Cidades (103)

Cursou Comunicação na Universidade Federal da Paraíba, e  funcionária da TV Cabo Branco e também editora do jornal O Norte, em João Pessoa, tendo atuado ainda no Jornal de Brasília e Correio Braziliense.

A jornalista pernambucana, radicada na Paraíba, Carol Torres foi encontrada morta no apartamento onde morava, em João Pessoa, na noite desta quarta-feira, 27. O velório acontece na central São João Batista, na Avenida Juarez Távora, em João Pessoa, e a cremação acontecerá às 15 horas no Renascer,  em Cabedelo.

A causa da morte foi um infarto, que provavelmente deve ter ocorrido na parte da manhã da quarta-feira, uma vez que ela morava sozinha e familiares só descobriram após ter ido visitá-la no começo da noite

Carol Tores era uma pernambucana com alma paraibana que foi presença marcante no jornalismo paraibano nas décadas de 80 e 90. Ela foi chefe de reportagem da TV Cabo Branco, chefe de redação do Jornal O Norte e ainda passou pelas redações dos dois principais jornais do Distrito Federal, o Correio Brasiliense e o Jornal de Brasília.

 

A Associação Paraibana de Imprensa divulgou uma nota lamentando o falecimento da jornalista:

 

Nota de Pesar

Associação Paraibana de Imprensa

É com profundo pesar que noticiamos o falecimento da nossa associada Carol Torres, ocorrido na madrugada desta quarta-feira (27), vítima de infarto, em João Pessoa.

A jornalista Carol Torres era natural de Recife, mas teve parte de sua vida estudantil e profissional ligada à Paraíba.

Cursou Comunicação na Universidade Federal da Paraíba, e  funcionária da TV Cabo Branco e também editora do jornal O Norte, em João Pessoa, tendo atuado ainda no Jornal de Brasília e Correio Braziliense.

O velório de Carol Torres acontece a partir das 10h, na central de Veolórios São João Batista, em João Pessoa e a cremação será às 15h, em Cabedelo.

 

FONTE: Redação com assessoria da API

Conforme o Inmet, a previsão é de que as chuvas atinjam 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Ainda conforme o instituto, a ocorrência de chuvas em 100% das cidades paraibanos.

Um alerta de chuvas, com perigo potencial, foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para as 223 cidades da Paraíba, da manhã desta segunda-feira (18) até a noite desta terça-feira (19). As áreas afetadas são, principalmente, Agreste, Sertão e Brejo paraibano.

De acordo com o Inmet, a previsão é de que as chuvas atinjam 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Ainda conforme o instituto, a ocorrência de chuvas em 100% das cidades paraibanos apresenta baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em locais com áreas de risco.

Nos municípios onde está prevista a ocorrência de chuva, o Inmet orienta que a população evite enfrentar o mau tempo, observe alteração nas encostas e evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Outras informações podem ser obtidas com a Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Chuvas em João Pessoa

Em João Pessoa, nas últimas 24h, já choveu 49 milímetros, de acordo com a Defesa Civil do município. O bairro com maior precipitação foi o Altiplano, seguido de Tambauzinho, com 45 milímetros. No entanto, não houve registro de ocorrências provocadas pelas chuvas.

Chuvas no Alto Sertão

Para todo o Sertão e Alto Sertão do estado a previsão é de céu parcialmente nublado com ocorrência de chuvas isoladas em todas a cidades.

 

Fonte: Radar com G1 PB

Não há previsão de chuvas durante o sábado, mas o domingo pode ter chuvas isoladas. A maré deve chegar a 2,4 metros

O fim de semana poderá ser de sol na Grande João Pessoa, segundo previsão do tempo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para estes sábado (9) e domingo (10). Não há previsão de chuvas durante o sábado, mas o domingo pode ter chuvas isoladas. A maré deve chegar a 2,4 metros.

O sábado terá máxima de 31º C e mínima de 24º C em todo o estado. O céu deve estar com muitas nuvens durante a manhã, mas a tarde será de sol e a noite pode ser de nebulosidade.

O domingo terá máxima de 32º C e mínima de 26º C em todo o estado. O céu da Paraíba estará nublado a parcialmente nublado, com previsão de chuvas isoladas durante o dia.

