chutões. O México avançava e o Brasil, recuado, esperava a oportunidade para os contra-ataques. E aos 42 minutos, o Brasil teve a oportunidade que queria. Em contra-ataque rápido, Neymar invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro para Firmino, que havia acabado de entrar. O atacante só precisou escorar para o fundo das redes e fazer a torcida respirar aliviada.

O México volta para casa como sempre: nas oitavas de final. É a sétima vez seguida que o time mexicano é eliminado nesta fase. Em 2018, chocou o mundo ao vencer a Alemanha na partida de estreia.

 

Fonte: Jornaldeluzilandia

Meia-atacante já foi especulado em diversos clubes do futebol europeu e a equipe da capital italiana seria mais uma interessada em seu futebol

Segundo o diário italiano "La Gazzetta dello Sport", a Lazio é mais uma interessada em contratar Lucas Paquetá, destaque do Flamengo. De acordo com a publicação, o time italiano estaria preparando uma boa oferta para levar o camisa 11 da Gávea.

Ao que tudo indica, o Liverpool, da Inglaterra, é o favorito a ficar com o jogador e estaria disposto a pagar a multa rescisória, de cera de R$ 217 milhões. O Flamengo já está com uma conversa agendada para prorrogar o vínculo de Paquetá até 2022 e aumentar esse multa para algo que gire em torno de R$ 350 milhões. Assim, o Flamengo pode ficar mais tranquilo em relação ao jogador.

- A situação do Paquetá é assim. Ele tem uma multa estipulada, se um clube chegar a pagar e multa não há negociação. A multa existe justamente para proteger o clube desse tipo de situação. Se algum clube chegar e pagar a multa, leva o jogador. Caso contrário, vai ter que fazer uma proposta e trabalhar muita coisa nessa proposta. Acho pouco provável que Paquetá venha ser negociado por algum valor inferior a multa contratual. Gostamos muito do jogador e acreditamos que ele tem muito para dar ao Flamengo ainda. Então, a gente espera que ele fique com a gente por bastante tempo ainda - afirmou Ricardo Lomba, vice de futebol do Flamengo, ao site " Torcedores.com". 

O Valencia, da Espanha, tem a preferência de compra pelo jogador, desde que cubra qualquer oferta. Contudo, com os valores alcançados em contrato, dificilmente seu destino será a equipe espanhola, ex-clube do goleiro Diego Alves.

 

Fonte: portal lance

 

De Neymar a Fernando Karanga: o ano dos brasileiros no Velho Continente

 O terceiro título consecutivo do Real Madrid na Liga dos Campeões encerrou a temporada europeia no último sábado do mês de março. Mais uma vez, a conquista do clube espanhol contou com participação importante dos brasileiros Marcelo e Casemiro. Porém, não foram somente os dois jogadores que representaram o futebol tupiniquim no Velho Continente.
 
 
Com o fim dos jogos de todas as competições europeias, o Correio volta a elencar os 50 melhores brasileiros da temporada no continente. A avaliação considera a qualidade das atuações, as estatísticas, a qualidade do campeonato nacional e a participação do jogador nas competições europeias e copas nacionais.
 
Praxe nos últimos anos, diversos países da Europa assistiram o protagonismo brasileiro nos mais diversos campeonatos nacionais. A lista vai desde nomes conhecidos como Neymar, Firmino e Phillipe Coutinho, até os menos badalados como Fernando Karanga, Andreas Pereira e Willian José. O que eles têm em comum é o destaque alcançado longe do país natal.
 
A lista não contempla os brasileiros que jogam por outras seleções, como é o caso de Thiago Alcântara, Pepe, Thiago Motta e Diego Costa, por exemplo.

Os 50 melhores brasileiros na temporada europeia:

50 - Raffael (Borussia Mönchengladbach)
Os dez gols em 29 jogos pelo Borussia Mönchengladbach garantem a Raffael um lugar entre os 50 melhores brasileiros na Europa. Desconhecido no Brasil - atuou no país apenas pela Juventus-SP -, o jogador tem status de ídolo no clube alemão.
 
49 - Rafael (Lyon)
AFP/JEAN-PHILIPPE KSIAZEK
Há três temporadas no Lyon, Rafael teve mais um ano bastante regular com a camisa do clube francês. Ao todo, entrou em campo em 31 oportunidades.
 
