Saúde (62)

O resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, começa a valer nesta sexta-feira (8), e cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determinou a suspensão temporária da comercialização de 31 planos de saúde de 12 operadoras em função de reclamações relacionadas a cobertura assistencial.

A medida é resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, e começa a valer na sexta-feira (8). Cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos - eles continuam a ter assistência regular a que têm direito, mas as operadoras só poderão voltar a vender esses planos para novos contratantes se comprovarem melhoria no atendimento.



O Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento avalia as operadoras a partir das reclamações registradas pelos beneficiários nos canais da ANS. Nesse ciclo, foram consideradas as demandas (como negativas de cobertura e demora no atendimento) recebidas no 1º trimestre de 2018.

A diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Karla Coelho, explica que o objetivo do monitoramento é estimular as operadoras a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. "Apesar de alguns casos reiterados, percebemos que, em geral, as operadoras têm se esforçado para se manter nas melhores faixas de classificação. Isso mostra que o programa tem atingido seu objetivo, já que o monitoramento da garantia de atendimento é um mecanismo que visa dar uma oportunidade para que as empresas revejam seus fluxos de atendimento e o próprio fluxo operacional", avalia a diretora.

Reclamações

Entre janeiro e março de 2018, a ANS recebeu 15.655 reclamações de natureza assistencial através de seus canais de atendimento. Dessas, 13.999 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.

No período, 97% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), garantindo resposta ao problema desses consumidores com agilidade - InfoMoney.

 

Veja a lista de planos com comercialização suspensa:

 

* Good Life Saude LTDA

* Good Prata

* Good 7000

* Unimed Norte/Nordeste

* Coletivo Empresarial - Referência

* Coletivo por adesão

* Empresarial PP Especial

* Coletivo por adesão enfermaria

* Coletivo por adesão Apart

* Coletivo por adesão plus - Unne

* Coletivo por adesão básico - Unne

* AMI - Assistência Médica Infantil LTDA

* Ouro I - Enfermaria

* Flex I - Enfermaria

* Master I - Enfermaria

* Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas

* Prime

* PAME - Associação de Assistência Plena em Saúde

* Safira 207

* Safira 210 DF

* Rubi 210 DF

* Gamec - Grupo de Assistência Médica Empresarial do Ceará LTDA

* Plano Starndard VIP

* Premium Enfermaria Individual/Familiar

* Referência Coletivo por Adesão 

* Premium Enfermaria Empresarial

* Ameno Assistência Médica S/S LTDA

* Plano Regional Global

* otus Operadora de Planos Odontológicos LTDA

* Selo Dental

* Caixa Seguradora Especializada em Saúde S/A

* Saúde Vital-Co PAR

* Pronto P121

* Quallity Saúde Assistência Médica Ambulatorial LTDA

* Prosaude Gold

* Associação Santa Casa Saúde de Sorocaba

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RG

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RI

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Master-RJ

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RR

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RS

* Green Life Plus Planos Médicos LTDA - EPP 

* Prata 300

 

Fonte: Portal Carlos Magno

 

O resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, começa a valer nesta sexta-feira (8), e cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determinou a suspensão temporária da comercialização de 31 planos de saúde de 12 operadoras em função de reclamações relacionadas a cobertura assistencial.

A medida é resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, e começa a valer na sexta-feira (8). Cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos - eles continuam a ter assistência regular a que têm direito, mas as operadoras só poderão voltar a vender esses planos para novos contratantes se comprovarem melhoria no atendimento.



O Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento avalia as operadoras a partir das reclamações registradas pelos beneficiários nos canais da ANS. Nesse ciclo, foram consideradas as demandas (como negativas de cobertura e demora no atendimento) recebidas no 1º trimestre de 2018.

A diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Karla Coelho, explica que o objetivo do monitoramento é estimular as operadoras a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. "Apesar de alguns casos reiterados, percebemos que, em geral, as operadoras têm se esforçado para se manter nas melhores faixas de classificação. Isso mostra que o programa tem atingido seu objetivo, já que o monitoramento da garantia de atendimento é um mecanismo que visa dar uma oportunidade para que as empresas revejam seus fluxos de atendimento e o próprio fluxo operacional", avalia a diretora.