Tábua de Marés

Aqueles que irão à praia devem ficar atentos à tábua de marés:

Sábado, dia 9

  • 05h56 – 2.3
  • 11h53 – 0.3
  • 18h04 – 2.4

Domingo, dia 10

  • 00h06 – 0.3
  • 06h23 – 2.2
  • 12h21 – 0.4
  • 18h36 – 2.3

 

Fonte: portalcorreio

Uma nova Avenida Epitácio Pessoa, início das obras do Terminal de Integração Metropolitano e do Valentina, entrega da primeira etapa do Parque da Bica e a licitação para a segunda fase das obras da Barreira do Cabo Branco são exemplos de ações da João Pessoa que não para de crescer de forma sustentável e atendendo às principais demandas do seu povo, e que foram apresentadas na manhã desta terça-feira (26) pelo prefeito Luciano Cartaxo, na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Ele participou, na manhã desta terça-feira (26), da abertura dos trabalhos da terceira Sessão Legislativa da 17ª Legislatura da Casa.

“Estamos iniciando o sétimo ano de nossa gestão colocando em prática o modelo de gestão que tem transformado João Pessoa e dado mais autoestima aos moradores por uma cidade que está crescendo, se desenvolvendo com ações objetivas, sentidas no dia a dia da população. E muita coisa ainda está por vir, porque nossa cidade entrou definitivamente no rumo do desenvolvimento. Estamos cuidando do presente e preparando, sem sombra de dúvidas, uma gestão inovadora que vai garantir um futuro melhor pra todos nós e gerações futuras”, disse Luciano Cartaxo.

O gestor destacou em sua mensagem ao Legislativo que, assim como aconteceu com a Avenida Beira Rio, a Avenida Epitácio Pessoa, principal corredor da cidade, também será completamente transformada e se tornará uma via completa do ponto de vista da mobilidade urbana, integrando os modais e respeitando pedestres com calçadas padronizadas e acessíveis, e os ciclistas, com a construção de uma ciclovia, além de jardinagem, a iluminação em LED já instalada e novo recapeamento asfáltico.

Ainda na área da mobilidade urbana, o Terminal de Integração Metropolitano, que será construído no Varadouro, será um moderno equipamento que vai integrar os ônibus de João Pessoa, Bayeux, Santa Rita e Cabedelo. Dotado de uma infraestrutura semelhante à de terminais de metrô, o Terminal contará com plataformas, elevador, escada rolante e dois espaços de convivência, sendo uma praça e uma área de contemplação para o pôr do sol do Rio Sanhauá. Já o Terminal de Integração do Valentina terá as obras iniciadas em março e, além da área de embarque e desembarque dos ônibus, terá também praça, área de convivência e terá mantido o campo de futebol.

Durante a solenidade, Luciano Cartaxo anunciou a entrega da primeira etapa do Parque da Bica no próximo mês de abril e começo da construção do espaço destinado aos grandes felinos nestes próximos dias; a licitação para a segunda etapa das obras de proteção da falésia da Barreira de Cabo Branco, que consistem na colocação de pedras na barreira para dar lhe dar mais sustentação; a entrega da Casa do Idoso no bairro do Cristo; a sede do Polo de Tecnologia Extremotec e a continuidade das obras do Centro de Educação Integrada (CEI), no bairro de Mangabeira, para oferecer atividades educativas e esportivas aos alunos das escolas do bairro no contraturno de aulas.

Grandes marcos da atual gestão também foram relembrados, como os projetos que visam melhorar os espaços de convivência e oferecer mais qualidade de vida à população, com a entrega de 13 novas praças até o mês de junho, e os programas LED nas Ruas, Ação Asfalto e Mais Pavimentação, que terão continuidade neste ano. A melhoria da Rede Municipal de Ensino, que conta atualmente com 86 creches em Tempo Integral e 100 escolas, sendo 29 delas também em Tempo Integral, o maior programa de habitação da história da Capital, com mais de sete mil casas entregues, a humanização da saúde, com a maior rede de UPAs da Paraíba, com quatro unidades e a recente conquista da Casa Mãe Bebê, também foram relembrados.

“Temos ainda o programa João Pessoa Cidade Sustentável, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, planejado com a clareza do caminho que queremos que a cidade trilhe pelos próximos anos. São U$ 100 milhões investidos nesta Cidade Criativa. O contrato já está assinado e as primeiras iniciativas, com os estudos, protocolos e treinamento da equipe sendo realizadas. João Pessoa se prepara, na nossa gestão, para ser uma cidade mais humana, interligada com o mundo e dispondo do que há de mais moderno em gestão pública e sustentabilidade”, afirmou Luciano Cartaxo.

