Futebol (27)

Pelé disse ainda que "puxões de orelha" em Neymar, a quem ele taxou como "filho do Santos", são uma forma de educação

Em entrevista a 'France Football', Pelé rasgou elogios ao francês Kylian Mbappé. Segundo o "Rei do Futebol", o atacante pode vir a ser 'o novo Pelé'. Em relação a Neymar, o ex-jogador adotou um tom mais paternal e disse que se preocupa com seu desenvolvimento, que quer ajudá-lo e que é melhor "educar" do que criticar.

"(Mbappé) Ganhou a Copa do Mundo com 19 anos, mas eu tinha apenas 17. Eu me aproximei dele e disse que ele quase me igualou. Acredito que pode virar o novo Pelé. Muitos pensam que eu disse isso para ser simpático, mas não, não é uma brincadeira", disse Pelé

Pelé rasgou elogios a Mbappé (Foto: AFP)

 
Pelé rasgou elogios a Mbappé (Foto: AFP)
Foto: LANCE!

O ídolo santista já apareceu publicamente criticando Neymar em algumas ocasiões. O Rei ressaltou que o jogador do PSG é um "filho do Santos" e que quer o melhor para craque brasileiro.                                                                                                                                                                                                                                                          "As pessoas acham que dói muito os puxões de orelha, mas um pai não critica nunca, educa. Quando digo que ele é nossa criatura é porque o consideramos como um filho no Santos. O que faço é para o seu bem, quero o melhor para ele e para nossa Seleção. Vou fazer o possível para ajudar e para que ele melhore", finalizou.

Portal: Terra

Competição sediada no Brasil será realizada entre 14 de junho e 7 de julho

Começou às 18h desta quinta-feira a primeira fase da venda de ingressos para a Copa América, que será realizada entre 14 de junho e 7 de julho, no Brasil. O valor dos bilhetes varia de R$ 120 a R$ 890 - os jogos na Arena Corinthians e do Grêmio terão ainda uma categoria com ingressos a R$ 60, já que os dois estádios possuem uma área sem cadeiras.
Os bilhetes mais caros serão os da final da competição, que acontecerá no Maracanã, no Rio de Janeiro. Os ingressos partem de R$ 260 e chegam a custar R$ 890 no setor mais caro. Em todas as categorias, segundo o Comitê Organizador Local (COL), haverá a opção de meia-entrada.
 
Nesta primeira fase, as vendas acontecerão exclusivamente pelo site copaamerica.com (clique aqui para comprar), e a única forma de pagamento será via cartão de crédito. À exceção dos jogos do Brasil, cabeça de chave no Grupo A, todos os demais jogos serão comprados "no escuro", já que o sorteio dos grupos será realizado apenas no próximo dia 24.
 
 
Fonte: df.superesportes

Gabigol, Arrascaeta e Rodrigo Caio são os reforços do Flamengo até o momento.

Terceiro reforço do Flamengo para a temporada, o meia uruguaio Arrascaeta chegou nesta quinta-feira ao Rio de Janeiro. No hotel onde ficará hospedado nos próximos dias, foi recebido pelo novo companheiro Gabigol.

“Bem-vindo, craque!”, escreveu o ex-atacante do Santos.

Gabigol, Arrascaeta e Rodrigo Caio são os reforços do Flamengo até o momento. Os dois primeiros, no entanto, ainda não foram oficializados pelo clube. Eles ainda assinarão contrato.

Gabigol chegou ao Flamengo por empréstimo de um ano. Ele pertence à Inter de Milão, da Itália. Arrascaeta, por sua vez, foi comprado junto ao Cruzeiro por 13 milhões de euros (cerca de R$ 55 milhões). Ele assinará com o Flamengo por cinco temporadas.

 

Fonte: extra.globo

 

A forte  equipe do Palmeiras conquistou título nacional com uma rodada de antecedência em pleno  Estádio de São Januário.