Reclamações

Entre janeiro e março de 2018, a ANS recebeu 15.655 reclamações de natureza assistencial através de seus canais de atendimento. Dessas, 13.999 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.

No período, 97% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), garantindo resposta ao problema desses consumidores com agilidade - InfoMoney.

 

Veja a lista de planos com comercialização suspensa:

 

* Good Life Saude LTDA

* Good Prata

* Good 7000

* Unimed Norte/Nordeste

* Coletivo Empresarial - Referência

* Coletivo por adesão

* Empresarial PP Especial

* Coletivo por adesão enfermaria

* Coletivo por adesão Apart

* Coletivo por adesão plus - Unne

* Coletivo por adesão básico - Unne

* AMI - Assistência Médica Infantil LTDA

* Ouro I - Enfermaria

* Flex I - Enfermaria

* Master I - Enfermaria

* Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas

* Prime

* PAME - Associação de Assistência Plena em Saúde

* Safira 207

* Safira 210 DF

* Rubi 210 DF

* Gamec - Grupo de Assistência Médica Empresarial do Ceará LTDA

* Plano Starndard VIP

* Premium Enfermaria Individual/Familiar

* Referência Coletivo por Adesão 

* Premium Enfermaria Empresarial

* Ameno Assistência Médica S/S LTDA

* Plano Regional Global

* otus Operadora de Planos Odontológicos LTDA

* Selo Dental

* Caixa Seguradora Especializada em Saúde S/A

* Saúde Vital-Co PAR

* Pronto P121

* Quallity Saúde Assistência Médica Ambulatorial LTDA

* Prosaude Gold

* Associação Santa Casa Saúde de Sorocaba

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RG

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RI

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Master-RJ

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RR

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RS

* Green Life Plus Planos Médicos LTDA - EPP 

* Prata 300

 

Fonte: Portal Carlos Magno

 

O resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, começa a valer nesta sexta-feira (8), e cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determinou a suspensão temporária da comercialização de 31 planos de saúde de 12 operadoras em função de reclamações relacionadas a cobertura assistencial.

A medida é resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses, e começa a valer na sexta-feira (8). Cerca de 115,9 mil beneficiários ficam protegidos - eles continuam a ter assistência regular a que têm direito, mas as operadoras só poderão voltar a vender esses planos para novos contratantes se comprovarem melhoria no atendimento.



O Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento avalia as operadoras a partir das reclamações registradas pelos beneficiários nos canais da ANS. Nesse ciclo, foram consideradas as demandas (como negativas de cobertura e demora no atendimento) recebidas no 1º trimestre de 2018.

A diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Karla Coelho, explica que o objetivo do monitoramento é estimular as operadoras a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. "Apesar de alguns casos reiterados, percebemos que, em geral, as operadoras têm se esforçado para se manter nas melhores faixas de classificação. Isso mostra que o programa tem atingido seu objetivo, já que o monitoramento da garantia de atendimento é um mecanismo que visa dar uma oportunidade para que as empresas revejam seus fluxos de atendimento e o próprio fluxo operacional", avalia a diretora.

Reclamações

Entre janeiro e março de 2018, a ANS recebeu 15.655 reclamações de natureza assistencial através de seus canais de atendimento. Dessas, 13.999 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.

No período, 97% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), garantindo resposta ao problema desses consumidores com agilidade - InfoMoney.