40 - Vagner Love (Besiktas)
Após se destacar no Alanyaspor no primeiro semestre da temporada marcando 11 gols, Love migrou para o Besiktas. Porém, o sucesso não se repetiu e o artilheiro do amor balançou as redes somente quatro vezes perdendo espaço no elenco.
 
47 - Marcelo (Lyon)
Contratado pelo Lyon por 25 milhões de euros no início da temporada, Marcelo rapidamente se tornou o xerife da equipe. Com ele como titular, o recorde histórico do clube foi batido: 672 minutos consecutivos que o sistema defensivo passou sem sofrer gols.
 
46 - Gabriel Pires (Leganés)
Aos 24 anos, é considerado um ídolo da torcida do Leganés. Sob sua batuta, o modesto clube espanhol escapou sem dificuldades do rebaixamento e surpreendeu chegar nas semifinais da Copa do Rei, eliminando o todo-poderoso Real Madrid. O gol da histórica classificação foi de Gabriel. 
 
45 - Jorge (Mônaco)
Com a boa temporada com a camisa do Mônaco, o lateral-esquerdo figurou em lista onde o jornal britânico The Guardian escolheu os 10 jovens jogadores que se destacaram na temporada 2017/2018. 
 
44 - Raul Silva (Braga)
O zagueiro de 28 anos se destacou de forma bastante positiva atuando pelo Braga no Campeonato Português. Conseguiu uma vaga na próxima Liga Europa ao terminar a temporada em quarto lugar. 
 
43 - Luiz Adriano (Spartak Moscou)
O atacante de 31 anos fez uma temporada bastante consistente no Leste Europeu. Com a camisa do Spartak Moscou, realizou 38 jogos, balançando as redes em 15 oportunidades. O jogador ainda deu oito assistências. 
 
42 - Jemerson (Mônaco)
Na atual temporada, o zagueiro de 25 anos entrou em campo 44 vezes vestindo a camisa do Mônaco, desta forma, conseguiu ultrapassar a marca de 100 jogos no clube francês. 
 
41 - Gabriel Paulista (Valencia)
Após entrar em campo poucas vezes pelo Arsenal, o zagueiro trocou de ares e se destacou no Valencia. Foram 37 partidas disputadas na temporada 2017/2018 pelo clube espanhol.
 
40 - Fernando Karanga (CSKA Sofia)
Divulgação CSKA de Sófia
Com passagens por clubes como Paraná e Boa Esporte no Brasil, Karanga obteve bastante destaque jogando na Bulgária. Os 25 gols em 29 jogos pelo CSKA Sofia garantiram a ele a 18ª posição na artilharia de todas as ligas do continente europeu em 2017/2018. 
 
39 - Vitinho (CSKA Moscou)
Sempre colocado como alvo de clubes brasileiros, o atacante segue firme no CSKA. Em 2017/2018, entrou em campo 46 vezes e colocou a bola na rede em 12 oportunidades
 
38 - Andreas Pereira (Valencia)
Após mais um empréstimo para o futebol espanhol, o meia de 22 anos retorno ao Manchester United em busca de mais oportunidades.
 
37 - Alex Telles (Porto)
Em mais uma temporada onde foi titular absoluto do Porto, Telles passou a chamar a atenção de times do futebol inglês, segundo a imprensa portuguesa. Em 2017/2018, o brasileiro entrou em campo 45 vezes e deu 20 passes decisivos para gols.
 
36 - Felipe Anderson (Lazio)
Teve uma temporada marcada por momentos diversos. Em fevereiro, chegou a ser afastado do elenco após se desentender com o técnico Simone Inzaghi. Ao todo, jogou em 32 partidas, marcando oito gols e dando dez assistências.
 
35 - Taison (Shakhtar Donetsk)
AFP/SERGEI SUPINSKY
Considerado por muitos como a surpresa na lista de convocados para a Copa do Mundo, o brasileiro teve mais uma temporada regular no Shaktar Donetsk. Ao todo, foram sete gols marcados em 36 partidas disputadas. Se destacou também nas assistências, com oito.
 
34 - Allan (Napoli)
O volante do Napoli foi um dos jogadores brasileiros que mais atuou na temporada. Ao todo, entrou em campo representando o time italiano em 50 oportunidades. Recentemente, renovou o contrato com o clube até 2023.
 