O Palmeiras provou mais uma vez que sabe ser brasileiro na noite deste domingo. No Estádio de São Januário, o time comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari contou com gol do centroavante Deyverson para ganhar do Vasco por 1 a 0 e garantiu o título nacional.

Com 77 pontos, o Palmeiras assegura o primeiro lugar do Campeonato ainda na 37ª rodada, já que, a uma do fim, não pode mais ser alcançado pelo Flamengo (72). O Vasco, no 13º lugar, fica com 42 pontos, quatro a mais do que o Sport, primeiro integrante da zona de rebaixamento.

 
Em êxtase, a torcida alviverde canta e vibra pelo decacampeonato, uma vez que o Palmeiras conquistou a Taça Brasil (1960 e 1967), o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969) e Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993, 1994, 2016 e 2018), todos unificados pela CBF.
 
Pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, às 17 horas (de Brasília) deste domingo, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Vitória, no Allianz Parque. No mesmo horário, o Vasco encerra sua participação contra o Ceará, no Estádio Castelão.
O Jogo – Com as arquibancadas de São Januário lotadas, o Vasco começou o jogo em alta e deu trabalho à defesa palmeirense durante o primeiro tempo. Após cobrança rápida de falta, Andrey arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Weverton a ceder o escanteio.
 
Como de costume, o lateral esquerdo Diogo Barbosa demonstrou vulnerabilidade na marcação, deficiência explorada pelo Vasco. Em um chute cruzado disparado por Pikachu, o goleiro Weverton voltou a fazer uma defesa importante e Felipe Melo afastou o perigo.
 
O Palmeiras conseguiu manter a posse de bola, mas foi incapaz de criar boas oportunidades na etapa inicial. Na estocada mais incisiva do time visitante, Bruno Henrique dominou pela esquerda e chutou de fora da área, com perigo para o goleiro Fernando Miguel.
 
Após ouvir instruções de Felipão no vestiário, o Palmeiras voltou melhor para o segundo tempo. Logo no recomeço da partida, o lateral Mayke cruzou da direita e Dudu, livre, tentou completar de primeira, mas pegou errado e mandou a bola para fora.
 
Na tentativa de aumentar o poder fogo de sua equipe, Felipão trocou Borja por Deyverson e depois tirou Lucas Lima para colocar Gustavo Scarpa, deslocando Dudu para a meia. Aos 27 minutos, o camisa 7 deu belo passe na direita para Willian, que cruzou para Deyverson completar com sucesso.
 
Em vantagem no marcador, Felipão sacou Willian e posicionou Jean na ponta direita. O Vasco, dirigido por Alberto Valentim, procurou reagir e chegou a pressionar o Palmeiras no campo de defesa, mas o time visitante soube como se defender até o apito final para ganhar o Campeonato Brasileiro.
 
FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 1 PALMEIRAS
 
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 25 de novembro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público: 21.066 pagantes
Renda: R$ 596.810,00
Cartões amarelos: Desábato, Castan, Andrey (VAS); Felipe Melo, Bruno Henrique, Gomez, Deyverson e Jean (PAL)
Cartão vermelho: Pikachu (VAS)
Gol:
PALMEIRAS: Deyverson, aos 26 minutos do 2º Tempo
 
VASCO: Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Henrique (Willian Maranhão); Desábato (Raul), Andrey, Yago Pikachu e Thiago Galhardo; Kelvin (Marrony) e Maxi López
Técnico: Alberto Valentim
 
PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Lucas Lima (Gustavo Scarpa); Willian (Jean); Dudu e Borja (Deyverson)
Técnico: Luiz Felipe Scolari
 
 
 
Fonte: Do portal df.superesportes

 

 

Equipe fez o que tinha que fazer, mas não conquistou o título nacional

O Flamengo fez sua parte e venceu por 2 a 0 o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão. No entanto, com a vitória do Palmeiras sobre o Vasco, os rubro-negros não têm ais chance de título do Campeonato Brasileiro. Com 72 pontos, os cariocas ficaram a cinco dos paulista antes da última rodada.

