Terça, 16 Julho 2019 21:52

Em 10 anos, Brasil registrou 322 mortes de intoxicação por gás Destaque

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)
Casal e criança teriam morrido asfixiados pela fumaça - Reprodução/Record TV Casal e criança teriam morrido asfixiados pela fumaça - Reprodução/Record TV

A maioria das vítimas (75%) era homem. Foram 243 mortos do sexo masculino e 79 do sexo feminino.

Nos últimos dez anos, 322 brasileiros morreram vítimas de intoxicação acidental por gases e vapores, segundo levantamento feito pela reportagem no Datasus, portal do Ministério da Saúde que traz dados sobre mortalidade. Os números são referentes ao período de 2008 a 2017, o mais recente disponível.

Segundo o balanço, a faixa etária com o maior número de mortes é de 20 a 29 anos, com 64 óbitos. Entre os mortos, 34 eram crianças ou adolescentes com menos de 14 anos, dos quais oito eram bebês menores de 1 ano.

A maioria das vítimas (75%) era homem. Foram 243 mortos do sexo masculino e 79 do sexo feminino. O Estado com o maior número de ocorrências foi São Paulo, com 88 mortes no período analisado, seguido por Rio Grande do Sul (38) e Rio de Janeiro (33).

No grupo de mortes acidentais por gases e vapores, de acordo com a base de dados do ministério, inclui-se a intoxicação por substâncias como monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio, dióxido de enxofre, entre outras.

Na sexta-feira passada, dia 12, quatro pessoas de uma mesma família foram encontradas mortas em Santo André, cidade do ABC paulista. A principal suspeita é de que as mortes tenham sido causadas por intoxicação após vazamento de gás.

Fonte: Metrojornal

Ler 101 vezes
JR Esquadrias