33 - Rafinha (Internazionale)
A curta passagem de seis meses do jogador pela Internazionale foi bastante intensa. Apenas 18 jogos e quatro gols foram suficientes para cair nas graças da torcida. Emprestado ao clube italiano pelo Barcelona, o jogador já manifestou o desejo de permanecer em Milão.
 
32 - Lucas Leiva (Lazio)
Depois de 10 temporadas no Liverpool, Leiva mudou de ares e fechou com a Lazio. Pelo clube italiano, o volante entrou em campo 50 vezes na temporada 2017/2018. 
 
31 - Fred (Shakhtar Donetsk)
Garantido entre os 23 de Tite para a Copa, Fred se valorizou na temporada e acabou assinando com o Manchester United por cinco anos em uma transação de 55 milhões de euros. Pelo Shaktar, foram 37 partidas disputadas na temporada 2017/2018, com quatro gols e sete assistências.
 
30 - Felipe (Porto)
O zagueiro conseguiu se firmar no time titular do Porto e disputou 44 partidas oficiais nesta temporada. Aos 28 anos, o zagueiro considera estar passando pelo melhor momento da carreira profissional.
 
29 - Naldo (Schalke 04)
Após uma boa temporada com o Schalke 04, o zagueiro brasileiro foi eleito o melhor jogador de linha da edição 2017/18 da Bundesliga após eleição realizada com os 248 atletas que fazem parte da primeira divisão alemã.
 
28 - Giuliano (Zenit)
Mais uma vez, Giuliano se destacou com a camisa do Zenit. Pelo clube russo, foram 38 apresentações e 15 gols. Vivia a expectativa de jogar a Copa no país de seu clube, mas acabou fora dos 23 escolhidos por Tite.
 
27 - Luiz Gustavo (Olympique de Marseille)
Provavelmente foi o brasileiro que mais entrou em campo na temporada europeia: 57 vezes. Com menos de uma temporada no clube, o jogador caiu nas graças da torcida sempre presenteado bandeirão e mosaico.
 
26 - Richarlison (Watford)
AFP/Lindsey Parnaby
Sensação do primeiro semestre na Inglaterra, Richarlison se destacou jogando no modesto Watford, despertando o interesse de gigantes como Arsenal, Chelsea e Tottenham.
 
25 - Anderson Talisca (Besiktas)
Com a camisa do Besiktas, Talista fez 20 gols em 47 partidas na temporada. Mesmo com o bom desempenho, o clube turco não exerceu a opção de compra do atacante, que pertence ao Benfica. Liverpool, Juventus e Manchester United foram colocados como destino do jogador.
 
24 - Willian José (Real Sociedad)
O atacante manteve uma boa média de gols na temporada 2017/2018: em 40 jogos, foram 20 gols anotados pelo Real Sociedad. Foi convocado pela primeira vez pela seleção em março.
 
23 - Danilo (Manchester City)
Contratado pelo Manchester City por 30 milhões de euros no início da temporada, o lateral foi titular na campanha do título inglês. Com a lesão de Daniel Alves, viu a titularidade da lateral-direita na Copa do Mundo cair em seu colo.
 
22 - Alex Sandro (Juventus)
Na atual temporada, o lateral jogou em 39 oportunidades e deu seis assistências, número inferiores aos da última época. Chegou a ser convocado para alguns amistosos da Seleção Brasileira, mas acabou fora da lista dos 23 que vão à Rússia.
 
21 - Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Campeão da Liga Europa com o Atlético de Madrid, Filipe Luís é mais um atleta que atua no futebol europeu a ser convocado por Tite para a Copa do Mundo. Com o desempenho no ano, jornais do continente citaram um possível interesse da Juventus no futebol do brasileiro.
 
20 - Daniel Alves (Paris Saint-Germain)
Daniel Alves mostrou mais uma vez ser um dos melhores laterais-direitos do mundo. Com a camisa do Paris, se tornou o jogador mais vitorioso da história, ao conquistar o 38º título da carreira. Uma entorse no joelho direito acabou tirando o lateral-direito da Copa do Mundo. 
 
19 - Éderson (Manchester City)
Após se destacar no Benfica, Éderson foi contratado pelo Manchester City por 40 milhões de euros e foi titular na campanha do título inglês dos comandados de Guardiola. Convocado para a Copa, o arqueiro entrou em campo na temporada europeia 45 vezes e não foi vazado em 21 delas. 
 