Em um primeiro tempo equilibrado, o Flamengo aproveitou para abrir o placar com Éverton Ribeiro. Na etapa final, Éverton Ribeiro marcou novamente para decretar a vitória rubro-negra.

 

O jogo

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o Atlético-PR, no Maracanã. Já o Cruzeiro finaliza a temporada contra o Bahia, em Salvador. Os dois jogos serão neste domingo.O Cruzeiro esboçou uma pressão no início, mas viu o Flamengo buscar o ataque e abrir o placar aos sete minutos. Éverton Ribeiro fez grande jogada pela direita, passou por dois marcadores e chutou cruzado para a rede.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      Mesmo depois do gol, o jogo permaneceu na mesma. O Flamengo era mais objetivo. Aos poucos, o Cruzeiro melhorou e passou a dominar o confronto. Os donos da casa quase empataram aos 21 minutos. Fred foi lançado na área, matou a rola e tocou para Robinho chutar cruzado pela linha de fundo.

A partir dai, o Cruzeiro aumentou a pressão em busca do empate, mas sofria para criar boa chances. Somente aos 25 minutos, os mineiros tiveram oportunidade de marcar no Mineirão. Fred mais uma vez recebeu passe na área e fez o papel de pivô para Thiago Neves. O meia chutou forte, mas César estava atento para fazer boa defesa.

Enquanto o Flamengo não incomodava Fábio, os donos da casa continuavam sendo mais ofensivos. Nos minutos finais, o Cruzeiro teve nova chance de marcar, com Egídio. No entanto, o lateral chutou pela linha de fundo. Assim, os rubro-negros foram para o intervalo a frente no placar.

Fred e Cuellar discutem
 
 
Fred e Cuellar discutem

Foto: Daniel Oliveira / Fotoarena 

 

No segundo tempo, as duas equipes voltaram com a vocação ofensiva. O Cruzeiro assustou logo no primeiro lance com Thiago Neves, mas Cesar apareceu para salvar os cariocas. Em seguida, foi a vez de Vitinho obrigar Fábio a fazer boa defesa.

Só que na segunda chance que teve, o Flamengo chegou ao segundo gol no Mineirão, aos seis minutos. Éverton Ribeiro recebeu passe na entrada da área e chutou no canto, sem chance para Fábio.

O revés não mudou a postura dos donos da casa, que criaram boa chance aos sete minutos. Fred recebeu passe na área, girou sobre a marcação e chutou para defesa segura de César.

O susto fez o Flamengo priorizar a marcação. Com isso, os mineiros passaram a dominar o jogo. No entanto, o Cruzeiro só voltou a assustar aos 23 minutos, com David. Aos 32, David novamente teve a oportunidade de marcar. O atacante tocou na saída de César, mas Pará salvou os rubro-negros em cima da linha.

O lance animou os mineiros, que mais uma vez criaram boa chance, aos 34 minutos. Edílson arriscou de longe e obrigou César a fazer grande defesa.

Só que na parte final, o confronto caiu em rendimento. O Flamengo mostrou abatimento após o gol do Palmeiras em São Januário. Já o Cruzeiro, mesmo sem muita vontade, permanecia em busca do gol, sem sucesso. A situação seguiu até o fim do jogo no Mineirão.

Éverton Ribeiro comemora gol
 
 
Éverton Ribeiro comemora gol
Foto: Fernando Michel / Agência O Dia / Estadão Conteúdo

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO-MG 0 X 2 FLAMENGO-RJ

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 25 de novembro de 2018 (Domingo)

Horário: 17h(de Brasília)

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Renda: R$ 343.624,00

Público: 20.527 pagantes

Cartões amarelos: Ariel Cabral, De Arrascaeta, Robinho, Fred, Dedé, Edílson e Lucas Romero (Cruzeiro); Uribe, Cuéllar e Renê (Flamengo)