Acessoria SECOM /Municipal

Existe oferta de oportunidades para candidatos de todos os níveis de escolaridade e que tenham ou não experiência prévia na função.

O Sistema Nacional de Emprego de João Pessoa (Sine-JP) seleciona, nesta semana, para 60 novas vagas de emprego. Há oferta de oportunidades para candidatos de todos os níveis de escolaridade e que tenham ou não experiência prévia na função. Já o Sistema Nacional de Empregos da Paraíba (Sine-PB) oferece 138 oportunidades de emprego a partir desta terça-feira (22), distribuídas em cinco municípios paraibanos.

Sine-JP

A maioria das oportunidades está no setor de construção. Há quatro vagas para o cargo de pedreiro, cuja exigência é o nível fundamental completo e experiência comprovada de seis meses na função. Também há quatro ofertas de posto de trabalho para o cargo de assistente de pedreiro, cujos requisitos também são experiência de seis meses e o Ensino Fundamental Completo. Acesse aqui o quadro de vagas oferecidas

O Sine-JP funciona na Avenida Cardoso Vieira, 85, Varadouro, e atende das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O trabalhador deve apresentar RG, CPF e Carteira de Trabalho. Para concorrer às oportunidades em que o empregador exige apenas o currículo, o interessado deve enviá-lo para o endereço  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

As empresas que desejam anunciar vagas de empregos devem informar seus dados e as exigências das funções para o e-mail  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Os telefones para contato do setor de captação de vagas são: 3214-1712; 3214-3214 ou 3214-1809. O serviço é gratuito.

Sine-PB

A maioria das vagas está concentrada na cidade de João Pessoa, com 30 vagas para técnico de refrigeração com experiência em sistema de refrigeração industrial. As demais vagas estão distribuídas nos municípios de Campina Grande, Bayeux, São Bento e Santa Rita. Veja aqui o quadro completo de vagas.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3218-6619, 3218-6618 ou 3218-6624 (em João Pessoa) e (83) 3310-9412 (em Campina Grande). Em João Pessoa, a sede do Sine-PB está localizada na rua Duque de Caxias, 305, no Centro de João Pessoa (próximo ao Shopping Terceirão.

 

Fonte: Sine-JP/Portalcorreio

 

Segundo a Aneel, a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios.                                                                                                                                                                                                           A bandeira tarifária para janeiro de 2019 será verde, sem custo adicional para os consumidores.
Segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios.
Em dezembro, a bandeira tarifária também foi verde.  O sistema de bandeiras tarifárias foi criada para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoação de cada bandeira, nas cores verdes( sem cobrança estra), amarela e vermelhas( patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de enegia elétrca.
A Aneel alerta que, mesmo com a bandeira verde, é importante manter as ações relacionadas do uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica.

 

Quinta, 22 Novembro 2018 09:05

CMJP debate importância do Ministério do Trabalho

Escrito por

O vereador Marcos Henriques (PT) propôs a sessão especial, que contou com a participação do vereador Humberto Pontes (Avante) e diretores sindicais, sindicalistas e trabalhadores das mais diversas categorias.

A importância do Ministério do Trabalho foi discutida no Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) na tarde desta quarta-feira (21). O vereador Marcos Henriques (PT) propôs a sessão especial, que foi secretariada pelo vereador Humberto Pontes (Avante) e contou com a participação de diretores sindicais, sindicalistas e trabalhadores das mais diversas categorias.

A mesa de trabalho foi composta pelo representante da Delegacia Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba, José Aluísio Bezerra de Araújo; o presidente da Comissão da Justiça do Trabalho da Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), Rodrigo Dalbone; o coordenador de Relações Sindicais do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), José Silvestre Prado de Oliveira; a representante da Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT-PB), Vera Lúcia Level; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal da Paraíba (Sintserf), Severino Alves Araújo; e o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado da Paraíba (NCST/PB), Antônio Erivaldo Henrique de Sousa.

21.11.18_SE_ExtinçãodoMinistériodoTrabalho_ft_jsantos 026

Marcos Henriques fez uma reflexão sobre a situação política e social do Brasil e disse que entende que a extinção do Ministério do Trabalho se configura como “a mais perversa das ameaças ao trabalhador”. Ele afirmou que os trabalhadores precisam ser ouvidos sobre as mudanças propostas pelo Governo Federal e afirmou que vai combater qualquer medida que atinja os direitos e a classe trabalhadora.