18 - David Neres (Ajax)
Em alta, Neres chegou a ser escolhido o melhor jogador do primeiro turno do Campeonato Holandês. Em maio, o brasileiro despertou o interesse do Borussia Dortmund, que ofereceu 30 milhões de euros, mas a proposta foi recusada pelo Ajax.
 
17 - Jonas (Benfica)
AFP/CARLOS COSTA
Maior artilheiro das ligas europeias na temporada 2017/2018 ao lado de Messi com 34 gols marcados no Campeonato Português, Jonas se consolidou ainda mais como ídolo da torcida do Benfica. Ao todo, foram 37 tentos anotados em 41 partidas disputadas.
 
16 - Thiago Silva (Paris Saint-Germain)
Titular absoluto e capitão do Paris Saint-Germain, o zagueiro esteve presente na imponente temporada em âmbito local, mas fracassou na tentativa de conquistar a Liga dos Campeões. Estará presente no Mundial da Rússia e deve ser um dos titulares de Tite no setor. 
 
15 - Miranda (Internazionale)
Na atual temporada, Miranda ultrapassou a marca de 100 jogos com a camisa da Internazionale de Milão. Foi nome importante no time na temporada que recolocou o clube italiano na Liga dos Campeões depois de seis temporadas ausente. 
 
14 - Fabinho (Mônaco)
Após boa temporada com a camisa do Mônaco, onde disputou 45 jogos com oito gols e cinco assistências, o lateral-esquerdo se transferiu para o Liverpool, que pagou 50 milhões de euros pela sua contratação.
 
13 - Marquinhos (Paris Saint-Germain)
Zagueiro da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, Marquinhos fez mais uma temporada em alto nível com a camisa do Paris Saint-Germain. Titular do clube francês ao lado do compatriota Thiago Silva, levantou três taças nacionais. 
 
12 - Neto (Valência)
Contratado pelo Valência no início da temporada, o arqueiro disputou 33 jogos com a camisa do time espanhol e não foi vazado em 10 deles. Chegou a ser cotado para uma das vagas na Seleção Brasileira, mas acabou perdendo a concorrência com Cássio e ficou de fora da lista final do Mundial.
 
11 - Paulinho (Barcelona)
Após deixar o futebol chinês e chegar sob desconfiança no Barcelona, o volante brasileiro mostrou grande capacidade e rapidamente se tornou titular do clube catalão. Na atual temporada, Paulinho disputou 49 jogos e balançou as redes nove vezes. 
 
10 - Douglas Costa (Juventus)
AFP/JAVIER SORIANO
Após deixar o Bayern de Munique em baixa, o atacante recuperou o bom futebol e se tornou um pilares da Juventus, onde foi campeão do Campeonato Italiano e da Copa da Itália. Em 2017/2018, foram 47 partidas, com seis gols marcados e 14 assistências. Também foi convocado por Tite para o Mundial.
 
9 - Malcom (Bordeaux)
Foi um dos principais destaques do Bordeaux na Liga Francesa. Jogou 38 vezes na temporada 2017/2018, marcando 12 gols e dando oito passes para os companheiros balançarem as redes. A Inter de Milão estaria interessada em seu futebol.
 
8 - Willian (Chelsea)
Na mira do Manchester United, Willian fez 59 jogos e marcou 13 gols pelo Chelsea. Um deles, inclusive, foi escolhido pelo próprio clube como o mais bonito da equipe na temporada. Também foi eleito o jogador do ano do clube inglês pelos companheiros de time. Defenderá a Seleção Brasileira no Mundial da Rússia.
 
7 - Gabriel Jesus (Manchester City)
Um dos pupilos de Guardiola no Manchester City, o atacante foi campeão inglês na atual temporada. Ao todo, foram 17 gols e 5 assistência com a camisa 33 dos Cityzens e vaga garantida na Copa do Mundo da Rússia. 
 
6 - Coutinho (Barcelona)
AFP/Josep Lago
Contratado pelo Barcelona junto ao Liverpool no meio da temporada europeia por 130 milhões de euros, Coutinho obteve alto rendimento. Pelos ingleses, foram 12 gols e oito assistências em 20 jogos. No clube espanhol, o brasileiro entrou em campo 22 vezes com 10 gols e seis passes decisivos.
 