 

Veja a lista de planos com comercialização suspensa:

 

* Good Life Saude LTDA

* Good Prata

* Good 7000

* Unimed Norte/Nordeste

* Coletivo Empresarial - Referência

* Coletivo por adesão

* Empresarial PP Especial

* Coletivo por adesão enfermaria

* Coletivo por adesão Apart

* Coletivo por adesão plus - Unne

* Coletivo por adesão básico - Unne

* AMI - Assistência Médica Infantil LTDA

* Ouro I - Enfermaria

* Flex I - Enfermaria

* Master I - Enfermaria

* Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas

* Prime

* PAME - Associação de Assistência Plena em Saúde

* Safira 207

* Safira 210 DF

* Rubi 210 DF

* Gamec - Grupo de Assistência Médica Empresarial do Ceará LTDA

* Plano Starndard VIP

* Premium Enfermaria Individual/Familiar

* Referência Coletivo por Adesão 

* Premium Enfermaria Empresarial

* Ameno Assistência Médica S/S LTDA

* Plano Regional Global

* otus Operadora de Planos Odontológicos LTDA

* Selo Dental

* Caixa Seguradora Especializada em Saúde S/A

* Saúde Vital-Co PAR

* Pronto P121

* Quallity Saúde Assistência Médica Ambulatorial LTDA

* Prosaude Gold

* Associação Santa Casa Saúde de Sorocaba

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RG

* Santa Casa Saúde-C/Franquia-Mod.Especial-RI

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Master-RJ

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RR

* Santa Casa Saúde-S/Franquia-Mod.Especial-RS

* Green Life Plus Planos Médicos LTDA - EPP 

* Prata 300

 

Fonte: Portal Carlos Magno

 

Garoto vive no Estado americano do Alabama; ele recobrou a consciência pouco depois de seus pais assinarem a papelada para doação seus órgãos.

                                                                                                                                                     Um menino de 13 anos que estava em coma no Estado do Alabama (EUA) recobrou a consciência pouco depois de seus pais assinarem a papelada autorizando o desligamento dos aparelhos e a doação de seus órgãos.
 
Trenton McKinley sofreu danos cerebrais graves após um acidente com um reboque de automóvel, em março deste ano, na cidade de Mobile. Ele sofreu várias fraturas no crânio.
 
No hospital, médicos disseram aos pais do menino que ele nunca se recuperaria, e que Trenton era compatível com cinco outras crianças que precisavam de transplantes.
 
Um dia antes da data marcada para o desligamento dos aparelhos, Trenton começou a dar sinais de consciência.
 
A mãe do menino, Jennifer Reindl, disse que seu filho já passou por várias cirurgias cranianas - além de ter sofrido falência dos rins e uma parada cardíaca.
 
O garoto chegou a passar 15 minutos sem sinais vitais na mesa de cirurgia durante as tentativas médicas para salvá-lo, afirmou a mãe. Os médicos disseram que ele "nunca seria normal de novo".
 
À rede de TV americana CBS , Reindl disse que ela concordou em autorizar a doação de órgãos depois de saber que a atitude poderia salvar as vidas de outras cinco crianças.
 
 
Depois que nós concordamos com a doação, eles tiveram que manter o Trenton vivo para 'limpar' seus órgãos para doação", disse Reindl, descrevendo como o filho recobrou a consciência em março.
 
"No dia seguinte, estava marcado o último teste de atividade cerebral para determinar o desligamento dos aparelhos. Mas os sinais vitais tiveram um pico, então, eles cancelaram o teste", conta a mãe.
 
 A última lembrança é a da pequena carreta de reboque caindo sobre sua cabeça, contou Trenton
 
"Eu bati no concreto (do chão), e o reboque caiu bem em cima da minha cabeça. Depois disso, eu não lembro de mais nada", disse o menino a uma emissora de TV.
 
O garoto já voltou a andar e a falar, e até mesmo a fazer exercícios de matemática, mas ainda tem dores nevrálgicas e convulsões. Ele precisará de mais cirurgias para recuperar seu crânio. Apesar disso, a mãe diz que a recuperação é "um milagre".
 
O próprio Trentou disse, numa entrevista, que pensou estar no céu enquanto estava inconsciente.
 
"Era como se eu estivesse caminhando num campo aberto", disse o menino.
 
"Não há outra explicação a não ser Deus", acrescentou ele.
 