GOLS

FLAMENGO: Éverton Ribeiro, aos 7 minutos do primeiro tempo e 6 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio, Edílson, Dedé, Leo (Manoel) e Egídio; Lucas Romero, Ariel Cabral (Sassá), Robinho, De Arrascaeta e Thiago Neves (David); Fred

Técnico: Sidnei Lobo

FLAMENGO: César, Pará, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego, Vitinho (Berrío) e Everton Ribeiro (Romulo); Fernando Uribe (Lucas Paquetá)

Técnico: Dorival Júnior

 

 

 

 

 

 

 

 

Marcelo Paz reconhece o sucesso do comando do ex-goleiro, mas ainda mira no título da segundona

Depois de conquistar no último sábado (3/11) o tão sonhado acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza pode faturar nesta terça-feira, o primeiro título nacional em caso de vitória sobre o CSA, às 21h30, na Arena Castelão, e empate no duelo entre Avaí e Atlético-GO, às 19h15. Após 13 anos disputando as divisões mais baixas do campeonato nacional, o clube cearense está de volta à elite do Brasileirão sob o comando do ídolo e ex-goleiro do São Paulo: Rogério Ceni. O presidente do tricolor, Marcelo Paz, deu entrevista ao Correio Braziliense e lembra que o ano ainda não acabou.
 
O clube cearense vem embalado pela campanha do ano passado (2017), quando subiu da Série C para a B. O acesso à primeira divisão veio na 19ª vitória do Fortaleza. Fora de casa, contra o Atlético-GO, o Rei Leão do Brasil fez 2 x 1, com gols de Gustagol (Gustavo Henrique) e Bruno Melo, somou três pontos e agora, com 64, garantiu a vaga na Série A. São 34 jogos, 19 vitória, sete empates e oito derrotas. 
 
O atacante Gustagol não apenas é o artilheiro do clube no ano, como também é quem mais gols marcou no Brasil. Emprestado para o Fortaleza pelo Corinthians, Gustavo chegou ao clube cearense desacreditado, segundo Marcelo Paz: “Em 2017, ele não fez um bom ano no Goiás e estava desanimado. Aqui, ele atuou muito bem, encontrou a alegria no futebol novamente e foi fundamental para a conquista da vaga na Série A.” 
 
Afirmou ainda, que tem esperança de que o jogador permaneça compondo o elenco para o ano que vem, mas tudo depende do dono dos direitos do jogador. “Ele pertence ao Corinthians. Quando o empréstimo acabar, ele deve voltar para lá e o clube vai decidir o que fazer”, ressaltou Paz. O mesmo acontece com parte dos jogadores, porém o presidente lembra que o campeonato não acabou e ainda não há planejamento quanto a isso.
 
O lugar na Série A está garantido, mas o Fortaleza segue na luta pelo primeiro título nacional da história do clube e a concentração continua até o último jogo. “A torcida queria fazer festa com o time na chegada ao aeroporto, mas pedimos para que não houvesse. O próximo jogo é muito difícil. Vamos jogar em casa e temos que buscar a vitória. Temos que manter o mesmo ritmo”, confirmou Marcelo. Os próximos compromissos realmente exigirão da entrega da equipe.
 
Embora esteja sete pontos à frente do vice-líder do campeonato, o tricolor cearense precisa continuar vencendo para seguir na direção do título. Nesta terça-feira (4/11) o encontro é justamente com o CSA, segundo colocado da tabela. E na rodada seguinte, contra o então terceiro colocado, Avaí, que soma 56 pontos. Caso vença o confronto desta terça, o Fortaleza conquistará o título do campeonato.
 

Treinador de grande nome

 
Gustavo Simão/Fortaleza
Rogério Ceni aceitou o desafio de comandar o Fortaleza ainda no fim de 2017, ano em que esteve à frente do São Paulo, seu primeiro clube como treinador. No tricolor paulista, não teve bom aproveitamento. Foram 37 jogos, 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas. No cearense, o cenário é outro: 52 jogos, 31 vitórias, oito empates e 13 derrotas, aproveitamento de 64,7%. 
 