5 - Casemiro (Real Madrid)
O volante brasileiro manteve o alto nível apresentado na temporada passada, se firmando ainda mais como incontestável no elenco galático do Real Madrid. Termina a temporada com mais uma Liga dos Campeões na carreira e será titular de Tite na Copa do Mundo.
 
4 - Alisson (Roma)
Titular do gol da Roma nas principais competições do ano, o goleiro foi nome importante do time italiano na temporada. Entrou em campo em 49 oportunidades e saiu sem ser vazado em 22 delas. Agora, defenderá a meta da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia.
 
3 - Neymar (Paris Saint-Germain)
Mesmo ausente no fim da temporada por lesão no quinto metatarso do pé direito, Neymar abre o top 3 dos 50 melhores do ano europeu. E os números explicam: em 30 jogos disputados pelo Paris Saint-Germain, foram 28 gols e 17 assistências. 
 
2 - Marcelo (Real Madrid)
Pela terceira vez seguida, Marcelo fechou a temporada com um título de Liga dos Campeões pelo Real Madrid, se consolidando como um dos jogadores mais importantes do elenco merengue. Em 2017/2018, o camisa 12 fez 5 gols e  assistiu os companheiros em 11 oportunidades.
 
1 - Firmino (Liverpool)
Com 27 gols e 17 assistências na atual temporada, Roberto Firmino foi, ao lado de Salah e Mané, protagonista da campanha que culminou com o vice-campeonato da Liga dos Campeões com a camisa do Liverpool. A boa temporada renderam ao atacante uma vaga na Copa do Mundo e o primeiro lugar da lista.
 
 
FONTE: superesportes 
 

José Aldo ficou 10 anos invicto e teve sua invencibilidade retirada pelo citado. Agora, campeão interino, é uma questão de tempo para uma revanche pela unificação ou luta pelo título linear.

Na noite do ultimo sábado José Aldo Júnior enfrentou o ex-campeão peso leve Frankie Edgar no card principal do Ultimate Fighting Championship.

No duelo valendo o cinturão interino  peso-pena devido a inatividade do campeão linear Conor MCGregor que dedicou-se a lutas na divisão dos leves, vimos uma luta muito dura, parelha e técnica com José Aldo mostrando uma grande inteligência tática e ouvindo seu córner, com Marlon Sandro e Dedé Pederneiras gritando e o guiando como nunca antes.
 

Aldo aparentemente reconquistou sua confiança e evitava chutar com o receio de ser derrubado e fugir de sua tática. Usando muito bem dos golpes retos, magoou Edgar com combinações de jab e direto e contragolpeava com cruzados, ora aplicando também joelhadas que chegaram a balançar o adversário no segundo e terceiro assalto.

 

Com domínio do octógono e fazendo com que Edgar não o encontrasse em seu território de maneira simples, aparentou um ótimo preparo físico para cinco rounds de grande movimentação, conquistando de maneira unânime a vitória na visão dos três árbitros laterais.

“Eu estou muito feliz. Eu estou aqui pelo meu técnico, eu amo o meu técnico, eu luto por ele.”, iniciou Aldo arriscando o inglês. “O Frankie é um grande adversário, tem um wrestling muito bom. Eu só tenho um objetivo, ganhar o cinturão (linear) novamente e vencer aquele merda (Conor McGregor). Ele não vai ter a mesma sorte da última vez “, disse José Aldo no octógono enquanto gesticulava olhando para onde McGregor se encontrava sentado na arquibancada.

José Aldo ficou 10 anos invicto e teve sua invencibilidade retirada pelo citado. Agora, campeão interino, é uma questão de tempo para uma revanche pela unificação ou luta pelo título linear.

 

Foto: Reprodução/mmaspace

Aaron seguirá para a Rússia no dia 18 de junho e entrará de mãos dadas com um dos craques da seleção brasileira na segunda partida contra a Costa Rica, no dia 22 de junho, em São Petersburgo.

O paraibano Aaron Nycollas, de 6 anos, morador do Valentina, em João Pessoa, foi o único nordestino entre os sorteados da Promoção “Prepara a Emoção”, do McDonald’s, que levará 11 crianças para a Rússia. Aaron seguirá para a Rússia no dia 18 de junho e entrará de mãos dadas com um dos craques da seleção brasileira na segunda partida contra a Costa Rica, no dia 22 de junho, em São Petersburgo. Torcedor do São Paulo, o paraibano é goleiro e concorreu com mais de 100 mil inscritos. O sorteio foi realizado pela Loteria Federal.