A família iniciou uma campanha de arrecadação de fundos no Facebook para ajudar nos custos médicos. Até agora, 240 pessoas já doaram e US$ 12,7 mil foram arrecadados, três vezes mais que os US$ 4 mil pretendidos.
 
 
 
Fonte: BBC BRASIL/portal Terra
 

 

A recomendação do Ministério da Saúde é de que as pessoas procurem os postos dentro do prazo, não só para evitar a doença, mas porque a campanha não será prorrogada

A partir desta segunda-feira, dia 23 de abril, postos de saúde de todo o País vão dar início à vacinação contra o vírus da gripe para pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e menos de 5 anos, pacientes com doenças crônicas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). A campanha vai durar até o dia 1º de junho e tem como meta imunizar 54,4 milhões de pessoas.

O mutirão também terá como foco professores das redes pública e privada, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, profissionais do sistema prisional e pessoas privadas da liberdade. Neste ano, a vacina protege contra o H1N1, influenza B e o H3N2, este último causou aumento significativo de casos e mortes relacionadas à doença no Hemisfério Norte.

A recomendação do Ministério da Saúde é de que as pessoas procurem os postos dentro do prazo, não só para evitar a doença, mas porque a campanha não será prorrogada. É necessário um prazo de 15 dias para garantir a proteção contra o vírus.

Reações adversas são consideradas raras, mas podem ocorrer casos de vermelhidão e endurecimento do local onde a injeção foi aplicada. A vacina não deve ser tomada por pessoas com alergia grave relacionada a ovo de galinha.

O dia D da campanha será realizado em dia 12 de maio, quando 65 mil postos de vacinação do Brasil estarão abertos, dos quais 28 mil serão volantes.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que a maior preocupação da campanha neste ano é garantir cobertura vacinal semelhante em todos os grupos considerados prioritários. Occhi observou que, embora a cobertura no ano passado tenha sido de 88%, em algumas populações ela esteve abaixo do que seria considerado ideal. Foi o caso, por exemplo, das crianças entre 6 meses e 5 anos. No ano passado, 77% das crianças nessa faixa etária foram imunizadas.

 

Fonte: Folha Vitória

 

Muskura Bibi, 23 anos, do leste da Índia, deu à luz um bebê vítima de uma condição extremamente rara que prejudicou o desenvolvimento de suas pernas, chamada de Síndrome da Sereia, chamada clinicamente de Sirenomelia

O bebê morreu apenas quatro horas depois do nascimento, e os médicos foram incapazes de determinar seu gênero.

bebe-sereia

Os pais da criança afirmaram não poder pagar por exames e medicamentos durante a gravidez. Logo, não sabiam da condição do bebê até o nascimento, que ocorreu por meio de um parto normal no hospital Chittaranjan Deva Sadan, administrado pelo governo de Kolkata, no leste da Índia.

Os pais são trabalhadores, mas não buscaram a medicação adequada durante a gravidez por falta de dinheiro”, disse um médico do hospital, Dr. Sudip Saha. “Descobrimos que a mãe não havia feito ultrassonografia durante a gestação”.

bebe-sereia_1

Nunca tinha visto um bebê desse tipo antes. É o primeiro caso de Sirenomelia no estado e o segundo no país”, afirmou. “O bebê teve formação normal na parte superior do corpo, mas abaixo da cintura suas pernas foram fundidas, não se desenvolvendo completamente. A falta de nutrição adequada e a circulação sanguínea imprópria para o bebê podem criar esse tipo de anormalidade“, acrescentou.

Em 2016, uma mulher de Uttar Pradeash, no norte da Índia, deu à luz o primeiro “bebê sereia” conhecido do país, mas que só sobreviveu por 10 minutos.

bebe-sereia_3

 

De acordo com a historiadora médica Lindsey Fitzharris, com doutorado da Universidade de Oxford, a condição, que é extremamente fatal, ocorre quando o cordão umbilical não consegue formar duas artérias. Como resultado, o suprimento de sangue para o feto é prejudicado: “Não há relatos de pessoas com esta condição que sobreviveram”, disse. “A maioria morre nos dias depois devido a insuficiência renal e da bexiga“.

