Imprimir esta página
Quarta, 12 Junho 2019 21:28

Brasil desperdiça 37 milhões de toneladas de comida ao ano

Escrito por  postado por revista atual nordeste
Avalie este item
(0 votos)

Entre as causas do desperdício estão a falta de consciência, a falta de informação a respeito dos valores nutricionais das partes rejeitadas dos alimentos e a questão cultural tanto ao preparar como ao servir à comida

Quase 37 milhões de toneladas de comida são desperdiçados pelos brasileiros em um ano, segundo um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Segundo o levantamento, que acompanhou os hábitos de 700 famílias brasileiras, cada pessoa desperdiça 41 quilos de comida em um ano. O número equivale à metade de todo o lixo recolhido no país.

Entre as causas do desperdício estão a falta de consciência, a falta de informação a respeito dos valores nutricionais das partes rejeitadas dos alimentos e a questão cultural tanto ao preparar como ao servir à comida. No que tange o preparo, muitas pessoas acabam descartando partes comestíveis dos alimentos, como cascas e camadas mais superficiais que podem ser consumidas.

Outro fator relevante é a compra de alimentos em excesso, o prazo de validade e o armazenamento inadequado de alimentos mais sensíveis. Em um país de altas temperaturas como o Brasil, é imprescindível guardar certos tipos de frutas, legumes e verduras na geladeira para que seu prazo de consumo se estenda. Também é importante ter cuidado com o recipiente de armazenamento: guardar refeições em panelas de alumínio não preserva os alimentos e ainda pode ser prejudicial à saúde.

A saída para combater o desperdício é o aproveitamento integral dos alimentos, ou seja, utilizar todas as fontes de nutrientes de um alimento: cascas, folhas, talos, sementes e polpa. Todas estas partes apresentam um alto valor nutritivo e podem ser incorporadas às receitas do dia a dia.

A incorporação dessas partes não tradicionais à dieta ainda é uma questão delicada e há muito preconceito e desinformação sobre o tema. No aproveitamento integral dos alimentos não se come somente cascas, talos ou sementes em separado, mas sim incorporados às receitas para que eles não sejam descartados. Muitas vezes, é preciso apenas um pouco de criatividade e ter a disposição os utensílios certos, como panelas de diferentes estilos para cada tipo de receita.

Iniciativa contra a fome no Brasil

Algumas iniciativas atuam para combater o desperdício de alimentos e a fome no país. É o caso da ONG Banco de Alimentos, fundada em 1999, que redistribui alimentos excedentes da produção e do comércio que foram descartados por não cumprir com o padrão mas estão aptos para o consumo. A comida distribuída pela ONG é responsável por complementar a dieta das pessoas assistidas pelas mais de 40 instituições cadastradas.

A Comida Invisível foi criada em 2005 para ajudar na conscientização e na educação para o combate ao desperdício de alimentos através de palestras, treinamentos e eventos. Além disso, um aplicativo conecta pessoas que precisam de alimentos com empresas doadoras, como restaurantes, hotéis e supermercados, e ONGs que distribuem comida para a população carente.

O Mesa Brasil SESC é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. A iniciativa recebe doações de empresas, instituições e voluntários e repassa os alimentos para pessoas em situação de pobreza. Segundo a Mesa Brasil SESC, mais de 17 toneladas de comida já foram distribuídas e cerca de 1,5 milhão de pessoas são atendidas diariamente. Entre os alimentos aceitos nas doações estão frutas, verduras, legumes, frios e laticínios, massas pães, carnes e outros.

Fonte: Oimparcial 

Ler 120 vezes