A mãe de Aaron, Marília – que irá acompanhando o filho nessa viagem -, disse que jamais imaginaria que fosse sorteado nesta promoção e que foi uma grande surpresa. “Pensei até que fosse um trote, mas meu marido conferiu tudo e estavam lá as informações. Depois, foi só encaminhar os documentos solicitados e agora esperar o dia da viagem”.

Sobre a ida para a Rússia, Marília afirmou que, após a adrenalina da notícia nos primeiros dias, está um pouco mais tranquila. Ela disse que nunca viajou de avião, por medo, mas está se acostumando também com a perspectiva de seguir para a Rússia, um país que jamais sonharia em conhecer.

Sobre a expectativa de Aaron, a mãe disse que ele está muito empolgado com a oportunidade de entrar em campo com a seleção brasileira, realmente um privilégio de poucos, quanto mais em uma competição que é a maior do futebol mundial. Se tiver que escolher o jogador, óbvio, será o goleiro Alísson.

Patrocinador oficial da Copa do Mundo da FIFA™ Rússia 2018, o McDonald’s é responsável pela ‘escalação’ das crianças desde 2002. De lá para cá, milhares de garotas e garotos já viveram essa experiência.

Escrito por Fábio Cardoso

 

Com o afastamento de Amadeu, quem deve comandar a FPF enquanto as investigações estiverem em andamento é o mineiro Flávio Boson Gambogi, que faz parte da 5º Comissão Disciplinar do STJD.

A Comissão de Ética da CBF determinou o afastamento temporário do presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, que é um dos alvos da operação policial que investiga um esquema de corrupção no futebol do Estado. A decisão foi tomada na última sexta-feira, mas divulgada apenas na noite deste domingo, com exclusidade, pelo Fantástico. Nesta segunda-feira, a CBF vai confirmar o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Flávio Boson Gambogi, como condutor das atividades da Federação Paraibana até a conclusão das investigações.

Amadeu Rodrigues está no comando da FPF desde o início de 2015 e vive atualmente o seu momento mais conturbado à frente do futebol paraibano. No último dia 9 de abril, apenas um dia após o encerramento do campeonato estadual, foi deflagrada uma operação que investiga um esquema de corrupção do futebol local, com manipulação de resultados, compra de árbitros e fraudes em sorteios. Ao todo, 85 pessoas são alvos das investigações, entre elas o presidente da FPF, dirigentes e árbitros. A Polícia Civil e o Ministério Público conduzem os trabalhos no sentido de apurar as fraudes cometidas pelas pessoas que fazem o futebol na Paraíba e, para isso, têm em seu poder mais de 104 mil conversas dos envolvidos.

A decisão da CBF de afastar Amadeu Rodrigues da presidência da FPF acontece no mesmo dia em que o Fantástico exibiu uma reportagem que mostra em detalhes como funcionava o esquema de corrupção do futebol paraibano. No material exibido pelo programa, são apresentados alguns trechos das várias escutas telefônicas, que comprovam que dirigentes subornavam árbitros para conseguir os resultados que queriam em favor dos seus clubes.

Com o afastamento de Amadeu, quem deve comandar a FPF enquanto as investigações estiverem em andamento é o mineiro Flávio Boson Gambogi, que faz parte da 5º Comissão Disciplinar do STJD.

Amadeu Rodrigues havia convocado, para as 16h desta segunda-feira, uma entrevista coletiva na sede da Federação Paraibana. Junto com a sua assessoria jurídica, ele quebraria o silêncio que adotou desde que a operação foi deflagrada. Não se sabe, ainda, se, com o seu afastamento, a coletiva será mantida.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA DA CBF:

Com base no que consta nos processos éticos, na última sexta-feira, a Comissão de Ética do Futebol Brasileiro determinou o afastamento temporário do presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, e recomendou à CBF a nomeação de um interventor independente. Nesta segunda-feira, a CBF confirmará o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Dr. Flávio Boson Gambogi, para conduzir as atividades da Federação Paraibana até a conclusão das investigações. Durante este período, ele estará licenciado de suas funções no STJD. Cabe ressaltar ainda que, tão logo tomou conhecimento das denúncias, a Comissão de Arbitragem da CBF suspendeu de forma preventiva todos os árbitros e assistentes ligados ao quadro da entidade paraibana.