Paz reconhece o bom trabalho feito por Ceni: “Rogério tem uma parcela significativa nessa atual conquista. Ele montou o time a partir da proposta dele mesmo. Eu e a diretoria vemos o trabalho dele no dia a dia, o espírito vencedor, o nível de excelência e o profissionalismo alto que ele tinha no São Paulo. O método moderno dele, com treinos dinâmicos, não repetitivos, no qual o time sempre busca o gol e a vitória. Ele foi muito importante e fundamental para o êxito do clube.” 
 
Na apresentação de Ceni como treinador, em novembro de 2017, ele cravou que havia chegado ao time para ser campeão. Essa previsão está próxima de ser concretizada. Com 96,8% de chance de levantar a taça, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o tricolor precisa conquistar os três pontos contra o CSA para levantar a taça.

Jogador voltou de avião após a partida na cidade de Vigo, enquanto outra parte do elenco teve que retornar de ônibus, em uma viagem de cerca de seis horas 

O jornal espanhol 'Marca' divulgou nesta quinta-feira um mal-estar envolvendo o nome de Vinicius Junior na volta do Real Castilla à cidade de Madri, após o empate contra o Celta, em Vigo. Enquanto o clube merengue determinou que os jogadores retornassem de ônibus, em uma viagem de cerca de seis horas, Vinicius e outros cinco jogadores voltaram de avião.

A equipe B do Real solicitou ao clube que a viagem fosse feita de avião para evitar um possível desgaste do time, mas a direção não acatou a solicitação e todo o elenco viajou até Vigo de ônibus. Na volta, Luca Zidane, Franchu, Alex Martín, Dani Gómez, Cristo e  Vinicius retornaram de avião com recursos próprios. A situação, porém, não pegou bem com o técnico do Castilla, Santiago Solari, que convocou uma reunião na reapresentação da equipe.

Diferente dos demais


Ainda segundo o jornal, os jogadores têm autonomia nesses casos e podem optar em voltar com suas famílias. Porém, Solari não recebeu bem a decisão dos atletas e afirmou que o comportamento não seria permitido, decidindo que os cinco, exceto Vinicius, seriam multados.

Segundo Solari, o atleta revelado pelo Flamengo não receberia sanções porque é diferente dos demais, por se tratar de um jogador do elenco principal que só viajou com a equipe B porque não foi relacionado para o time principal pelo técnico Julien Lopetegui.

Vinicius Maradona

O jornal catalão 'Sport' já havia afirmado que o jogador tem dividido o vestiário do time principal do Real. Apesar de ter ganho apelido de 'Vinicius Maradona' pelos companheiros de Castilla, os pedidos para o atleta subir para o time principal teria gerado insatisfação, já que o brasileiro tem grande visibilidade e 'ameaça' o lugar dos jogadores que estão a mais tempo na equipe. 

 

 

Portal: lance

 

Em boa fase e respaldado pela comissão técnica, César pode repetir no sábado, contra o Palmeiras, a melhor sequência sem levar gols.

Ainda sem pedir desculpar para o grupo, Diego Alves segue como uma incógnita entre os relacionados do Flamengo para o duelo contra o Palmeiras. Nesta quinta-feira, durante a coletiva de imprensa no Ninho do Urubu, o técnico Dorival Júnior não confirmou que o goleiro estará entre os convocados para partida “decisiva” pelo Campeonato Brasileiro. O jogo será neste sábado, às 19h (de Brasília), no Maracanã.

– Nós temos ainda uns dias para a partida. Estamos tratando o assunto com tranquilidade e internamente. Todos os profissionais serão sempre respeitados. Tenho que respeitar a maneira como foi conduzido ate então. E aguardarmos. Não vejo porque nos precipitarmos – disse o treinador, que ainda complementou:

  – As coisas têm sido conduzidas em prol do Flamengo, para que a entidade não seja prejudicada. Estamos em semana importante, enfrentaremos o líder do Campeonato. Que nos preparemos ao máximo. Queremos fazer uma boa partida no fim de semana, com apoio da nossa torcida. Todos os assuntos serão conduzidos internamente e com respeito entre as partes.

