Domingo, 12 Janeiro 2020 22:40

RICARDO COUTINHO PRORROGOU CONTRATOS DE OSS E QUERIA CONTINUAR RECEBENDO PROPINA DE R$ 568 MIL POR MÊS

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)
O ex-governador, foi preso na VII fase da Operação Calvário e hoje encontra-se solto em função de um Habeas Corpus, concedido pelo ministro Napoleão Maia, do Superior Tribunal de Justiça
A  bagatela de R$ 568 mil mensal, era a grana que o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) queria continuar recebendo pagamento por contratos no Hospital de Trauma  Senador Humberto Lucena, de João Pessoa, e Hospital Metropolitano, em Santa Rita,  mesmo depois de deixar o governo, ou seja, na atual gestão do atual governador João Azevêdo.
A delação premiada da ex-secretária Livânia Farias,  detalha o acerto para o recebimento da propina,  por parte do ex-governador, que foi preso na VII fase da Operação Calvário e que se encontra solto em função de um Habeas Corpus, que foi concedido pelo ministro Napoleão Maia, do Superior Tribunal de Justiça.
A conversa, entre Livânia Farias e Daniel Gomes (Cruz Vermelha) colocando a exigência feita pelo ex-governador Ricardo Coutinho continuar recebendo a propina de R$ 568 mil por mês,  aconteceu em Portugal.
Ler 28 vezes

PUBLICIDADE

JR Esquadrias