 

Fonte: Globoesporte/PB

Dia comemorativo as Mães não foi um bom dia para a torcida botafoguense. Pela quinta rodada do Grupo A da Série C, a equipe do Botafogo-PB foi derrotado por 3 a 1 pela forte equipe do Remo, em pleno estádio Almeidão.

A partida começou com o Belo indo para cima, se aproveitando da má fase vivida pelo adversário. E conseguiu armar uma boa trama aos 4 minutos, quando Marcos Aurélio recebeu no meio, na entrada da área, e tocou de cavadinha para Carlos Renato, que invadiu a área e chutou de pé esquerdo, mas Vinicius fez boa defesa.

No lance seguinte, a resposta paraense. Em cobrança de falta da entrada da área, Everton bateu de pé esquerdo, por baixo da barreira. Saulo espalmou e depois a defesa afastou o perigo.

Também em cobrança de falta, desta vez o Belo que quase marca. Do meio da rua, Marcos Aurélio soltou a bomba de pé direito, no ângulo do arqueiro paraense, que se esticou todo e fez uma defesaça para evitar o que seria um golaço.

Com o pé calibradíssimo, o camisa 10 botafoguense bateu nova falta da meio esquerda. A bola bateu na junção da trave e do travessão esquerdo de Vinícius, e na sobra, Mário Sérgio cabeceou para abrir o placar no Almeidão, aos 27 minutos.

Empolgado, aos 30, o Botafogo-PB chegou com Allan Dias pela direita. O meio campista cruzou para a área, onde Dico entrava livre de marcação, mas o baixinho pegou de canela na bola, e desperdiçou uma grande oportunidade de ampliar o marcador.

Aos 39 minutos, a defesa do Belo cochilou após cobrança de escanteio, Mimica subiu livre e cabeceou a bola para empatar o jogo.

Segundo tempo

Depois do intervalo foi correria para todo lado. As duas equipes queriam ficar a frente do marcador, e o ritmo era bastante intenso.

Aos 9 minutos, Marcos Aurélio encontrou Mário Sérgio passando por trás da defesa. O atacante invadiu a área e tocou na saída de Vinícius, que fechou o ângulo e mandou para escanteio.

Dois minutos depois, o Belo assustou de novo em uma subida de Allan Dias pela direita. Ele tocou a bola com precisão para o meio da área, mas Mário Sérgio não conseguiu chegar a tempo de encostar nela.

O Botafogo-PB pressionava, mas quem marcou foi o Remo. Aos 20 minutos, Isac cobrou lateral rapidamente, a defesa estava desatenta à bola que veio da esquerda, e Jayme aproveitou para escorar e marcar o gol da virada.

A noite não era das melhores para a retaguarda botafoguense. Aos 33, Isac subiu livre após cobrança de falta e Saulo fez uma defesaça, no canto esquerdo rasteiro. Mas, no rebote, Gabriel Lima apareceu sozinho e mandou de cabeça para o fundo da rede, marcando o terceiro gol dos paraenses.

O time da Maravilha do Contorno sentiu os gols tomados e não conseguiu reagir. Perto do fim da partida, a torcida entoou cânticos criticando a diretoria.

Antes do apito final, Rafael Jataí fez falta dura em Everton perto da linha lateral, recebeu o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo.

No próximo sábado (18), o Botafogo-PB vai tentar se recuperar enfrentando o Santa Cruz, no Arruda. O Belo segue na quarta colocação do Grupo A, com 7 pontos, mas pode deixar o G4 caso a Cobra Coral vença o Globo-RN na segunda-feira (14), no fechamento da quinta rodada. O Remo também chega aos 7 pontos, e fica na quinta posição. Na próxima rodada o time do Pará vai receber o Confiança-SE.

Ficha técnica

Botafogo-PB 1 x 3 Remo

Campeonato Brasileiro da Série C (Grupo A – 5ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Willian Machado Steffen; Thiaggo Americano Labes e Eli Alves Sviderski. Todos de Santa Catarina.