“O Ministério do Trabalho orienta o trabalhador em seus direitos, condições de trabalho, além de atuar em ramificações que atendem não só o trabalhador, mas também o empresariado. Estão tentando esvaziar o Ministério do Trabalho que tanto tem feito na fiscalização em defesa do trabalhador, principalmente combatendo o trabalho escravo em nosso país. Vamos todos juntos em defesa de garantir os direitos do trabalhadores”, defendeu o vereador.

Em sua fala, José Silvestre Prado de Oliveira fez uma explanação sobre as relações entre empregados e patrões no Brasil, destacando a reforma trabalhista e sua relação com as ações jurídicas do setor e o fomento de empregos. “A tendência é ter uma queda na renda dos trabalhadores. É um desafio para toda sociedade brasileira para garantirmos a constitucionalidade para que lutemos para garantir direitos dentro do marco legal”, finalizou.

21.11.18_SE_ExtinçãodoMinistériodoTrabalho_ft_jsantos 029

Os demais oradores que usaram da tribuna destacaram a importância do Ministério do Trabalho na luta pela garantia dos direitos conquistados pelos trabalhadores, seja no desenvolvimento de políticas públicas, seja na fiscalização das relações trabalhistas junto com a Justiça do Trabalho.

No final da sessão, o vereador Marcos Henriques sugeriu a criação de uma Frente em Defesa do Ministério do Trabalho para realizar discussões sobre o tema.

 

  TEXTO DE Damião Rodrigues                                             FOTOS DE Juliana Santos

Os  proprietários  dos imóves deverão pagar multa de R$ 10 mil, no caso de pessoa física, ou de R$ 20 mil no caso de pessoa jurídica, por conta das ocupações em Cabedelo.

Ao menos 160 proprietários de imóveis construídos de forma irregular nas praias de Camboinha e Areia Dourada, município de Cabedelo, deverão desocupar as áreas consideradas invadidas. A desocupação deverá ser feita até 28 de fevereiro de 2019 e inclui a retirada de construções, muros, cercas e jardins.

Além disso, esses proprietários deverão pagar multa de R$ 10 mil, no caso de pessoa física, ou de R$ 20 mil no caso de pessoa jurídica, por conta das ocupações em Cabedelo. Os valores devem ser depositados na Caixa Econômica Federal para posterior destinação pelo Ministério Público Federal (MPF) em favor de entidade pública ou de interesse social.

A partir de 1º de março do próximo ano, os peritos da Polícia Federal irão vistoriar o local para conferência dos recuos. Audiências de conciliação serão realizadas com o Ministério Público Federal em junho de 2019  e, desde que cumpridas todas as condições, os acordos serão assinados e o inquérito policial arquivado, sem implicar em registro de antecedentes criminais para os responsáveis.

Autorização da Justiça

A 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba  (JFPB) autorizou o Ministério Público Federal (MPF) a realizar esses acordos de não persecução penal (não tornar investigados em réus) com os proprietários dos imóveis. O objetivo é liberar os terrenos de marinha, ilegalmente invadidos, sem que haja prejuízo às áreas regulares dos lotes.

Eles são investigados pela ocupação de terrenos públicos e pelo consequente impedimento da regeneração da restinga em Área de Preservação Ambiental (APP). Os proprietários poderão fazer acordo pré-processual que prevê a desocupação e o pagamento de multa, caso contrário, poderão responder por crimes que podem acarretar em até quatro anos de prisão  (art. 48 da Lei 9.605/98 e art. 20 da Lei   4.947/66).

Os moradores do bairro Belo Monte vão ganhar a Praça Vereador Lula Cabral. A ordem de serviço para a construção da nova área foi assinada pelo prefeito Romero Rodrigues, na manhã desta segunda-feira, 24, em solenidade que contou com a presença de secretários municipais, vereadores, lideranças comunitárias e familiares do homenageado.

A expectativa é de que a obra seja concluída dentro de 30 dias. Com o isso, a cidade vai superar a marca de 50 praças construídas ou reformadas pela atual gestão municipal. Serão empregados recursos próprios do município, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma).A praça contará com diversos equipamentos, como parque infantil, academia, área de convivência, moderna iluminação, arborização, pista de caminhada e outros recursos que vão beneficiar os milhares de moradores de áreas como Nova Brasília e Belo Monte, além de comunidades vizinhas. As obras terão início imediato.