Diego Alves voltou a treinar com os seus companheiros na quarta-feira. O retorno aconteceu quatro dias após o jogador, barrado na ocasião pelo técnico, recusar-se a viajar para Curitiba para enfrentar o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro.

Em boa fase e respaldado pela comissão técnica, César pode repetir no sábado, contra o Palmeiras, a melhor sequência sem levar gols de Diego Alves no Brasileirão. O goleiro de 26 anos atuou em todas as partidas sob a batuta de Dorival Júnior e, se não for vazado diante do time paulista, alcançará o quinto jogo sem ser batido.

 

Fonte: Jornal Extra

 

Sem Messi, a Argentina venceu o amistoso desta quinta-feira diante da frágil seleção do Iraque em Riad, na Arábia Saudita.

 

Ainda em reconstrução, descobrindo aos poucos qual será sua cara neste novo ciclo de Copa e, mais importante, sem Messi, a Argentina venceu o amistoso desta quinta-feira diante da frágil seleção do Iraque. Em Riad, na Arábia Saudita, os argentinos não tiveram dificuldades para construir a goleada por 4 a 0. O jogo foi o último antes do encontro com a seleção brasileira, terça-feira, em Jeddah.

- Estou muito feliz com meu primeiro gol pela seleção - festejou Cervi.

Dentro desse contexto, o jogo contra o Iraque marcou a ocasião em que Lautaro Martínez, um dos atacantes mais promissores da Argentina, balançou as redes pela primeira vez com a seleção. Foi ele quem abriu o placar, de cabeça, depois do cruzamento preciso de Marcos Acuña.

Martínez teve como companheiros de ataque Dybala e De Paul. A escalação do último não deve acontecer contra a seleção brasileira, já que a tendência é que Icardi comece jogando.

Poupado, o atacante da Inter de Milão, inclusive, passou o jogo nas tribunas assentado em uma espécie de trono. Além dele, Tagliafico, Otamendi e Battaglia só assistiram à goleada, mas devem jogar na terça-feira.

A nova geração argentina deu uma travada após o primeiro gol. Só no segundo tempo, com as primeiras alterações, a equipe voltou a pressionar, de fato, os iraquianos. Pereyra, então, fez o segundo gol da noite.

Só nos 10 minutos finais de jogo é que a Argentina conseguiu transformar o placar em goleada. Pezzella fez o terceiro em uma jogada que já causou danos ao Brasil, no amistoso em 2017: o escanteio foi desviado no primeiro poste e assim o zagueiro ficou livre para tocar para as redes. Àquela altura, Kannemann, do Grêmio, já estava em campo. O quarto gol veio nos acréscimos, com boa jogada individual de Cervi.

A Argentina jogou com: Romero, Bustos (Kannemann), Pezzella, Funes Mori e Acuña; Peredes (Cervi), Vázquez (Ascacíbar), Meza (Salvio); Dybala, Lautaro Martínez (Simeone) e De Paul (Roberto Pereyra).

 

Após derrotar Estados Unidos (2 x 0), El Salvador (5 x 0) e Arábia Saudita (2 x 0), o Brasil enfrentará a seleção da Argentina na próxima terça-feira, às 15 horas (de Brasília), em Jidá.

Em preparação para a Copa América de 2019, a Seleção Brasileira venceu mais um amistoso na tarde desta sexta-feira. Jogando em Riade, capital da Arábia Saudita, o time canarinho passou longe de realizar uma atuação convincente, como queria o técnico Tite, e venceu a equipe anfitriã por 2 a 0, com gols de Gabriel Jesus - que desencantou após passar a Copa do Mundo em branco - e Alex Sandro.