Gols: Mário Sérgio (B); Mimica, Jayme (R)
Cartões amarelos: Walber, Allan Dias, Rogério, Rafael Jataí (B); Dudu, Esquerdinha, Elielton, Douglas [goleiro reserva] (R)
Cartão vermelho: Rafael Jataí (B)

Botafogo-PB: Saulo, Felipe Cordeiro, Walber, Lula, Carlos Renato; Rafael Jataí, Allan Dias (Mazinho), Marcos Aurélio; Dico (Alex Gonçalves) e Mário Sérgio (Nando). Técnico: Leston Júnior.

Remo: Vinicius, Gustavo, Mimica, Bruno Maia, Esquerdinha; Dudu, Leandro Brasília, Everton; Elielton (Gabriel Lima), Jayme (Jefferson Recife), Isac (Dedeco). Técnico: Givanildo Oliveira.

 

Fonte: Equipe @Vozdatorcida

O Flamengo foi a campo com uma equipe mista e inédita.
 
A decisão de poupar jogadores para enfrentar o Emelec, na próxima quarta-feira, pela Libertadores, teve um preço. E não foi nada barato, pelo menos no Campeonato Brasileiro. Contra uma limitada Chapecoense, o Flamengo demorou demais para fazer jus à sua superioridade técnica. Quando decidiu buscar a vitória, sofreu um gol aos 45 minutos e acabou derrotado por 3 a 2.
 
O resultado não tirou a liderança da equipe treinada por Maurício Barbieri. Com os mesmos 10 pontos do começo da rodada, viu Corinthians e Atlético Mineiro encostarem com a mesma pontuação, mas ainda atrás do time rubro-negro nos critérios de desempate.
 
Sabíamos que seria um jogo difícil, mas estamos infelizes com o resultado — comentou o atacante Paolo Guerrero. — Fomos superiores nessa partida, mas demos mole e não vencemos. Teremos um jogo importante na quarta-feira que precisamos vencer.
 
O peruano marcou o primeiro gol do Flamengo, de cabeça, beneficiado por uma falha de Jandrei, goleiro da Chapecoense, no começo do segundo tempo. Na primeira etapa, a Chape abriu o placar com Canteros, ex-jogador rubro-negro que não comemorou em respeito ao clube com quem tem contrato até o fim do próximo mês.
 
O atacante Guerrero lutou muito e mostrou evolução na parte física, depois do longo tempo inativo por causa da suspensão por doping sofrida ano passado. Nesta semana, será julgado o recurso do caso na Corte Arbitral do Esporte e o atacante saberá, finalmente, se poderá disputar a Copa do Mundo com o Peru.
 
"Estou confiante porque sou inocente e confio na Justiça, não podem impedir de jogar alguém que não fez nada de errado" afirmou.
 
Quem não pode dizer o mesmo é o árbitro Leandro Vuaden. Desde o começo com atuação confusa, ele errou ao marcar pênalti a favor da Chapecoense. Foi com ele que o time fez 2 a 1 no placar, com bela cobrança de Guilherme, ex-Botafogo. Até então burocrático, o Flamengo resolveu jogar e conseguiu o empate com Vinícius Júnior. Quando mais pressionava, viu Leandro Pereira aproveitar um contra-ataque e marcar o terceiro da Chapecoense: 3 a 2 logo em seguida o árbitro deu por encerrado a partida. 
 
 
FICHA TÉCNICA

 

CHAPECOENSE-SC 3 X 2 FLAMENGO-RJ

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 13 de maio de 2018 (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)

Cartões Amarelos: Rafael Thyere, Douglas (Chape); Marlos, Léo Duarte, Jonas (Fla)
Gols:
CHAPECOENSE: Canteros, aos 22min do 1º tempo; Guilherme, aos 23, Leandro Pereira aos 45 min do 2º tempo
FLAMENGO: Paolo Guerrero, aos 3 min do 2º tempo; Vinícius J., aos 33 min do 2º tempo

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi (Bruno Silva), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Canteros (Neném); Guilherme (Eduardo), Leandro Pereira e Arthur
Técnico: Gilson Kleina

FLAMENGO: César, Pará (Henrique Dourado), Juan, Léo Duarte e Trauco; Jonas, Jean Lucas (Vinicius Junior) e Diego; Rodinei, Paolo Guerrero e Marlos (Cuellar)
Técnico: Maurício Barbieri

 

Fonte: Da Internet

 

 

Pagina 1 de 25
JR Esquadrias