O que é a Síndrome da Sereia?

Também conhecida como Sirenomelia, trata-se de uma doença extremamente rara que causa uma fusão parcial ou completa das pernas. Ela é afeta um entre 60.000 e 100.000 nascimentos, que desenvolvem complicações gastrointestinais e rins subdesenvolvidos ou ausentes.

As causas ainda são desconhecidas – embora existam teorias não aceitas por toda a comunidade científica. A maioria dos pacientes morre logo após o parto devido a complicações pulmonares e defeitos cardíacos, de acordo com informações da Organização Nacional para Distúrbios Raros.

 

 

 

 

 

O deputado federal Efraim Filho comentou que se sente honrado e emocionado por saber que teve participação na realização deste equipamento que vai dar mais saúde ao povo paraibano. “Este hospital não deixa a desejar em nada para outros hospitais do país

“Esse hospital é um marco para o Estado e vai fazer a diferença na vida dos paraibanos”, comentou o governador Ricardo Coutinho ao inaugurar, na noite desta quarta-feira (4), o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita. Cerca de R$ 150 milhões foram investidos na unidade hospitalar que será referência de média e alta complexidade para cardiologia e neurologia, adulto e infantil, em todo o Estado. Com equipamentos de última geração, o Hospital Metropolitano vai suprir uma lacuna existente na área da saúde pública no Estado.

Estiveram presentes na solenidade a vice-governadora Lígia Feliciano, os deputados federais Efraim Filho, Veneziano Vital do Rego e Damião Feliciano, o presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia, o Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, que abençoou o Hospital Metropolitano, além de cardiologistas, neurologistas, auxiliares do Governo e outras autoridades.

Na ocasião, o governador expressou a satisfação de ver uma obra tão significativa para a saúde se tornar realidade e lembrou que os atendimentos serão regulados pelos municípios, sendo assim, as pessoas devem procurar as unidades de saúde das cidades e de lá serão encaminhadas para o Hospital Metropolitano.

“Estou muito feliz porque este hospital vai atender uma lacuna enorme que havia na Paraíba na área de cardiologia e neurologia. Com o Hospital Metropolitano a população paraibana vai ter o atendimento necessário com equipamentos de primeira linha e uma equipe qualificada. Este hospital, que tem 226 leitos, sendo 60 de UTI, terá inicialmente um custeio mensal de cerca de R$ 9 milhões e será referência no Nordeste”, afirmou Ricardo Coutinho.

O governador também assinou a Lei que denomina Dom José Maria Pires o nome do Hospital Metropolitano e falou sobre a homenagem feita a ele. “Colocar o nome de Dom José neste hospital que vai salvar muitas vidas é extremamente significativo. Dom José Maria Pires semeou o bem, foi uma pessoa humilde, que batalhou pelas causas sociais e contras as injustiças”, comentou.

O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, parabenizou todos os envolvidos na concretização do Hospital Metropolitano e afirmou que ele será um divisor de águas na área de saúde. “A história da saúde na Paraíba será uma antes e outra depois do Hospital Metropolitano. É muito bom ver este hospital pronto, ele faz parte de uma série de ações desenvolvidas por este Governo para melhorar a área da saúde na Paraíba”, falou.

“É um equipamento de ponta para servir toda a sociedade paraibana e estamos muito felizes por termos na Paraíba um hospital com esta estrutura moderna e com bons profissionais. Dessa forma, conseguiremos oferecer um atendimento de excelência”, concluiu a secretária de Saúde, Cláudia Veras.

O deputado federal Efraim Filho comentou que se sente honrado e emocionado por saber que teve participação na realização deste equipamento que vai dar mais saúde ao povo paraibano. “Este hospital não deixa a desejar em nada para outros hospitais do país. Me emociono porque lembro que pude contribuir com uma emenda de R$ 20 milhões para que este hospital fosse feito. Essa é uma obra monumental e estruturante para toda a Paraíba”, avaliou.

