Quarta, 03 Julho 2019 20:24

Sexo e vinho tinto podem ajudar a combater o câncer de próstata

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)
Sexo e vinho tinto podem ajudar a combater o câncer de próstata Internet

O sexo é uma atividade que, além de prazerosa, é muito saudável, e não poderia ser diferente quando o assunto é prevenção. Sobre o vinho, pesquisadores do Centro de Pesquisa de Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, investigaram a relação do consumo de álcool com o câncer de próstata, descobriram que homens que tomam vinho tinto têm menos chance de ter a doença

Trago neste post mais um tema relacionado ao temido câncer de próstata. Após ler esta informação na revista Cientifica European Urology, logo pensei nos meus queridos amigos e pacientes

Como sempre indico para vocês, o sexo assim como a atividade física e a alimentação saudável, está atrelado também à boa prática para evitar problemas graves. O sexo é uma atividade que, além de prazerosa, é muito saudável, e não poderia ser diferente quando o assunto é prevenção.

Para entenderem, nesta pesquisa divulgada por esta revista cientifica, as análises apontam que homens que ejaculam pelos menos 21 vezes por mês possuem 20% menos riscos de desenvolver o câncer de próstata. As análises foram pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Boston e mais de 30 mil pessoas participaram da pesquisa, ao longo de 18 anos.

É uma pesquisa muito interessante, e por isso eu indico aos pacientes, certamente aos que não tem restrição. Pratiquem sim, sexo. É saudável para o corpo e para a mente também, não há o que temer. Devemos sempre buscar motivos para cuidar da nossa saúde, e porque não este motivo?

Sobre o vinho, li que pesquisadores do Centro de Pesquisa de Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, investigaram a relação do consumo de álcool com o câncer de próstata, com isso, descobriram que homens que tomam vinho tinto têm menos chance de ter a doença. Os pesquisadores analisaram os hábitos de 1.456 homens entre 40 e 64 anos e os fatores que podiam influenciar o desenvolvimento da doença, como histórico familiar, peso, ingestão calórica diária, consumo de cigarro, vida sexual, estilo de vida e consumo de álcool.

Após as análises, foi possível perceber uma diferença no risco de ter a doença de acordo com o tipo de bebida alcoólica ingerida. Homens que consomem cerveja em demasia registraram um risco maior, enquanto os que beberam vinho, preferencialmente tinto, tinham chances menores de adquirir a doença.

Os pesquisadores ainda não sabem explicar o porquê, mas acreditam que o efeito seja por causa dos flavonóides e do resveratrol, antioxidantes presentes em maior quantidade nos tintos que diminuem a atividade dos genes das células que podem causar o câncer.

Os relatórios mostraram que o baixo consumo também pode ajudar; uma taça por semana chega a baixar em até 7% do risco de adquirir a doença e sete por semana diminui as chances em 52%.

Não esqueça do combo da prevenção que sempre repito por aqui: Atividade física diariamente, alimentação equilibrada, boas horas de sono, e agora, a prática do sexo e consumo moderado de vinho tinto. Não tem como reclamar da saúde, concorda?

Cuide hoje e sempre. Qualidade de vida é o nosso bem maior.

Fonte:urologia-doutoreze/Internet

Ler 37 vezes
JR Esquadrias