Quarta, 19 Julho 2017 07:43

SMS disponibiliza aos usuários 78 tipos de medicamentos na Atenção Básica

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Os usuários do SUS na Capital encontram na Rede Municipal de Saúde uma assistência completa para os cuidados com a saúde, que vai desde atendimentos médicos até a dispensação de medicamentos para o tratamento das enfermidades. Apenas na rede de Atenção Básica são 78 tipos de medicamentos dispensados à população entre antitérmicos, analgésicos, antibióticos, anti-hipertensivos, anticoncepcionais, antialérgicos​ e medicamentos para o tratamento da diabetes.

A distribuição é feita pela Gerência de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (Gemaf) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que integra a diretoria de assistência à saúde do município. A partir da Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF), a Gemaf recebe, armazena e distribui produtos farmacêuticos como insumos, material médico hospitalar, dietas especiais e medicamentos para toda a Rede Municipal de Saúde.

Os medicamentos distribuídos pela Gemaf, na sua grande maioria, fazem parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), que compõe a tabela dos medicamentos ofertados pelo SUS.  Além dos medicamentos que compõe a Renane, a SMS também distribui produtos farmacêuticos da padronização especifica de cada serviço, adquiridos com recursos próprios.

​“Ter a oferta desses medicamentos na Atenção Básica é de extrema importância para o controle de doenças crônicas e de tratamento de enfermidades ​mais comuns na população em geral já que o atendimento medicamentoso evita o agravo das doenças, assim como internações, complicações e surgimento de novas doenças, o que acarretaria em primeiro grau o sofrimento do paciente, além de se tornar mais oneroso o tratamento hospitalar do paciente”, destaca a Luciane Costa, gerente da Gemaf.

Para ter acesso aos medicamentos é necessário ir até um dos polos farmacêuticos da rede de atenção básica, ou Unidade de Saúde da Família, e apresentar cartão do SUS, documento com foto, CPF e receituário médico em duas vias para que seja feito o cadastro no sistema.

D R T . R J . 15855.

A distribuição dos medicamentos em polos e não mais nas Unidades de Saúde da Família é uma forma de aperfeiçoar o serviço prestado. “A estruturação das farmácias em polos está em fase de implantação, já sendo definitiva nos distritos sanitários II e V com 10 polos em cada um, a previsão é que até setembro seja implantado nos outros distritos totalizando 50 polos em todo o município”, explica Luciane Costa.

A distribuição dos medicamentos é monitorada pelo sistema informatizado NUAGE, desenvolvido por técnicos da SMS, que possibilita o rastreamento de todo o medicamento na rede o que ampara a aquisição de insumos, assim como monitora a dispensação dos medicamentos aos usuários, evitando duplicidade de dispensas.

A gestão e dispensação dos medicamentos ocorrem em três instâncias: municipal, estadual e federal. Cada uma delas oferece remédios diferentes, mas atendem ao que determina a Relação Nacional de Medicamentos (Rename).

Secom / Por Rebeka Paiva 

 
Ler 1831 vezes

PUBLICIDADE

JR Esquadrias