A opinião de especialistas – O cardiologista Isaac Guimarães é coordenador do setor de cirurgia cardíaca do Hospital Metropolitano. Para ele, o equipamento “vai transformar a assistência de saúde em cardiologia não só no Estado, mas vai se tornar em todo o Nordeste. As doenças cardio e neurovasculares são as que mais matam no mundo e aqui no Estado tem uma demanda enorme que será atendida pelo Hospital Metropolitano”, disse.

“Este hospital tem uma grande estrutura e vai trazer um legado para a população que agora terá mais qualidade no atendimento. Na área da neurocirurgia, ele vai contribuir muito para a sobrevida e para a qualidade de vida de pacientes com patologias cerebrais vasculares. Estamos muito motivados para iniciar este trabalho em prol da população”, destacou o coordenador da Neurocirurgia do Hospital, Christian Diniz.

O coordenador do Centro de Imagem, Eduardo Costa, explicou que o setor engloba toda a parte de medicina diagnóstica, como ultrassom, raio-X, tomografia e também a parte da hemodinâmica. “Estamos equipados com equipamentos de ponta, extremamente atualizados, equiparados ou até melhores ao que estão disponíveis em grandes centros. Com o equipamento de hemodinâmica, por exemplo, poderemos fazer procedimentos não invasivos, reduzindo os riscos e dando mais agilidade nos resultados”, comentou.

Os beneficiados – A conselheira do Orçamento Democrático, Francinete Nascimento, comentou que a inauguração do Hospital Metropolitano é momento histórico e inesquecível para a Paraíba. “O hospital ficou muito bonito e vai salvar muitas vidas. Estou emocionada porque sei que é um grande avanço para os paraibanos que terão um hospital do coração de primeira qualidade”, comemorou.

Maria José, moradora de Bayeux, fez questão de conhecer o novo hospital e ficou feliz com o resultado da obra. “Esse Hospital vai trazer mais acessibilidade no atendimento para Bayeux, Santa Rita e toda a Paraíba. Agora temos um referencial na área de cardiologia e neurologia que vai suprir as demandas de saúde que são muito grandes”, ressaltou.

“Todos os moradores de Santa Rita estão muito felizes e agradecidos por este hospital tão maravilhoso. Agora as pessoas do interior vão poder vir das cidades para cá e receber atendimento especializado, isso pode evitar que eles morram porque não tinham para onde ir quando apresentavam algum problema cardíaco ou neurológico”, observou o cantor Wilson Santos, morador de Santa Rita.

Estrutura – O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires conta com 226 leitos, sendo 60 de UTI (adulto e pediátrico), além de serviço de diagnóstico por imagem, ambulatório, UTI e UTI Coronariana e Centro Cirúrgico. O Hospital possui heliponto com 40 metros quadrados e capacidade para receber todos os modelos de helicópteros comerciais. O Hospital vai iniciar o atendimento à população com 135 leitos sendo, 26 leitos de observação, 61 de internação, 40 de UTI, 8 leitos de recuperação pós anestésico e um centro cirúrgico com 5 salas destinadas a cardiologia e neurologia.

Serviços – Os serviços imediatamente disponíveis na unidade serão: Diagnóstico por imagem, funcionando 24 horas; Duas salas de radiologia convencional; Duas salas de angiografia; Duas salas de tomografia; Uma sala de ressonância magnética; Uma sala de ultrassom com Doppler e Ecodoppler Arterial; Dois eletrocardiógrafos; Dois ecocardiógrafos; Uma sala de ergometria, eletroencefalograma e eletroneuromiografia; Seis consultórios para ambulatórios em cardiologia e neurologia (pediátrica e adulto) Internação; Unidade de Terapia Intensiva e Coronariana – 40 leitos, sendo 10 deles para pediatria e cinco Salas de Cirurgia.

