Terça, 18 Abril 2017 16:29

Procurador pede cassação de RC e aplicação da Ficha Limpa

Escrito por  Por: Marcone Ferreira
Avalie este item
(0 votos)

Além da cassação do governador Ricardo Coutinho (PSB), pediu a inelegibilidade de 8 anos, com base na Lei da Ficha Limpa.

Há um Sérgio Moro na Paraíba. Chama-se Marcos Queiroga. É procurador eleitoral e na ultima segunda-feira (17), durante a AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), ele implementou mais elementos no parecer do Ministério Público e, além da cassação do governador Ricardo Coutinho (PSB), pediu a inelegibilidade de 8 anos, com base na Lei da Ficha Limpa. A vice Lígia Feliciano (PDT) apenas a perda do mandato.

A decisão foi com base em conduta vedada, ou abuso do poder econômico na eleição em que o governador concorreu à reeleição. O juiz Marcos Queiroga introduziu denuncias ainda mais contundentes no processo e desfez em uma hora de leitura do documento o argumento dos advogados Fábio Brito e Marcelo Weick, da defesa de Ricardo Coutinho.

Implacável, o procurador Marcos Queiroga indagou como numa eleição que, no primeiro turno, o governador ficou em segundo lugar, como uma diferença de 1% dos votos, os percentuais de beneficiados como os pagamentos retroativos da PBPrev se tornaram elemento decisivo na disputa. Lembrou, ainda, que na sexta-feira e no sábado, dias que antecederam a eleição, mais de 300 pessoas tiveram o beneficio publicado no Diário Oficial, conforme o procurador.

Ler 13 vezes
JR Esquadrias