     Após a assinatura da ordem de serviço aconteceram os pronunciamentos das autoridades. Quem primeiro discursou foi o secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Geraldo Nobre, que ressaltou a importância da iniciativa para a melhoria da qualidade de vida dos moradores de um dos setores mais carentes da cidade.Em seguida fizeram uso da palavra, para agradecer ao prefeito Romero Rodrigues pela obra, o líder comunitário Ailton Francisco Pereira e o ex-vereador Rostand Paraíba. Quem também agradeceu em nome da família de Lula Cabral foi a senhora Maria Isabel Cavalcanti Cabral, viúva do homenageado.

Prefeito Romero e a senhora Maria Isabel Cavalcanti Cabral, viúva de Lula Cabral

Em seu pronunciamento, Isabel Cabral ressaltou o esforço de Lula por Campina Grande. “É na praça que leva a cultura ao povo”, lembrou uma das frases do saudoso vereador. Ainda acompanharam esse discurso outros familiares do homenageado, a exemplo de Murilo Cabral (irmão) e Artur Cabral (filho).Falando em nome dos vereadores presentes, Alexandre do Sindicato disse que a nova praça será um marco para o desenvolvimento da região, representando também uma homenagem da Câmara Municipal ao ex-vereador Lula Cabral. Além dele, pela Casa de Félix Araújo, estiveram presentes, entre outros, o vice-presidente Márcio Melo e a presidente Ivonete Ludgério.A solenidade foi finalizada com o discurso do prefeito Romero Rodrigues que também prestou homenagem a Lula Cabral, destacando a sua trajetória profissional e política. Ressaltou diversas obras e ações realizadas ou em vias de implantação na região, a exemplo da Alça Leste e a construção de outros equipamentos comunitários.  

O prefeito campinense destacou a grande importância da praça a ser construída, apontando, entre as diversas vantagens, o fato de que a área contará com moderna iluminação, fator fundamental para a melhoria das condições de segurança naquela região.

Ele também anunciou que o governo municipal vai implantar uma nova unidade básica de saúde em Nova Brasília, como ainda informou que a cidade contará com um novo condomínio residencial a ser denominado Rómulo Gouveia. Este condomínio, com 208 unidades, será instalado no bairro do Cruzeiro.

 

Fonte: Codecom

 

Os Estados mais bem posicionados são aqueles que gastam menos, por exemplo, para ter mais jovens na escola, médicos e leitos em hospitais, redes de água e esgoto, melhores rodovias e menores índices de violência.

Mais educação, saúde, infraestrutura e segurança à população, apesar da queda da receita. A Paraíba é o segundo Estado mais eficiente do Nordeste e o sexto do país. 

Os dados constam no Ranking de Eficiência dos Estados – Folha (REE-F), divulgado neste domingo (19), no qual observa-se o salto da Paraíba, que em 2016 ocupava a 15ª posição e em 2017 a 10ª posição.

Ranking

Segundo o ranking, numa escala de 0 a 1, a Paraíba pontua com 0,498, enquanto a média do Brasil é de 0,395. No Nordeste, o Estado ficou abaixo apenas de Pernambuco (0,517). Pelo estudo, os Estados mais bem posicionados são aqueles que gastam menos, por exemplo, para ter mais jovens na escola, médicos e leitos em hospitais, redes de água e esgoto, melhores rodovias e menores índices de violência. Santa Catarina foi o mais eficiente (0,635).

A maior pontuação da Paraíba foi na área da Segurança, ficando acima da média do Brasil e também de Pernambuco. Enquanto, a Paraíba ficou com 0,679 na escala, o país obteve 0,616 e Pernambuco 0,394, considerado um dos piores índices do país. O Estado ainda se destacou na área da infraestrutura com um indicador de 0,557, enquanto o indicador do Brasil foi de apenas 0,459 e Pernambuco 0,500; e também obteve boa pontuação na área da saúde, com 0,495, contra 0,410 do Brasil e 0,480 de Pernambuco.

Bem posicionados

O objetivo do REE-F é quantificar o cumprimento, pelos governos estaduais, de funções básicas e previstas em lei segundo seus recursos financeiros. Aparecem mais bem posicionados os estados que gastam menos, por exemplo, para ter mais jovens na escola, médicos e leitos em hospitais, redes de água e esgoto, melhores rodovias e menores índices de violência.

O trabalho traz ainda um amplo panorama das dificuldades dos estados, com a queda na receita e investimentos na crise econômica, e a explosão das despesas com o aumento do funcionalismo ativo e inativo.

 

com informações: Secom-PB

 


Pagina 2 de 8
JR Esquadrias