 

Fonte: jornalista VanderlanFarias

Do total de pessoas na fila, 317 aguardam por transplante de córnea, 343 de rim e quatro de fígado.

A lista de espera para conseguir um transplante de córnea, rim ou fígado atingiu as 664 pessoas, segundo dados divulgados nessa quarta-feira (7) pela Secretaria de Saúde do Estado.

Do total de pessoas na fila, 317 aguardam por transplante de córnea, 343 de rim e quatro de fígado. De acordo com a diretora da Central de Transplante da Paraíba, Gyanna Lys, as doações de córnea têm crescido, mas a população ainda mostra resistência quando se trata de doar outros órgãos e tecidos.

Este ano, a Paraíba contabilizou 21 transplantes de córnea e três de rim, segundo a Central de Transplantes. De acordo com o 
Portal Correio, já em 2017 o número de transplantes realizados foi de 187, sendo 152 de córnea, 34 de rim e um de fígado.

“É importante que as pessoas reflitam sobre a doação, para que possamos criar uma corrente de solidariedade. Cada cidadão tem seu papel nesta causa, conversando com amigos e familiares, explicando a importância da doação para salvar vidas. Temos a oportunidade de melhorar a qualidade de vida de quem está na fila de espera por um órgão. Podemos transformar a dor da perda de um ente querido em amor e uma nova possibilidade de vida para alguém”, disse Gyanna Lys.


Para entrar em contato com a Central de Transplante e solicitar palestras, tirar dúvidas ou informar os óbitos há o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e os telefones (83) 3244.6192 ou 9 8845.3516. 

 

Fonte: News Paraíba

 

 

Segunda, 29 Janeiro 2018 23:32

Como fritar um ovo sem gordura e saudável

Escrito por
Coloque metade de um dedo de água na frigideira quando começar a ferver, quebre o ovo e frite de forma normal.
 
Muitos associam o ovo ao colesterol elevado, porém, é um grande equívoco, pois até hoje não houve nenhuma pesquisa que conseguisse comprovar essa tese.
 
O problema do colesterol é recente e começou com o consumo de óleos vegetais, como o de soja, o de milho e, nos dias de hoje, com o pior de todos, o de canola.
 
Outra coisa: o colesterol não é uma substância que deve ser completamente banida do nosso corpo, pois é essencial à vida é a partir dele que ocorre toda a síntese de hormonas sexuais no corpo.
 
O problema é o excesso do colesterol ruim.
 
Voltando ao ovo: na sua composição, encontramos:
 
 Ácidos gordos saturados;
 Ácidos gordos insaturados;
 20 aminoácidos;
 14 minerais;
 12 vitaminas.
 
Entre estas últimas, destacamos as vitaminas A, B12, A, D, E, K e os fosfatos.
 
Este alimento é muito proteico, tanto que obtemos 20% da nossa necessidade diária de proteína quando consumimos um simples ovo.
 
No ovo há bastante lecitina, óptima para a circulação e para o cérebro.
                                                                                                                                                                          Há também no ovo muita luteína e zeaxantina, substâncias que diminuem a incidência de doenças cardiovasculares, combatem a degeneração macular nos olhos (relacionada com a idade) e previnem as cataratas e a retinose pigmentar, sendo, portanto, óptimas para a saúde dos olhos.
Um estudo de 2008 da Nutricion and Metabolism comprovou que o ovo tem os seguintes benefícios:
 
 Acção anti-Inflamatória (sendo capaz de diminuir a Proteína C Reactiva);
 Emagrecimento (como efeito indirecto, pois o ovo aumenta a hormona mais abundante do corpo, adiponectina, antigamente chamado de GBP28);
 Aumento do HDL, o colesterol bom;
 Diminui os níveis de insulina, funcionando como preventivo dos diabetes.
O melhor ovo é, sem dúvida, o da galinha criada a solta, pois, além de não conter “substâncias”duvidosas” , tem mais nutrientes, chegando a ter 20 vezes mais ómega 3 que o ovo produzido em escala industrial.
 