Tite aproveitou a ocasião para fazer alguns testes na Seleção. Começou com a linha defensiva reserva, com Fabinho e Alex Sandro nas laterais e Marquinhos e Pablo no miolo de zaga. Também colocou Richarlison e Arthur em campo durante o segundo tempo, além de Lucas Moura, que voltou a defender a Seleção depois de dois anos. Após derrotar Estados Unidos (2 x 0), El Salvador (5 x 0) e Arábia Saudita (2 x 0), o Brasil enfrentará a Argentina na próxima terça-feira, às 15 horas (de Brasília), em Jidá, no seu teste mais difícil após o Mundial da Rússia. Já a Arábia Saudita duelará com o Iraque às 14h45 do mesmo dia.

Seleção Brasileira comemora gol de Gabriel Jesus
 
 
Seleção Brasileira comemora gol de Gabriel Jesus
Foto: Waleed Ali / Reuters

O jogo

O Brasil foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu para furar o bloqueio saudita. Após um início morno, a Seleção chegou com perigo pela primeira vez aos dez minutos, quando Neymar concluiu cruzamento em cima do goleiro.

O camisa 10, aliás, era o que mais buscava o jogo pelo lado brasileiro. Aos 19, ele fez fila pelo meio e bateu na entrada da área, mas mandou para fora. Pouco depois, após cobrança de falta pela esquerda, Gabriel Jesus subiu livre e exigiu grande defesa de Al-Owais.

Firmes na marcação, os donos da casa chegaram algumas vezes com perigo em contra-ataques. Em um deles, Casemiro evitou o gol saudita ao travar chute dentro da área. Aos 42, Gabriel Jesus recebeu grande passe de Neymar na direita e tocou na saída do goleiro, finalmente abrindo o placar em Riade.

Neymar é marcado por jogadores da Arábia Saudita
 
 
Neymar é marcado por jogadores da Arábia Saudita
Foto: Faisal Al Nasser / Reuters

O Brasil voltou do intervalo com Lucas Moura no lugar do apagado Fred. Logo aos seis minutos, o atacante saiu na cara do gol após passe de Neymar, mas chutou em cima do goleiro e desperdiçou a chance de marcar em seu retorno à Seleção.

Pouco depois, Neymar arriscou de fora da área e resvalou a trave, quase ampliando a vantagem brasileira. No entanto, com erros na saída de bola, o time visitante proporcionou boas chances aos sauditas, que as desperdiçaram em função de sua ineficiência nas finalizações.

Em busca do segundo gol, Tite colocou Richarlison e Arthur nas vagas de Gabriel Jesus e Philippe Coutinho. No fim, o goleiro Al-Owais tocou a bola com a mão fora da área e foi expulso. Aos 51 minutos, após cobrança de escanteio, Alex Sandro subiu livre e, de cabeça, deu números finais à partida.

Gabriel Jesus comemora gol pelo Brasil
 
 
Gabriel Jesus comemora gol pelo Brasil
Foto: Waleed Ali / Reuters

FICHA TÉCNICA

ARÁBIA SAUDITA 0 x 2 BRASIL

Data: 12 de outubro de 2018, sexta-feira

Local: Estádio King Saud, em Riade

Horário: 15 horas (de Brasília)

Árbitro: Danny Makkelie (HOL)

Assistentes: Mario Diks (HOL) e Hessel Steegstra (HOL)

Cartão Amarelo: Otayf (Arábia Saudita)

Cartão Vermelho: Al-Owais (Arábia Saudita)

Gols: BRASIL: Gabriel Jesus, aos 42 minutos do 1º tempo

ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk (Al-Mullawad), Omar Housawi, Al-Bulayhi e Al-Shahrani; Otaif; Al-Moqahwi (Ghaleb), Al-Faraj, Al-Bishi (Al-Shehri) e Al-Dawsari; Bahbri (Malayekah)

Técnico: Juan Antonio Pizzi

BRASIL: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro (Walace); Fred (Lucas Moura), Renato Augusto, Philippe Coutinho (Arthur) e Neymar; Gabriel Jesus (Richarlison)

Técnico: Tite

 

 

 

 

 

 

 

 

Pagina 1 de 2
JR Esquadrias