E a melhor forma de consumir ovo é cozinhando-o ou fritando na água.
 
Como assim, “fritando na água”?
 
Isso mesmo, não precisa de gordura para fritar o ovo.
 
Em vez de óleos vegetais que pouco a pouco entopem as nossas artérias, como os citados acima, deve usar água.
 
Veja como é simples:
 
Coloque metade de um dedo de água na frigideira.
Quando começar a ferver, quebre o ovo e frite de forma normal.
Além de saudável, o ovo frito em água é muito menos calórico do que o frito na gordura.
 
Ou seja, com moderação, não vai atrapalhar a dieta de emagrecimento.
 
Fonte: 1001ideias
 
Quem não sente uma palpitação diferente, uma batida fora do lugar, acorda de noite com aquela taquicardia? Nesse ponto tem a possibilidade de doenças como as Arritimias que é estão na parte elétrica do coração. Dr. Ismar Marques Filho.
 
o Brasil, cerca de cem mil pessoas morrem vítimas de doenças do coração por ano. Os dados são alarmantes e levantam a questão da prevenção e os cuidados que devemos ter com esse órgão tão importante para o nosso corpo. E para destacarmos esse assunto, o Tá no AZ desta semana conversa com o médico cardiologista Ismar Marques Filho (foto).
 
Segundo o médico, quase metade dos sintomas desses casos recorrentes no país, infelizmente, é a morte a súbita.
 
“A pessoa não sente nada, então, como primeiro sintoma já se tem a morte. Por isso o ponto que nós temos que realmente bater é na prevenção. Seja na qualidade de vida, por meio de exames, ou de uma simpes consulta. A cada dia que passa, os exames ficam mais disponíveis, ou seja, se você tem hoje profissionais, exames e uma tecnologia acessível, acho que a população tem que realmente é investir nisso e diminuir a quantidade de mortes”, ressaltou o médico.
 
O doutor relatou algumas manifestações do órgão cardíaco que precisam de atenção.
 
“Quem não sente uma palpitação diferente, uma batida fora do lugar, acorda de noite com aquela taquicardia? Nesse ponto tem a possibilidade de doenças como as Arritimias que é estão na parte elétrica do coração. Além disso, tem as doenças dos músculos que com um simples exame de ecocardiograma, que não é caro, você já consegue estudar o músculo, ver a força dele. É importante entender como é que está indo sua máquina cardíaca”, frisou.
 
“A medicina teve um avanço muito grande. Primeiramente, com novos equipamentos e desenvolvendo novas formas de estudo. O nosso coração é um órgão que tem a parte elétrica, muscular e dinâmica, que são as válvulas, então, uma estrutura que tem vários organismos juntos num grande sistema. Baseado nisso, tínhamos que ter exames mais aprofundados e com menor risco, e hoje nós temos exames os quais conseguimos ver batimentos em tempo real, ver o sangue entrando e saindo, as válvulas, estudar dentro dos vasos sem precisar introduzir nada”, destacou o médico.
 
Sobre o exames mais atuais, como a Angiotomografia de Coronarias e a Ressonância cardíaca, o doutor deu detalhes de como é feito.
 
“Apenas com uma substância, que é um contraste, você faz fotos de dentro do órgão e dá para ver as placas de gordura, quanto que tem de obstrução. além disso,  dá para mapear toda parte cardíaca, bem como analizar a entrada do sangue  e estudar o músculo do coração. Com esses métodos diagnósticos, podemos, realmente, dizer para o médico clínico, os problemas que o seu paciente tem e com uma maior segurança. Acho que isso é o ponto principal nessa evolução”, concluiu.
 
 
 
"Ismar Marques Filho é o primeiro especialista em Angiotomografia e Renossância Cardiovascular do Piauí. Ele estudou sobre o exame no Instituto Nacional do Coração (Incor) que é ligado à Universidade de São Paulo (USP) e fez complementação na Havard, em Boston".
 
Fonte: JL/Portal AZ
Pagina 1 de 5
JR Esquadrias